Por mais uma semana, as paradas musicais trazem surpresas para nós. Enquanto o rapper Future alcançou uma marca inédita na história da tabela americana de discos, o The Chainsmokers se iguala à grandes nomes como The Beatles e Bee Gees com o lançamento de seu mais novo single, “Something Just Like This”, em colaboração com o Coldplay.

A nova parceria do duo com a banda britânica é também o grande destaque da semana nos dois lados do Oceano Atlântico. Enquanto que nos Estados Unidos a canção alcançou os dez primeiros lugares da lista de singles, no Reino Unido a faixa chegou à vice-liderança, auxiliada por sua performance surpresa no BRIT Awards.

O BRIT Awards, entretanto, não foi a única premiação a impactar as tabelas musicais. Com a realização do Oscar, que contou com performances de artistas como Justin Timberlake, John Legend e Sara Beirelles, no final do mês passado, as trilhas sonoras de filmes como “Trolls”, “Moana: Um Mar de Aventuras” e “La La Land: Cantando Estações” também tiveram seu desempenho comercial reforçado para essa semana.

BILLBOARD
ESTADOS UNIDOS

No topo da Billboard Hot 100, nenhuma surpresa: pela sexta semana não consecutiva, Ed Sheeran ocupa a primeira posição da tabela americana de singles com “Shape Of You”, que ao longo dos últimos sete dias registrou percentuais de cerca de 141 mil vendas digitais e 39,8 milhões de audições via serviços de streaming pelos Estados Unidos — estes que devem ser alavancados na próxima atualização com o lançamento de “÷”.

Apesar da manutenção da liderança, o grande destaque da parada nessa atualização fica por conta do The Chainsmokers. A dupla composta por Andrew Taggart e Alex Pall iguala-se à The Beatles e Bee Gees ao tornar-se o terceiro grupo da história da Billboard Hot 100 a emplacar três singles entre as dez primeiras colocações simultaneamente com a chegada de sua aguardada parceria com o Coldplay, “Something Just Like This”.

Enquanto a nova colaboração com o quarteto liderado por Chris Martin escalou dezenas de posições para assumir o quinto posto da tabela, as já datadas “Paris” e “Closer”, produzida em parceria com Halsey, encontram-se nos sétimo e décimo lugares, respectivamente. É esperado que as canções do duo cresçam ainda mais nas paradas até o lançamento de seu álbum de estreia, “Memories… Do Not Open”, agendado para abril.

Quem também se destaca nesta semana é a nova música de trabalho do rapper Kodak Black, “Tunnel Vision”. A faixa, que chega à oitava posição após subir 19 casas, foi impulsionada pelas visualizações de seu videoclipe oficial, sofrendo assim um aumento de 65% quanto ao seu número de streams, aproximadamente 30,7 milhões no decorrer da última semana.

Para finalizar, temos um novo pico para “Love On The Brain”, mais recente single extraído do último álbum de estúdio de Rihanna, “ANTI”. A faixa, que não teve tanta divulgação nos Estados Unidos quanto as outras músicas de trabalho do disco, assume a sexta posição e se torna a segunda faixa de melhor desempenho na Billboard Hot 100 do título.

Com a atualização dessa semana, assim ficam os dez primeiros lugares da Billboard Hot 100:

1. “Shape Of You”, Ed Sheeran (-)
2. “Bad And Boujee”, Migos e Lil Uzi Vert (-)
3. “I Don’t Wanna Live Forever (Fifty Shades Darker)”, Zayn e Taylor Swift (-)
4. “That’s What I Like”, Bruno Mars (-)
5. “Something Just Like This”, The Chainsmokers e Coldplay (56–5)
6. “Love On The Brain”, Rihanna (7–6)
7. “Paris”, The Chainsmokers (6–7)
8. “Tunnel Vision”, Kodak Black (27–8)
9. “Bounce Back”, Big Sean (-)
10. “Closer”, The Chainsmokers e Halsey (5–10)

Enquanto isso na tabela de discos, história foi feita. Com a estreia de seu segundo álbum surpresa, “HNDRXX”, o rapper Future tornou-se o primeiro artista a se substituir no topo da Billboard 200 com dois trabalhos diferentes em semanas consecutivas. O título destronou o seu antecessor, o homônimo “Future”, com aproximadamente 121 mil cópias vendidas em sua semana de abertura, sendo 53% delas contabilizadas a partir de streams.

“HNDRXX” é o segundo disco surpresa de Future em duas semanas e foi lançado no dia 24 de fevereiro pela Epic Records com parcerias com artistas como Rihanna e The Weeknd, no qual o rapper já havia trabalhado anteriormente em seu último título, “EVOL”, e no mais recente álbum do canadense, “Starboy”

Além de se alternar na liderança, Future também se consagrou como o primeiro nome dos quase 61 anos de história da parada americana de álbuns a ocupar as primeira e segunda colocações simultaneamente, uma vez que seus dois últimos discos foram também os dois de maior destaque nos Estados Unidos ao longo dessa semana.

Apesar de ter sido o primeiro a alcançar tal feito em duas atualizações seguidas, Future é “apenas” o sexto artista a se substituir no topo da Billboard 200 desde 1963, atrás de nomes como The Beatles, Simon & Garfunkel, The Monkees, Herb Albert & The Tijuana Brass e Peter, Paul & Mary.

As outras duas estreias da semana ficam por conta de dois títulos country: o álbum de estúdio do Little Big Town, “The Breaker”, que figura no quarto lugar da lista; e “Vaquero”, trabalho inédito de Aaron Watson que aparece na décima casa. Juntos, ambos os discos somam 90 mil unidades comercializadas, mostrando que o gênero ainda se encontra em forte evidência comercial nos Estados Unidos.

