imagem taylor swift album folklore e outras mulheres que lançaram na quarentena

Taylor Swift [álbum Folklore] e mais: as mulheres dominaram a quarentena

Nomeie um álbum masculino lançado entre março e julho de 2020. Ok, é provável que você […]

Por em 8 de agosto de 2020

Nomeie um álbum masculino lançado entre março e julho de 2020. Ok, é provável que você consiga, pois alguns realmente chamaram a atenção (como After Hours, do The Weeknd). Mesmo assim, não dá para negar que a quarentena tem sido das mulheres. Taylor Swift, por exemplo, lançou o álbum Folklore.

Desde que a pandemia do coronavírus foi declarada pela OMS, vários álbuns femininos foram lançados. E eles proporcionaram não apenas músicas incríveis, trabalhos coesos, como também um alento aos fãs em tempos difíceis.

Abaixo, nós listamos alguns dos principais discos femininos lançados durante a quarentena por causa da Covid-19. E, de cada álbum, apresentamos uma faixa de destaque. Acompanhe!

Charli XCX – álbum How I’m Feeling Now

Em abril de 2020, Charli XCX anunciou que “a natureza do álbum seria muito indicativa dos tempos, porque ela só poderia usar as ferramentas que estavam ao seu alcance durante o isolamento social”.

O resultado dessa experimentação foram 11 canções que se conectam facilmente com o seu público em quarentena.

Como em “Anthems”: “Estou tão entediada / Acordo tarde, como alguns cereais […] Me perco em um programa de TV / Encarando o esquecimento / Todos os meus amigos são invisíveis”.

Beyoncé – álbum The Lion King – The Gift

Mais uma vez, Beyoncé entregou um trabalhou perfeito e aclamado. Como poderia ser diferente?

Apesar do álbum ter sido lançado em 2019, como trilha sonora da live action de Rei Leão, uma nova versão do disco chegou em julho de 2020. Uma versão deluxe de The Lion King – The Gift.

E o melhor: acompanhado de uma produção audiovisual completa.

O filme “Black Is King” foi lançado no catálogo do Disney Plus, com uma forte mensagem de representatividade e identidade negra. Uma produção aclamada pelos críticos e super bem avaliada pelos fãs.

A faixa que resolvemos ressaltar é “Already”, justamente a que teve seu videoclipe liberado no YouTube (os demais estão apenas no Disney Plus). Na canção e no clipe, a cantora enaltece a resiliência negra e raízes africanas com uma mensagem forte.

Hayley Williams – álbum Petals For Armor

Em maio, Hayley Williams, vocalista do Paramore, iniciou sua primeira aventura na carreira solo.

Com Petals For Armor, a cantora entregou canções ainda mais pessoais do que as feitas com sua banda. Isso mesmo considerando que ela é a principal compositora do Paramore e sempre falou sobre suas experiências pessoais.

No PFA, a norte-americana se mostra mais vulnerável e em composições e melodias mais “cruas”. São canções que atraíram a atenção até de Elton John, que nomeou o álbum como um de seus favoritos do ano.

A experimentação de Hayley no disco também fica evidente. Um dos destaques é “Crystal Clear”, a última canção do álbum.

Além de uma letra doce e bela, a faixa traz os vocais mais contidos mas, mesmo assim, impressionantes de Williams. E a faixa é ainda mais especial, pois conta com a participação do avô da cantora.

Chloe X Halle – álbum Ungodly Hour

O segundo álbum de Chloe X Halle é, sem dúvida, um dos melhores de 2020.

Com melodias mais experimentais e canções com letras fortes e bem trabalhadas, as irmãs chamaram a atenção — com pontuação 81 no Metacritic.

Sem contar que toda a produção visual das cantoras tem encantado. Mesmo em casa durante a quarentena, as norte-americanas produziram videoclipes e lives com efeitos e produção belíssimos.

“Forgive Me” é um dos destaques do álbum, com vocais realmente incríveis de ambas as cantoras. Além de mostrar muito do talento vocal, a canção tem uma batida cativante, que te faz desejar ouvi-la várias e várias vezes.

