13 de março de 2017 por Gabriel Haguiô.

Mais uma vez, Ed Sheeran provou seu poder comercial na atual indústria fonográfica com o lançamento de seu novo trabalho de estúdio, “÷”. O disco, que era um dos títulos pop mais esperados para esse ano, alcançou números absurdos de venda em sua semana de entrada, debutando diretamente no topo das paradas americana e britânica.

Em sua terra natal, entretanto, os resultados foram ainda mais satisfatórios para o cantor: todas as 16 faixas inclusas na edição deluxe do trabalho estrearam entre as 20 primeiras colocações da tabela britânica de singles, feito este que é inédito na história da parada do Reino Unido.

Agora mais do que nunca é possível dizer que Ed Sheeran está oficialmente de volta ao seu posto de direito e que, se os últimos três anos sem novo material foram torturantes para seus fãs, a longa espera certamente valeu a pena.

BILLBOARD
ESTADOS UNIDOS

“Shape Of You”, atual sucesso de Ed Sheeran, não precisava de um grande impulso comercial para se manter na primeira posição da Billboard Hot 100 pela sétima semana seguida. Mesmo assim, os números do single decolaram com a chegada de “÷”, liderando tanto a lista de vendas digitais quanto as de streams e audiência em rádios norte-americanas.

Pelos Estados Unidos, a canção obteve cerca de 116 mil downloads, 50,8 milhões de execuções em serviços de streaming e uma audiência de 160 milhões ouvintes em rádios, tornando-se a primeira faixa a liderar os três quesitos desde “Closer”, colaboração entre o duo The Chainsmokers e Halsey que figura no décimo lugar desta atualização.

Apesar de ser a única entre as dez primeiras colocações da Billboard Hot 100, “Shape Of You” não é a única faixa da tracklist de “÷” a aparecer na parada americana de singles. Ao todo, 13 músicas da edição deluxe do trabalho figuram na lista essa semana, sendo “Castle On The Hill”, “Perfect”, “Galway Girl” e “Dive” as mais bem-sucedidas comercialmente.

Enquanto isso, quatro faixas entre as dez melhor posicionadas nessa semana atingiram novos picos na tabela. A de maior destaque entre elas é “Love On The Brain”, última música de trabalho de Rihanna que, mesmo sem grande divulgação pelos Estados Unidos, subiu para o quinto lugar com seus ótimos percentuais de reproduções em rádios.

Além da barbadiana, quem também se destaca na parada é a mais recente parceria do Clean Bandit com Sean Paul e Anne-Marie, “Rockabye”. A canção, que liderou a tabela britânica de singles por nove semanas consecutivas, tem conquistado índices cada vez maiores em território americano e, nessa semana, escalou 15 degraus rumo à nona posição.

As outras duas faixas que melhoraram seu desempenho geral na lista são “That’s What I Like”, atual single de Bruno Mars que sobe para a terceira colocação com o lançamento de seu videoclipe oficial; e “Tunnel Vision”, canção do rapper Kodak Black que assume o sexto lugar.

Com tais números, as dez primeiras posições da Billboard Hot 100 se encontram da seguinte forma:

1. “Shape Of You”, Ed Sheeran (-)
2. “Bad And Boujee”, Migos e Lil Uzi Vert (-)
3. “That’s What I Like”, Bruno Mars (4–3)
4. “I Don’t Wanna Live Forever (Fifty Shades Darker)”, Zayn e Taylor Swift (3–4)
5. “Love On The Brain”, Rihanna (6–5)
6. “Tunnel Vision”, Kodak Black (8–6)
7. “Paris”, The Chainsmokers (-)
8. “Bounce Back”, Big Sean (9–8)
9. “Rockabye”, Clean Bandit com Sean Paul e Anne-Marie (24–9)
10. “Closer”, The Chainsmokers e Halsey (-)

Assim como já era amplamente aguardado, todas as expectativas em torno do novo trabalho de estúdio de Ed Sheeran garantiram ao disco uma grandiosa semana de abertura em vendas em território americano — a maior do ano até o momento — e consequentemente uma estreia direta no topo da Billboard 200.

Ao todo, “÷” acumulou aproximadamente 451 mil cópias comercializadas nos Estados Unidos em seus primeiros sete dias disponível para compra digital e física e streaming. Com tais dados, o álbum consagra-se com o maior percentual inicial de vendagem desde o lançamento de “4 Your Eyez Only”, de J. Cole, em dezembro do ano passado, que obteve 492 mil pontos.

Além da estreia do britânico, outro grande destaque da tabela americana discos nessa semana é o surpreendente crescimento comercial de 192% de “Hardwired… To Self-Destruct”, mais recente trabalho do Metallica. Com o início das vendas dos ingressos da etapa norte-americana da turnê “WorldWired Tour”, que também garantiam uma cópia do álbum como parte de um pacote especial, o disco chegou a registrar 81 mil unidades comercializadas, subindo para a vice-liderança da lista.

A outra estreia dessa atualização fica por conta de “American Teen”, trabalho de estreia do cantor prodígio Khalid que, com suas 37 mil unidades vendidas ao longo de sua primeira semana disponível para compra, debuta na nona posição da tabela.

