Selena Gomez sobre imigrantes nos EUA: “Sinto medo do meu país”

Em uma matéria publicada pela Time, na última terça-feira, 1, Selena Gomez mostrou seu posicionamento sobre […]

Por em 2 de outubro de 2019

Em uma matéria publicada pela Time, na última terça-feira, 1, Selena Gomez mostrou seu posicionamento sobre a crise dos imigrantes, nos Estados Unidos.

A situação dos imigrantes nos Estados Unidos está cada vez mais difícil devido às medidas que o presidente Donald Trump vem tomando. O presidente está prestes a aprovar uma lei que facilita a deportação dessas pessoas.

Na matéria, Selena Gomez se sente orgulhosa de vir de uma família de imigrantes. A tia e os avós da cantora foram do México para os Estados Unidos, e seu pai nasceu no Texas.

“Em 1992, nasci cidadã nos Estados Unidos graças à sua coragem e sacrifício”, disse Selena se referindo aos seus familiares. “Nas últimas quatro décadas, os membros da minha família trabalharam duro para obter a cidadania dos EUA. A imigração indocumentada é uma questão em que eu penso todos os dias, e nunca esqueço o quanto sou abençoada por ter nascido nesse país graças a minha família e as circunstâncias”.

https://www.instagram.com/p/B3H4HNcAyzf/

Na conversa, Selena afirmou que se sente mal em ler as notícias que saem sobre o assunto. De acordo com ela, essa raiva pelos imigrantes a fazem sentir “medo do meu país”. A cantora discute a imigração como uma “questão humana, afetando pessoas reais, desmantelando vidas reais”.

“Não pretendo ser especialista. Não sou política, não sou médica e não trabalho no sistema. Entendo que é falho e que precisamos de regras e regulamentos, mas também precisamos lembrar que nosso país foi formado por pessoas que viveram em outros países. É hora de ouvir as pessoas cujas vidas estão sendo diretamente afetadas pelas políticas de imigração. É hora de conhecer os indivíduos cujas histórias complexas foram reduzidas a manchetes básicas”, disse.

Selena Gomez dirige documentário sobre imigrantes

Selena Gomez aproveitou o tema da conversa para revelar que foi convidada a fazer parte de uma série de documentários chamado “Living Undocumented”, que apresenta o perfil de oito famílias nos EUA que estão enfrentando deportação. A cantora chegou a conhecer três dessas famílias.

“Estou preocupada com a maneira como as pessoas estão sendo tratadas no meu país. Como uma mulher mexicana-americana, sinto a responsabilidade de usar minha plataforma para ser uma voz. Espero que essas oito famílias e suas histórias inspire as pessoas a serem mais compassivas, e para aprender mais sobre imigração e formar sua opinião”.


Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!