Taylor Swift – álbum Folklore

Com o álbum Folklore, Taylor Swift deixou de lado a recém-iniciada era Lover (ou será que não? Veja nossas apostas no texto: Folklore: como os planos de Taylor Swift mudaram).

A surpresa foi enorme, já que a cantora tem o costume de anunciar seus lançamentos bem antes do previsto.

E, além da surpresa, os fãs encontraram faixas gostosas de ouvir, com uma história bem diferente do que têm ouvido. Afinal, Taylor resolveu falar de personagens, em vez de suas próprias experiências (com poucas exceções).

Sem contar que, em pouquíssimo tempo de lançamento, Taylor bateu vários recordes. Por exemplo: Folklore já vendeu mais que qualquer outro álbum lançado em 2020.

O destaque fica para as faixas que contam um triângulo amoroso adolescente.

Sim, nós dissemos que apresentaríamos só UM destaque de cada álbum. Mas essas músicas estão diretamente ligadas, e é interessantes ouvi-las como uma só história.

“August”, “Betty” e “Cardigan” contam a perspectiva de cada um dos indivíduos desse triângulo, em diferentes momentos de sua vida. São apenas algumas faixas em que Taylor Swift inseriu seus famosos easter eggs em Folklore.

Lady Gaga – álbum Chromatica

Sem dúvida, um novo álbum pop de Lady Gaga foi uma das coisas mais aguardadas dos últimos anos. E ele finalmente veio, após o Joanne, de 2013 (classificado como soft rock).

Segundo a cantora, em Chromatica, ela quis dar voz ao seu novo eu: “não é apenas sobre a música; é sobre quem eu sou e as coisas que estou tentanto dizer”.

Com o disco, Gaga encontrou sua “redenção” na pista de dança e entregou algumas das melodias mais dançantes dos últimos anos.

Uma das canções que chama a atenção no disco é “Replay”, divertida, mesmo que tenha uma letra bem mais profunda do que sua melodia poderia sugerir. A faixa lembra o groove-disco dos anos 1970, misturado a elementos deep house.

Leia também: Lady Gaga e “Shallow”: como o hit levou a cantora até “Chromatica”.

Dua Lipa – álbum Future Nostalgia

Dua Lipa chegou a antecipar o lançamento do Future Nostalgia, no começo da pandemia do coronavírus. Seu objetivo foi trazer um pouco de alegria aos fãs nos momentos difíceis que ainda estavam apenas no começo.

A estratégia deu certo, e o disco foi aclamado. Não apenas pelos fãs, mas também pelos críticos musicais. Para se ter uma ideia, o disco marcou 88 pontos no Metacritic.

Além de divertido, o disco dá enorme destaque ao potencial vocal de Dua. Em “Hallucinate”, por exemplo, no início do refrão há um trecho em que a voz da cantora parece “falhar”. Mas esse tom mais agudo dá um toque mega especial à faixa.

Teyana Taylor – álbum The Album

O álbum de Teyana Taylor já começa chamando a atenção por seu número de músicas: 23! Uma marca muito maior do que a maioria dos artistas têm entregado, com até 18 faixas, mais ou menos.

Mas para quem acha que esse é um álbum longo, não terá nada a reclamar. Sim, ele tem mais canções que os demais, mas tem faixas tão consistentes que te prende do começo ao fim.

Para se ter uma ideia, Teyana divide o disco em capítulos: família, desejo, força, drama e a alegria.

Vale também dizer que o disco tem participações de Quavo, Lauryn Hill, Erykah Badu, Missy Elliott e mais.

Para citarmos apenas um destaque, escolhemos “We Got Love”. É nessa faixa, principalmente, que a cantora mostra sua presença vocal própria e potente.

E então, qual dos álbuns da nossa lista é seu favorito? Faltou falarmos sobre algum disco feminino importante? Conta para a gente nos comentários deste post!


Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!