A cerimônia do Oscar também conferiu grande impacto à atualização dessa semana. As trilhas sonoras das animações “Trolls” e “Moana”, ambas indicadas à premiação, ascenderam para as quinta e oitava posições, respectivamente, enquanto que o maior vencedor da noite, “La La Land: Cantando Estações”, subiu para o 11º lugar.

Confira os dez títulos melhor colocados na Billboard 200:

1. “HNDRXX”, Future (*)
2. “Future”, Future (1–2)
3. “24K Magic”, Bruno Mars (2–3)
4. “The Breaker”, Little Big Town (*)
5. “Trolls (Original Motion Picture Soundtrack)”, trilha sonora de “Trolls” (10–5)
6. “Culture”, Migos (5–6)
7. “Starboy”, The Weeknd (4–7)
8. “Moana (Original Motion Picture Soundtrack)”, trilha sonora de “Moana: Um Mar de Aventuras” (16–8)
9. “I Decided”, Big Sean (6–9)
10. “Vaquero”, Aaron Watson (*)

OFFICIAL CHARTS
REINO UNIDO

Pela oitava semana consecutiva, o topo da parada britânica de discos é ocupado por Ed Sheeran. O mais recente single do cantor, “Shape Of You”, teve suas estatísticas reforçadas pelo lançamento de dois singles oficiais e segurou a primeira colocação, que fora levemente ameaçada pela crescente de “Something Just Like This”, parceria inédita entre The Chainsmokers e Coldplay.

A inusitada colaboração já havia estreado na 30ª posição na semana passada mesmo dois dias após ser disponibilizada. Entretanto, com novos dados comerciais após sua performance no BRIT Awards, a canção escalou 28 andares rumo à vice-liderança da tabela, tornando-se assim o segundo single de maior destaque do The Chainsmokers no Official Charts.

Outra faixa que também sobe para as dez primeiras colocações da tabela nessa semana é “Big For Your Boots”, mais recente música de trabalho de Stormzy alavancado pelo lançamento do álbum de estreia do rapper que chega ao sexto lugar. Já “It Ain’t Me”, colaboração entre Kygo e Selena Gomez, atinge um novo pico ao assumir a sétima posição.

A única estreia dessa semana entre tais posições de destaque é a de Calvin Harris com Frank Ocean e Migos. A nova e aguardada parceria do trio, “Slide”, debutou na décima colocação, tornando-se o 22º título do produtor escocês a alcançar os dez primeiros lugares, feito este que em contrapartida é inédito para Frank e para o grupo de hip hop americano.

Dado isso, as dez primeiras posições da tabela britânica de singles são ocupadas da seguinte forma:

1. “Shape Of You”, Ed Sheeran (-)
2. “Something Just Like This”, The Chainsmokers e Coldplay (30–2)
3. “Castle On The Hill”, Ed Sheeran (4–3)
4. “Human”, Rag’n’Bone Man (3–4)
5. “Chained To The Rhythm”, Katy Perry e Skip Marley (-)
6. “Big For Your Boots”, Stormzy (11–6)
7. “It Ain’t Me”, Kygo e Selena Gomez (9–7)
8. “You Don’t Know Me”, Jax Jones e Raye (6–8)
9. “Paris”, The Chainsmokers (8–9)
10. “Slide”, Calvin Harris com Frank Ocean e Migos (*)

Stormzy também é destaque na tabela de discos. O rapper britânico desbancou o sucesso “Human”, de Rag’n’Bone Man, e conseguiu emplacar seu trabalho de estreia, “Gang Signs & Prayer”, na primeira colocação da parada com cerca de 69 mil cópias comercializadas ao longo de sua semana de lançamento.

Pode-se dizer que boa parte do desempenho comercial do trabalho se deve pela aparição especial do rapper no BRIT Awards durante a performance de Ed Sheeran, que figura na terceira posição com “X”, de 2014. Aliás, a premiação britânica contribuiu para a escalada de diversos outros artistas, como é o caso de Bruno Mars e Little Mix, cujas faixas de novos trabalhos foram apresentadas durante o evento; e do finado George Michael, que recebeu um tributo de Chris Martin, vocalista do Coldplay.

Confira as dez primeiras colocações da tabela britânica de álbuns com sua mais recente atualização:

1. “Gang Signs & Prayer”, Stormzy (*)
2. “Human”, Rag’n’Bone Man (1–2)
3. “X”, Ed Sheeran (4–3)
4. “Trolls (Original Motion Picture Soundtrack)”, trilha sonora de “Trolls” (6–4)
5. “25”, Adele (-)
6. “Glory Days”, Little Mix (7–6)
7. “24K Magic”, Bruno Mars (12–7)
8. “Ladies & Gentlemen: The Best Of George Michael”, George Michael (11–8)
9. “La La Land (Original Motion Picture Soundtrack)”, trilha sonora de “La La Land: Cantando Estações” (8–9)
10. “Starboy”, The Weeknd (-)


Já é praticamente certo que a próxima atualização das paradas, tanto a americana quanto a britânica, será dominada por Ed Sheeran. Com o lançamento de seu esperadíssimo novo trabalho, “÷”, o cantor deve alcançar números gigantescos de vendas e catapultar novas canções para as tabelas de singles, podendo até mesmo quebrar recordes em sua terra natal.

Quanto aos singles, é preciso ficar de olho em títulos como “Green Light”, nova música de trabalho de Lorde cujas vendas digitais tem mantido-se constante nos Estados Unidos; e “Hypnotised”, lançamento surpresa do Coldplay que pode chegar às dez primeiras colocações da tabela britânica já na próxima semana.

Comentários

Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.