Nesta sexta-feira (14/06), a banda britânica Bastille lançou seu mais novo álbum de estúdio “Doom Days“. Este é o terceiro disco da carreira do grupo. Dan anunciou ao seu público que o novo trabalho “é um álbum apocalíptico sobre por em ordem todas as merdas da vida”.

Confira, a seguir, como ficou o álbum:

Em entrevista para o jornal britânico The Independent, o vocalista do Bastille comentou um pouco mais sobre o “Doom Days”. Dan diz que este é o álbum mais explicitamente político deles até hoje. E usou uma situação que está acontecendo no Reino Unido para exemplificar: o Brexit.

Todas essas situações parecem agitadas e inflamadas, em vez de parecer que estamos indo a algum lugar, o que pode parecer bastante desanimador“, disse ele, que completou:

Particularmente, quando temos essas opiniões bastante públicas sobre o que você votaria, ou, você é um remanescente ou um Brexiter? Isso nos permite escrever pessoas. Não estou dizendo que certas coisas não são indesculpáveis, mas se isso interrompe qualquer tipo de diálogo, é um beco sem saída e para onde você vai a partir daí? Eu acho que o que nós quisemos injetar no álbum foi pessimismo absoluto, niilismo e também algum otimismo nisso também“.

Bastille e o “Doom Days”

No dia 2 de maio, a banda divulgou em suas redes sociais a capa do novo álbum e a tracklist completa. Cinco músicas já haviam sido lançadas anteriormente. São elas: “Quarter Past Midnight”, “4 AM”, “Doom Days” , “Joy” e “Those Nights“.

Além disso, recentemente, a banda divulgou que o lançamento do álbum contará com uma experiência imersiva chamada de “Still Avoiding Tomorrow”.

O evento acabará nesta sexta-feira (14), data do lançamento de “Dooms Day”. E será quando a banda fará uma live diretamente de Londres. A transmissão contará com todas as músicas no novo disco.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.