K-pop fora do Spotify: descubra como ouvir em outras plataformas

Os fãs de k-pop estão carentes após a exclusão de inúmeros álbuns e faixas dos seus idols favoritos do gênero musical. Venha saber o motivo e por onde escutá-los!

Por em 1 de março de 2021

A retirada das músicas de banda de K-pop do Spotify nesse fim de semana estremeceu muitas fã bases. A questão se deu após a plataforma excluir do seu catálogo todas as faixas da KakaoM, uma das maiores empresas distribuidoras de músicas da Coreia do Sul.

Antes de tudo, destacamos que o lançamento do Spotify no país asiático em 1º de fevereiro foi a principal questão para a exclusão das músicas do streaming, segundo o Portal Kpop Chart.

Afinal, a gravadora coreana decidiu retirar a licença de suas canções do aplicativo sueco, para que elas ficassem disponíveis apenas na sua plataforma de streaming, Melon.

grupo de k-pop retirado do spotify
Monsta X com 6 integrantes, todos em pé, com cabelos coloridos, usando casaco e camisas de manga comprida. O do lado direito o único com camisa branca sem manga comprida
Foto: divulgação
Monsta X

Leia também: BLACKPINK: veja 4 marcos alcançados pelo “The Album”

Comunicado do Spotify e da KakaoM

Grupo loona de k-pop retirado do spotify
11 integrantes em pé em uma escada vestindo uma calça branca de seda comprida e uma blusa branca
Foto: Blockberry Creative

Diante dos inúmeros protestos que vêm sendo organizados contra a KakaoM e o Spotify, a plataforma global de streaming emitiu um comunicado afirmando que tentou, sem sucesso, negociar com a empresa sul coreana por um ano e meio.

A partir de 1º de março de 2021, o catálogo da KakaoM não estará mais disponível para nossos ouvintes em todo o mundo devido ao vencimento da nossa licença. Temos trabalhado com a KakaoM ao longo do último ano e meio para renovar o acordo de licenciamento global, para que a música de seus artistas permaneça disponível para os mais de 345 milhões de ouvintes do Spotify em cerca de 170 mercados ao redor do mundo

Sendo assim, o Spotify lamentou a exclusão do catálogo de sua plataforma e reiterou que continuarão a trabalhar para que essa situação seja temporária e possa ser revertida.

O fato de ainda não termos chegado a um acordo sobre um novo acordo global é lamentável para seus artistas, bem como para fãs e ouvintes em todo o mundo. Esperamos que essa interrupção seja temporária e possamos resolver a situação em breve. Continuamos comprometidos em trabalhar com detentores de direitos locais, incluindo a KakaoM, para ajudar a expandir o mercado musical coreano e o ecossistema de streaming em geral.

A distribuidora musical coreana também deu sua versão sobre o desentendimento, assim, se mostrando aberta às negociações.

A KakaoM tem um acordo com o Spotify para distribuição de música no exterior. No momento, estamos negociando nosso contrato com eles para a Coreia, mas fomos notificados de que nosso contrato terminou em 28 de fevereiro. Pedimos para renovar o contrato. No entanto, Spotify disse que o contrato coreano e internacional deve ser negociado simultaneamente, então o serviço internacional está atualmente desativado. Ainda estamos falando sobre distribuições

Artistas de K-pop que não foram afetados

Mas apesar da retiragem de faixas de determinados grupos de K-pop do Spotify, ainda houveram bandas que sobreviveram a essa medida. No caso, os artistas pertencentes às empresas SM, JYP, Big Hit e YG mantiveram intactos diante desse caso.

Como exemplos desses, temos: BTS, BLACKPINK, GOT7, Twice, EXO, NCT, e TXT, esses continuam com suas discografias todas presentes na plataforma de streaming.

BTS grupo de k-pop não retirado do spotify
Os 7 integrantes vestindo terno rosa, azul, branco, bege e verde em um corredor
Foto: divulgação

No entanto, por que esses grupos não foram afetados? A resposta é simples, esses artistas são os que não têm relação com a KakaoM, ou seja, suas músicas não são distribuídas pela empresa. Bem como a distribuição própria de seus materiais feita no Ocidente.

Por outro lado, os projetos de conjuntos que passaram a ser distribuídos no Ocidente somente nos últimos anos, tiveram seus trabalhos parcialmente retirados.

Artistas de K-pop retirados do Spotify

Ao contrário do que foi apresentado na lista de não atingidos, agora, os enumerados serão maiores. Logo, artistas como, Epik High, LOONA, MAMAMOO, Seventeen, Monsta X, The Boyz, GFRIEND, (G)I-DLE, Sunmi, IU, entre outros, foram prejudicados por tal decisão.

Um dos membros da boyband musical Epik High, Tablo, se pronunciou a respeito do caso que envolve as duas empresas:

Aparentemente, há um desacordo entre nossos distribuidores Kakao M e Spotify, o que fez nosso novo álbum, ‘Epik High Is Here’, não estar disponível globalmente, o que é contra a nossa vontade. Independentemente de quem é o culpado, por que é sempre o artista e seus fãs que sofrem quando os negócios colocam a ganância sobre a arte?

No caso de grupos como Monsta X e Seventeen possuem no streaming apenas canções lançadas desde 2015 e 2016 em diante, respectivamente.

Além desses, circula no Twitter uma relação maior dos grupos afetados pela mudança na plataforma sueca.

Apesar da retirada das faixas do aplicativo global de música, ainda é possível ouvir aos artistas de k-pop em outras plataformas como Deezer, Youtube e Apple Music.

Ouça LOONA no Deezer clicando aqui

Ouça MAMAMOO no Apple Music clicando aqui

MV do grupo The Boyz

Venha comentar sobre essa polêmica e quais dos seus grupos favoritos foram afetados no nosso Twitter!

Leia também: BTS: saiba tudo sobre o Acústico MTV do grupo sul-coreano


Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!