artistas 2020

Enquete: os artistas que “entregaram tudo” em 2020. Vote!

O ano de 2020 não foi fácil para ninguém, nem para os artistas. Muitos concertos estavam […]

Por em 11 de dezembro de 2020

O ano de 2020 não foi fácil para ninguém, nem para os artistas. Muitos concertos estavam esgotados e havia uma agenda a cumprir. No entanto, devido à pandemia do novo coronavírus, festivais foram adiados e álbuns atrasaram.

De março até dezembro, todo o mercado fonográfico precisou se adaptar a uma nova realidade e reinventar a forma como a música chega até seus fãs.

O fato é que 2020 pode ter sido um ano muito difícil para muitos, mas nos entregou músicas com qualidade e sonoridade incríveis – e devemos atribuir isso aos artistas que trabalharam de forma incansável durante este ano bastante árduo para o mundo.

Por que 2020 foi um ano diferente?

Não vamos esquecer desse ano nem tão cedo. 2020 vai ficar marcado em nossas memórias. Com regras de isolamento e distanciamento social, além de proibição de shows, o mundo inteiro parou a maior parte do ano.

Os artistas, que antes tinham suas agendas de shows para cumprir, videoclipes para gravar, CDs para lançar, precisaram repensar todas as estratégias para que isso pudesse acontecer da melhor forma possível.

Por isso, decidimos dedicar um espaço para relembrar os artistas que, mesmo com todas as dificuldades, “entregaram tudo” aos fãs.

O que é “entregar tudo”?

Mais usada no Twitter, “entregar tudo” é uma forma mais simples de dizer que um artista fez tudo e agradou a maior parte dos seus fãs. Nisso estão incluídos: álbuns, videoclipes, singles, e muitas outras coisas.

Aqui vai um exemplo:

Por isso, destacamos nesse post 3 artistas que (definitivamente) entregaram tudo durante todo esse ano.

3 artistas que “entregaram tudo” em 2020

1) Taylor Swift

Como já comentamos, foi um período muito agitado para a cantora e compositora. Ela preencheu seu tempo livre com uma série de projetos musicais: dois álbuns de estúdio, um álbum ao vivo e um especial de “folklore”, lançado no Disney Plus.

Tudo parecia muito calmo quando — de supresa — Taylor anunciou o lançamento de seu oitavo álbum de estúdio. Inteiramente escrito e produzido durante o período de isolamento social, Swift lançou o “folklore”

O disco foi disponibilizado um dia após o anúncio, 24 de julho, e liderou as paradas dos EUA e do Reino Unido. Além disso, quebrou diversos recordes e ainda foi indicado em seis categorias do Grammy, incluindo a de “Álbum do Ano”.

“Grande parte das coisas que planejei para esse verão acabaram não acontecendo, mas há algo que eu não planejei que acontecesse. E essa coisa é meu oitavo álbum de estúdio, folklore. Surpresa?”, escreveu Taylor em uma publicação no Instagram. “Nessa noite, à meia-noite, estarei lançando meu novo álbum inteiro de canções nas quais derramei todos os meus caprichos, sonhos, medos e reflexões”, finalizou

Fim de ano agitado

Novembro chegou e, com ele, veio também outra notícia boa: Taylor estava livre de sua antiga gravadora, a Big Machine, e finalmente poderia regravar toda sua discografia, algo que já estava em seus planos. 

O que seus fãs não contavam é que algumas semanas depois ela fosse lançar o especial “Folklore: Sessões no Long Pond Studio” no Disney Plus, além de um álbum acústico desse especial. Para fechar com chave de ouro, Taylor Swift anunciou mais uma vez (no susto) que lançaria um álbum “irmã” de seu último lançamento, o “evermore”.

“Não conseguíamos parar de escrever”, escreveu ela em seu Twitter. “Para tentar colocar de forma mais poética, parecia que estávamos na orla da floresta folclórica e tínhamos uma escolha: virar e voltar ou viajar mais para dentro da floresta dessa música. Escolhemos ir mais fundo”, concluiu.

