in

TOP 15: As melhores músicas de 2015

É uma tarefa difícil eleger as melhores músicas do ano, ainda mais diante de tantos hits que viemos a conhecer. Para isso, estabelecemos alguns critérios: Popularidade, importância da música e inovação.

TOP 10: INTERNACIONAIS

10º LUGAR
SHIP TO WRECK
FLORENCE + THE MACHINE

Sentimentos exaltados e uma música que remete ao encontro do rock e do pop dos anos 80, “Ship To Wreck” não poderia ser esquecida na lista. “Eu estava pensando em meu lado destrutivo e como você pode fazer algo apenas para seu prazer/ destruição, criação/devastação”, declarou a cantora em entrevista.


9º LUGAR
WHERE ARE Ü NOW
JACK Ü feat. JUSTIN BIEBER

A parceria entre Justin Bieber e o projeto de Diplo e Skrillex foi acertada. Bieber é um artista que está sempre em evolução e o novo álbum do cantor, “Purpose” não ocupa a primeira colocação na parada de álbuns sem motivo. O single ainda está na 5ª posição da Billboard Hot 100 há 12 semanas. Aliás, ele é o único artista que está com três músicas entre as cinco primeiras da lista.


8º LUGAR
LET IT HAPPEN
TAME IMPALA

O single do álbum “Currents” evidencia a guinada da banda para a música eletrônica e o abandono das guitarras que criaram o rock psicodélico evidenciado nos outros discos. Ainda assim, a psicodelia do grupo não pode ser negada, mas o trajeto feito pela banda é desordenado (a capa do álbum diz muita coisa dessa “bagunça” experimental da banda). Ouvir a música é como se transportar para algum lugar no espaço, uma vez que ela transmite a sensação de não pertencimento, equivalente a “deixar o próprio corpo”.


7º LUGAR
FOURFIVESECONDS
RIHANNA, KANYE WEST E PAUL MCCARTNEY

Revelada em janeiro, a parceria do super trio não poderia estar fora da lista. Bem recebida na parada britânica de singles, a música traz os vocais de Rihanna e Kanye West, com Sir. Paul na guitarra.
A música desvia do pop costumeiro apresentado pela cantora e se aproxima do country.


6º LUGAR
VENUS FLY
GRIMES


Escute a versão de estúdio no Spotify clicando aqui.

A canção, do bem recebido álbum Art Angels, é resultado de uma ótima parceria. Muito mais do que uma “música dançante”, ”Venus Fly” busca confrontar quem dita regras de comportamento, posição muitas vezes ocupada pelo patriarcado. Em suma, é uma música feminista que questiona padrões: “Por que você está olhando pra mim? E se eu tirei meus dentes? Cortei meu cabelo pra baixo do queixo, joguei meus cachos ao redor do mundo?” É um hino dançante que proclama a liberdade e já fez parte dos destaques da parada viral do Spotify.


5º LUGAR
LEAN ON
MAJOR LAZER & DJ SNAKE feat. MØ

A música é a mais escutada do Spotify até o momento. A música já foi escutada mais de 530 milhões de vezes, ultrapassando a marca de “Thinking Out Loud” de Ed Sheeran. Sucesso nas rádios, nas pistas de dança, a canção é um dos hits mais escutados do momento.


4º LUGAR
CAN’T FEEL MY FACE
THE WEEKND

Single do álbum “Beauty Behind The Madness”, a canção alcançou grande recepção do público no seu lançamento, em 8 de junho. Chegou a permanecer semanas na primeira posição na parada britânica de singles, e meses depois ainda ocupa lugar de destaque. A música possui uma sonoridade que lembra Bruno Mars e também Michael Jackson e recebeu críticas positivas.


3º LUGAR
HOW MUCH A DOLLAR COST
KENDRICK LAMAR

Escute a versão de estúdio no Spotify clicando aqui.

Com essa música, o rapper literalmente colocou o “dedo na ferida”. A canção conta a história de um sem-teto que saiu do posto de gasolina e pediu dinheiro a um homem rico. À princípio, ele negou porque acreditava que o homem estava fumando e que não seria por “necessidade”. Porém, ele acaba percebendo que o problema estava na sua falta de empatia.


2º LUGAR
BORDERS
M.I.A.

M.I.A também voltou para destruir e para criticar o sistema. Nessa música, a cantora aborda a forma como os governos lidam com os refugiados. Com a morte de milhares que tentam atravessar as fronteiras todos os anos, fugindo de guerras ou buscando oportunidades melhores, essa música é extremamente relevante. O clipe da canção, em que ela lidera um exército de refugiados, foi divulgado duas semanas após os ataques de Paris. Coincidência? Acreditamos que não. Com os atentados perpetrados pelo Estado Islâmico, a situação pesa ainda mais para os refugiados e as fronteiras ficam cada vez mais fechadas.


1º LUGAR
HELLO
ADELE

O single do álbum “25” quebrou vários recordes. Em sua estreia, a música já tinha a alcançado a primeira posição da parada britânica de singles e continua invicta. O clipe da canção, dirigido por Xavier Dolan, já alcançou mais de 500 milhões de visualizações em apenas um mês de lançamento. Além disso, diversas paródias foram criadas por meio do clipe, o que mostra a ótima recepção. Adele, com seu vozeirão e sua dramaticidade característica, garantiu um excelente retorno após quatro anos de seu último álbum, “21”.


TOP 5: NACIONAIS

5º LUGAR
EU SEMPRE QUIS
SILVA

O novo disco de Silva, “Júpiter”, é todo baseado na concepção de um planeta livre, nem sempre no sentido literal, onde as pessoas poderiam ser felizes longe do preconceito. “Eu Sempre Quis” não fica longe desse conceito e a faixa lembra bastante “The XX” e aquelas canções que trazem uma sensação de “paz” e “esperança”.


4º LUGAR
BANG
ANITTA

Com a canção, Anitta provou ter dado “um tiro certo”. A faixa ganhou grande popularidade e diversas paródias chegaram a serem feitas do clipe da canção. Com referências sutis ao funk dos anos 70 e com uma batida pop eletrônica, a música é pegajosa e ótima para as pistas de dança. No Youtube, a canção já ultrapassa 45 milhões de visualizações.


3º LUGAR
MEU BEM
NX ZERO

O álbum “Norte” mostra uma nova trajetória seguida pela banda. A música “Meu Bem”, escolhida como single, tem uma sonoridade intimista que se aproxima de canções de Charlie Brown Jr. e o Rappa. A produção ficou por conta de Rafael Ramos e a mixagem foi feita por Mario Caldato Jr., que já trabalhou com Beastie Boys, Jack Johnson e Beck.


2º LUGAR
BOA ESPERANÇA
EMICIDA

Novamente, Emicida coloca o “dedo na ferida” com uma música. A letra reflete sobre a desigualdade social no Brasil e o racismo. O título é referência a um navio negreiro do livro “A Rainha Ginga”, do angolano José Eduardo Agualusa.


1º LUGAR
TOMBEI
KAROL CONKA feat. TROPKILLAZ

Ninguém dúvida que a curitibana Karol Conka é um dos grandes destaques da música brasileira. Com essa canção, ela definitivamente “bagunçou a divisão” e mostrou que homem nenhum pode mandar nela, afinal: “Mamacita fala: vagabundo senta!” A música ainda rendeu o prêmio de “Nova Canção” do Multishow. Para o novo álbum, a cantora ainda contará com a produção de Diplo. Alguém questiona a colocação?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

    Loading…

    0