“O Rei Leão”: Trilha sonora é lançada com Beyoncé e Donald Glover; ouça

Enquanto a live-action do clássico da Disney não foi lançado ainda, o que já temos é […]

Por em 12 de julho de 2019

Enquanto a live-action do clássico da Disney não foi lançado ainda, o que já temos é a sua trilha sonora! Nesta quinta-feira (11/07), foi divulgada a trilha sonora original do remake de “O Rei Leão“, com as vozes Beyoncé e Donald Glover — que fazem um dueto em “Can You Feel The Love Tonight” junto com Billy Eichner e Seth Rogen.

Além disso, é claro que não poderia faltar a música “Hakuna Matata“, que nessa versão é cantada por Donald Glover, Billy Eichner, Seth Rogen, e JD McCrary. Outras faixas essenciais que estão incluídas são: “I Just Can’t Wait to Be King” e “The Lion Sleeps Tonight“, ambas produzidas por Pharrel Williams.

O adicional da trilha sonora ficou por conta de Beyoncé e Elton John. Os dois trouxeram músicas inéditas para “O Rei Leão“, sendo elas: “Spirit” e “Never Too Late“. Enquanto que a parte instrumental foi produzida por Hans Zimmer.

Confira, a seguir, a trilha sonora de “O Rei Leão”:

Além disso, a versão em português da trilha sonora do filme também foi lançada em todas as plataformas digitais. Com a participação de IZA e Ícaro Silva, confira o resultado:

Beyoncé na trilha sonora

Além de ter a sua música “Spirit” incluída na trilha sonora original de “O Rei Leão“, Beyoncé também preparou um projeto a parte. A novidade é que a cantora será produtora executiva do álbum “The Lion King: The Gift“.

A ideia é uma “carta de amor à África”, com influências africanas e colaborações inesperadas. Em comunicado oficial, a cantora disse que “isso é cinema sonoro”.

E ainda contou sobre suas inspirações para esse álbum. “Eu queria fazer mais do que encontrar uma coleção de músicas que foram inspiradas no filme. É uma mistura de gêneros e colaboração que não é um som. É influenciada por tudo do R&B, pop, hip hop e Afro Beat“.

Cada canção foi escrita para refletir a narrativa do filme que dá ao ouvinte a chance de imaginar suas próprias imagens, enquanto ouve uma nova interpretação contemporânea. Era importante que a música não fosse apenas interpretada pelos artistas mais interessantes e talentosos, mas também produzidos pelos melhores produtores africanos. Autenticidade e coração eram importantes para mim“.


Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!