Que ano incrível para a cantora, não? O que será que ela tem planejado para os próximos anos?

2) Dua Lipa

Se alguém teve um ano positivo em sua carreira, foi Dua Lipa. Antes mesmo de lançar seu segundo álbum de estúdio, o “Future Nostalgia”, seu single “Don’t Start Now” já era sucesso no mundo todo e hoje possui mais de um bilhão de reproduções. O álbum como um todo é uma obra-prima, e suas indicações ao Grammy eram esperadas e mais que merecidas.

artistas 2020
Foto: Divulgação

Dua Lipa começou o ano muito bem, promovendo seu álbum, entregando performances muito bem construídas a cada vez que se apresentava e aí veio a pandemia. Em abril ela havia voltado de viagem e encontrou se apartamento inundado. Por isso, precisou alugar um flat para passar um tempo.

Esse foi o local de muitas lives que Dua fez em seu perfil do Instagram. Uma das cenas mais marcantes do ano foi quando ela chorou ao vivo devido ao vazamento do “Future Nostalgia”. O álbum, então, foi adiantado em uma semana, sendo lançado em 27 de março. 

Future Nostalgia fez mais do que abrir algumas portas para a cantora. Ela termina o ano com mais de 5 milhões de espectadores mundiais do seu show virtual, o 2054 (ver nome), seis indicações ao Grammy e 20 bilhões de streams em todas as plataformas.

Dua já anunciou que o “Future Nostalgia: Side B” será lançado no próximo ano e que ainda em dezembro gravará o clipe de um dos futuros singles. Quem aí está ansioso?

3) Harry Styles

Parece que o ex-One Direction também teve um ano muito produtivo. No início do distanciamento social, Styles ficou em Los Angeles, segundo a revista Vogue. Depois de alguns dias sozinho, entretanto, ele foi morar com um grupo de três amigos (e posteriormente com dois membros de sua banda, Mitch Rowland e Sarah Jones).

Foram cinco singles desde o começo da era e o cantor entregou tudo que os fãs queriam. “Lights Up” chegou ainda no ano passado mostrando um Harry diferente do que estávamos acostumados.

Uma ilha fictícia foi criada em “Adore You”, trazendo uma mensagem de amizade e aceitação.

Contudo, o single que mais chama atenção é “Watermelon Sugar”, que se tornou uma espécie de hino para um verão distópico de 2020. O vídeo foi filmado em janeiro, antes que as regras de isolamento começassem a valer e apresenta Styles e várias pessoas estão numa praia.

Em maio, um título inicial foi posto assim que o clipe ficou pronto para ser lançado: “Este vídeo é dedicado ao toque”.

Os saldos de 2020 para Harry Styles

Sobre as mudanças profundas que esse ano trouxe, Harry disse que uma das mais importantes foi oportunidade de crescimento pessoal. “Acho que é hora de se abrir, aprender e ouvir”, afirmou.

Styles disse em entrevista à revista Vogue que está ansioso para fazer uma turnê novamente, mas apenas “quando for seguro para todos”.

Sobre os futuros lançamentos, Harry quer manter o espírito experimental que inspirou seu segundo álbum, “Fine Line”. Ele afirmou que, com seu álbum de estreia, “eu estava descobrindo muito qual era o meu som como artista solo”.

Ainda na entrevista, o cantor disse que em um futuro pós-COVID, pensa em uma mudança temporária para Tóquio, explicando que “há um respeito e uma quietude, uma quietude que eu realmente amei todas as vezes que estive lá.”

Leia mais: Harry Styles: os clipes da era Fine Line até Golden


E aí? Você concorda que esses artistas “entregaram tudo” neste ano? Ou você acha que deixamos de mencionar algum? Vote na enquete abaixo, coloque a sua sugestão e comente com a gente nas nossas redes sociais.

Qual/Quais desses artistas "entregou tudo" em 2020?

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!