taylor evermore easter eggs

Depois do “evermore”, quais os próximos passos de Taylor Swift?

Admitimos: depois do lançamento de dois álbuns surpresa [folklore e evermore], ficou difícil prever o que […]

Por em 14 de dezembro de 2020

Admitimos: depois do lançamento de dois álbuns surpresa [folklore e evermore], ficou difícil prever o que Taylor Swift vai fazer em seguida.

Mesmo assim, podemos especular. Por que não? Taylor não tem seguido a “fórmula” que usou durante toda a sua carreira (anúncio de um álbum, clipes, lançamento do álbum, mais singles, turnê), mas sempre podemos esperar uma coisa ou outra.

Até porque, a cantora já deu pequenas pistas do que pretende. Pode não ser para breve, e talvez algumas coisas aconteçam antes. Ainda assim, resolvemos listar os possíveis próximos passos de Taylor Swift. Acompanhe!

Algo audiovisual de Taylor para o evermore

Assim como fez com o folklore, é bem provável que Taylor Swift divulgue algum conteúdo em vídeo para o evermore. Um show intimista, como o lançado no Disney+, ou quem sabe um documentário ou sessões de composição e gravação no estúdio.

Diferente do seu primeiro álbum de 2020, Taylor Swift se uniu presencialmente com seus colaboradores. Especialmente com Aaron Dessner. Não é difícil acreditar que esses encontros foram filmados, rendendo um bom material.

Taylor Swift gosta de estar próxima a seus fãs mas, como quase não ocorreram shows em 2020, isso não foi possível. Algo em vídeo do álbum será uma forma de conectar melhor suas músicas às pessoas.

Além disso, o evermore é candidato ao Grammy 2022 — todos os trabalhos lançados entre 1º de setembro de 2020 e 31 de agosto de 2021 podem ser considerados. Para aumentar o “poder” do disco, um documentário ou show seria muito bem-vindo.

Shows em 2021

Em julho, quando o folklore foi lançado, nós fizemos apostas sobre como deveriam ficar os shows cancelados da Lover Tour. Taylor poderia, por exemplo, unir os dois álbuns na setlist e visual da turnê, oferecendo o melhor das duas Eras.

Agora, porém, são três álbuns, três Eras diferentes para trabalhar em uma turnê. É difícil imaginar como a norte-americana poderia combinar um número satisfatório de músicas desses discos em um único show, especialmente porque ainda há faixas de seis álbuns anteriores que “precisam” (para a alegria dos fãs), aparecer na setlist.

Em entrevista à revista Entertainment Weekly, Taylor respondeu à pergunta “você tem planos de ressurgir com um evento tipo o Lover Fest?” da seguinte forma: “Não sei qual formato isso vai tomar e eu  realmente precisaria sentar e pensar a respeito por alguns meses antes de descobrir a resposta. Porque seja o que for que façamos, quero que seja algo atencioso e que faça os fãs felizes, espero conseguir isso. Vou tentar muito”.

Então, é claro que Taylor deve dar um jeito em todo esse dilema. Como, nós não sabemos. Talvez turnês diferentes? Um show com duração maior?

O ponto é que a cantora deve voltar aos palcos em 2021, talvez no segundo semestre, quando a vacinação em massa contra o Coronavírus já deve estar em curso. Os shows no Brasil, inclusive, estavam antes previstos para serem agendados a partir de julho do ano que vem. Resta esperar.

Regravações de seu catálogo

Taylor Swift está livre para regravar seus seis primeiros álbuns, e já começou a fazê-lo. Foi uma forma que a cantora encontrou de recuperar as suas músicas, já que seu catálogo original é hoje propriedade de uma empresa em parceria com Scooter Braun.

Leia também: Taylor Swift X Big Machine: 3 referências que você perdeu no folklore

Nas entrevistas em que já falou sobre o assunto, a cantora revelou que pretende entregar novas versões de suas canções. Em uma apresentação para a BBC Radio1, por exemplo, ela apresentou uma nova “Holy Ground”, diferente de como a faixa foi lançada no álbum Red (2012).

Mesmo assim, Taylor Swift já percebeu que seus fãs também querem as faixas como elas vieram ao mundo pela primeira vez. Por isso, o mais provável é que ela lance os dois: as canções regravadas da mesma forma, e novas versões.

Há até expectativas por versões descartadas, como a tão falada “All Too Well” de 10 minutos. Inclusive porque Taylor disse estar preparando algumas surpresas.

A norte-americana ainda não indicou datas para o lançamento das regravações, mas disse estar aproveitando muito o processo. Especialmente na regravação de faixas mais antigas, em que sua voz era adolescente.

Um trecho de “Love Story”, por exemplo, foi divulgado recentemente em um comercial, e é possível perceber facilmente a evolução da voz de Taylor. Veja abaixo o comercial e a comparação entre as duas versões da faixa.

https://twitter.com/sabrinaAzalea5/status/1334528406625640448

Álbum número 10?

Outro dos planos de Taylor Swift pode ser o lançamento de um novo álbum, um terceiro para completar a trindade folklore + evermore. É apenas um rumor, mas quem consegue ter certeza do que é ou não um easter egg plantado por Taylor Swift, não é mesmo?

Conta para a gente: qual desses próximos passos de Taylor Swift você está mais ansioso para acompanhar?


Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!