12 de Janeiro de 2018 por Mariana Passos.

Finalmente chegou! Com lançamento inicial marcado para setembro de 2017 e com o nome de The Hurting, The Healing, The LovingCamila Cabello adiou o lançamento de seu primeiro álbum solo após o sucesso de “Havana”. Foi só no começo de dezembro que a cantora anunciou oficialmente o nome e data de lançamento de seu primeiro álbum, que mudou de nome para Camila.

Sobre a mudança do nome, a cubana explicou: “Por trás de todas essas músicas existem memórias especiais, e eu não vou mentir, me senti emocionada em deixá-las irem, como um fim de um capítulo. Decidi intitular [o álbum] com meu nome porque aqui é onde esse capítulo da minha vida se encerra. Começou com a história de outro alguém, e terminou comigo encontrando meu caminho de volta à mim mesma”.

O disco se tornou o mais comprado em uma pré-venda, nas primeiras 24 horas de disponibilização. A marca foi alcançada no iTunes americano. Com 10 faixas, o Camila conta com o hit “Havana”, seu novo single “Never Be The Same”, que conta com um clipe dedicado aos fãs, e a já divulgada “Real Friends”.

Escute o álbum abaixo:

Críticas

Com o álbum enviado antecipadamente para a imprensa do Reino Unido, o Camila recebeu críticas positivas. Do total de cinco estrelas, nenhum veículo deu menos de quatro para o álbum de estréia.

A revista NME disse que “a ex-membro do Fifth Harmony absolutamente se firma com seu álbum de estreia”. Já o The Times escreveu: “agora chega o primeiro álbum de Cabello e, como o hit que fez seu nome, é bastante inesperado. Cabello vem do pop puro com pedigree”.

Para o jornal Metro, é um álbum de pop latino: “esqueça os co-autores e o exército da equipe de produção, este é o show da Camila. Ela deixa o bombástico R&B favorecido pela equipe do Fifth Harmony em prol de um álbum doce de pop latino bastante discreto e baladas pop clássicas”. O The Sun, também comentou: “o material inaugural da cantora é inteligente e cheio de emoção, provando que sua decisão de abandonar o grupo há 13 meses estava certa”.

A cantora também recebeu elogios de ninguém menos que Elton John. Em entrevista para a rádio Beats1, da Apple Music, o cantor revelou seu desejo de ajudá-la em sua carreira: “Eu acho que ela vai ter um ano incrível. Ela é simplesmente tão linda e tão divertida e ela tem uma ótima voz e uma ótima atitude. E eu acho que 2018 vai ser um ano incrível pra ela. Eu diria [para Camila] parabéns. Você me faz feliz. Suas músicas me fazem sorrir. Eu amo sua voz. Qualquer coisa que eu possa fazer para te ajudar, eu vou fazer”.

O primeiro álbum solo de Camila Cabello estreiou no Metacritic – site que reune críticas de álbuns, jogos, filmes e mais – com nota 81, com 3 críticas positivas e uma mediana.

Havana

Lançada em agosto de 2017, “Havana” é só sucesso. Ficou em primeiro lugar no Reino Unido e em segundo lugar no Hot 100 da Billboard durante cinco semanas, atingiu o número um no iTunes US, ficou por mais de 40 dias no topo das canções mais vendidas do iTunes mundial, está há sete semanas na liderança das rádios pop americanas, empatando com nomes como Kesha, Katy Perry e Rihanna, alcançou um pico na segunda posição no Spotify Global, além de ser uma das canções preferidas do ex-presidente Barack Obama.

Outras músicas

Inicialmente “Crying In The Club” foi divulgado como o primeiro single da carreira solo de Camila Cabello e junto com ela veio a música “I Have Questions”. Em agosto, a cantora lançou “OMG” e “Havana” e todas as canções fariam parte do The Hurting, The Healing, The Loving. Com a reformulação do álbum, apenas “Havana” ficou no corte final.

Fazendo parte da trilha sonora do filme Bright, da Netflix, que conta com canções originais de diversos cantores, Cabello lançou com o duo Grey a música “Crown”. Com a canção, a cubana emplacou três músicas no top 10 do iTunes americano: “Havana”, “Never Be The Same” e “Crown”, sendo barrada apenas pelas três versões de “Perfect” de Ed Sheeran.

Além disso, ela é a primeira e única artista feminina a alcançar 40 milhões de ouvintes mensais no Spotify, se tornando a segunda mais ouvida do mundo, atrás apenas de Ed Sheeran, com mais de 53 milhões de ouvintes.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.