Confira como são assumidas as dez primeiras colocações da Billboard 200 nessa semana:

1. “÷”, Ed Sheeran (*)
2. “Hardwired… To Self-Destruct”, Metallica (14–2)
3. “24K Magic”, Bruno Mars (-)
4. “Future”, Future (2–4)
5. “HNDRXX”, Future (1–5)
6. “Culture”, Migos (-)
7. “Starboy”, The Weeknd (-)
8. “Moana (Original Motion Picture Soundtrack)”, trilha sonora de “Moana: Um Mar de Aventuras” (-)
9. “American Teen”, Khalid (*)
10. “Trolls (Original Motion Picture Soundtrack)”, trilha sonora de “Trolls” (5–10)

OFFICIAL CHARTS
REINO UNIDO

O lançamento do novo disco de Ed Sheeran impactou monstruosamente a parada britânica de singles. Todas as 16 canções presentes na versão deluxe de “÷” estrearam entre os 20 primeiros lugares da lista, marca esta que nenhum outro artista na história do Official Charts sequer se aproximou.

A tabela permanece liderada pelo lead single “Shape Of You”, que chega à sua nona semana consecutiva no topo. Já as quatro posições abaixo são ocupadas, respectivamente, por “Galway Girl”, “Castle On The Hill”, “Perfect” e “New Man”, estas que obtiveram destaque comercial entre as outras faixas da tracklist do álbum no Reino Unido.

As outras quatro músicas do trabalho que se encontram entre as dez faixas melhor colocadas nesta semana são “Happier”, “Dive”, “Supermarket Flowers” e “What Do I Know?”. A única canção de outro artista a figurar em tal posto é “Something Just Like This”, colaboração entre o duo The Chainsmokers e a banda Coldplay que despencou cinco casas rumo à sétima posição da lista.

Com as estreias, “÷” estabeleceu também um novo recorde na tabela como o álbum com maior número de canções entre as dez primeiras posições da parada britânica de singles (dez no total, uma vez que “How Would You Feel (Paean)” chegou a alcançar a terceira colocação). Anteriormente, a marca pertencia ao produtor escocês Calvin Harris com o disco “18 Months”, que teve nove músicas entre as dez melhor posicionadas.

Confira as dez primeiras colocações da tabela britânica de singles com estreia de “÷”:

1. “Shape Of You”, Ed Sheeran (-)
2. “Galway Girl”, Ed Sheeran (*)
3. “Castle On The Hill”, Ed Sheeran (-)
4. “Perfect”, Ed Sheeran (*)
5. “New Man”, Ed Sheeran (*)
6. “Happier”, Ed Sheeran (*)
7. “Something Just Like This”, The Chainsmokers e Coldplay (2–7)
8. “Dive”, Ed Sheeran (*)
9. “Supermarket Flowers”, Ed Sheeran (*)
10. “What Do I Know?”, Ed Sheeran (*)

Com todo o sucesso comercial de suas faixas, é desnecessário dizer que “÷” estreou diretamente no topo da tabela britânica de discos. Contudo, o trabalho também se tornou o álbum de um artista masculino com maior número de vendas em sua semana de abertura na história do Reino Unido e o terceiro na contagem geral, somando mais um recorde na lista de Ed Sheeran.

Em seus primeiros sete dias disponível para compra digital e streaming, o trabalho registrou impressionantes 672 mil unidades comercializadas, atrás apenas de “25”, de Adele (800 mil) e “Be Here Now”, do Oasis (696 mil) no ranking de discos com maior número de vendas em sua primeira semana.

Com os seus primeiros números de vendagem, “÷” alcançou o quádruplo de cópias comercializadas da melhor semana de estreia de 2016: “Blackstar”, de David Bowie, que debutou no topo da tabela com 146 mil unidades

Entre os 672 mil pontos conquistados por Sheeran, 62% foram contabilizados a partir de vendas físicas, 26% por meio de downloads e 12% em streams. Além disso, o álbum também teve o melhor percentual de discos de vinil comercializados em sua semana de abertura nos últimos vinte anos, superando nomes como David Bowie, Arctic Monkeys, Radiohead e Noel Gallagher’s High Flying Birds.

O grandioso desempenho de “÷” também afetou as vendas de seus dois antecessores. Enquanto “X”, de 2014, assume a quarta posição da lista, o trabalho de estreia “+”, que chegou às lojas em 2011, escalou sete colocações em direção ao quinto lugar da tabela.

As outras duas estreias da semana entre os dez títulos melhor colocados são as de “Windy City”, novo trabalho de estúdio de Alison Krauss que aparece na sexta posição; e de “Home”, terceiro álbum do grupo britânico Collabro que debutou no sétimo degrau da lista.

Com sua mais recente atualização, as dez primeiras posições da tabela britânica de discos são ocupadas da seguinte maneira:

1. “÷”, Ed Sheeran (*)
2. “Human”, Rag’n’Bone Man (-)
3. “Gang Signs & Prayer”, Stormzy (1–3)
4. “X”, Ed Sheeran (3–4)
5. “+”, Ed Sheeran (12–5)
6. “Windy City”, Alison Krauss (*)
7. “Home”, Collabro (*)
8. “Glory Days”, Little Mix (6–8)
9. “Starboy”, The Weeknd (10–9)
10. “Trolls (Original Motion Picture Soundtrack)”, trilha sonora de “Trolls” (4–10)


Ed Sheeran não deve abandonar a liderança das paradas de singles e discos tanto dos Estados Unidos quanto do Reino Unido tão cedo, principalmente com a crescente divulgação de seu novo trabalho. Ou seja, é certo que a próxima semana será mais uma de grande destaque para o cantor.

Todavia, o lançamento da trilha sonora da versão live-action de “A Bela e a Fera”, que inclui artistas como Ariana Grande, John Legend e Céline Dion, deve garantir uma boa estreia, tal como os três novos singles surpresa de Nicki Minaj em parceria com os rappers Drake e Lil Wayne.

Comentários

Alguns direitos reservados / 2013 - 2016.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.