23 de dezembro de 2019 por Isabella Zeminian.

Mais um ano e mais um especial maravilhoso do Tracklist para vocês! Nesse post aqui listamos os 10 melhores clipes do ano, baseado em opiniões da equipe e o pessoal que respondeu a gente lá no Twitter!

Primeiro, vamos falar um pouquinho do clipe e em alguns casos vai rolar alguns highlights, então se liga na lista:

10. “7 rings” – Ariana Grande

Ariana sempre entrega videoclipes incríveis, então, sem surpresa por aqui né? Na real tem uma surpresinha até, que é o estilo que a cantora adota nesse vídeo… A música é um trapzinho bem pop, o que casou perfeitamente com a Ariana esbanjando champanhe e jóias caras. Não é a toa que ganhou VMA de melhor direção de arte, né?

A música virou um hino e o clipe é PERFEITO pra assistir enquanto se arruma pra ir pro rolê, recomendo 100%!


9. “Diaba” – Urias

ESSE CLIPE! As cores, a vibe e a VÍBORA (literalmente) que a Urias se transforma em cena são só alguns dos pontos altos desse videoclipe. A energia da música é muito bem traduzida e aqui vai uma lista com alguns highlights (de uma pessoa viciada em assistir essa obra de arte):

– O jeito que ela trava a cabeça no ritmo CERTINHO em “navalha de baixo da língua / tô pronta pra briga”. Vai lá ver, minuto 0:50.
– O ajuste de foco a.k.a quando a câmera desfoca dela e já foca na rapaziada batendo garrafa um na cabeça do outro. Começa em 1:50!
– O SAPATO DE FOGUINHOOOOO


8. “Verdinha” – Ludmilla

O clipe que veio para abafar os rumores. Não vai barrar música não seu moço, ela só tava falando de alface!

Um clipe que nasce no meio de uma polêmica tem tudo pra ser um clipe perfeito, certo? CERTO! Ludmilla, fazendeira, toda trabalhada no brilho e jeans era a heroína que não sabíamos que precisávamos.

O highlight desse clipe vai para as cenas super fofinhas dela com a Brunna e também a composição do cenário aonde tem a prateleira com as alfaces… Já parou para pensar que poderia ser tudo alface verde, mas alguém foi muito esperto e botou um contraste com a alface roxa ali? GÊNIO!


7. “Nightmare” – Halsey

Quem não assistiu a série “How I Met Your Mother” NUNCA vai pegar essa referência, mas, pra quem já assistiu: diz ai se a estética desse clipe não é igual a da Robin Daggers!

Esse clipe trás muita referência INCRÍVEL e uma vibe muito clube da luta, só que para mulheres se batendo no chão, ou seja, a famosa vibe de APANHAR DE MULHER BONITA. Sei lá, só sei que GOSTO, QUERO, ADOREI! Pontos altos do clipe:

– Altas referências pesadas à exigências da sociedade sobre como mulheres devem se “comportar”. Afinal né, o que é se comportar?
– Cara Delevingne . Sem mais.


6. “You Need to Calm Down” – Taylor Swift

Além de ser um clipe lindo e com um significado mais lindo ainda, esse clipe fala de algo que a gente gosta muito: treta! Após anos de um arranca rabo enorme entre Katy Perry e Taylor Swift, esse clipe vem pra deixar a gente bem calminho e dar um desfecho pra umas das maiores tretas do século, além de ter uma mensagem linda sobre respeitar o próximo independente da sua sexualidade. Vamos de pontos altos?

– O quadrinho de “Mãe, sou um homem rico”.
– Katy de hambúrguer e Taylor de batata frita… FRIENDSHIP GOALS!
– Já falamos sobre o pisão nos homofóbicos? ENTÃO TÔ FALANDO DE NOVO!


5. “Sugar, Honey, Ice & Tea” – Bring Me The Horizon

E da-lhe conceito, né? Essa nova era do Bring está muito baseada em referência visual, e o videoclipe para “Sugar, Honey, Ice & Tea” é um resumão de todo o conceito em volta do último álbum da banda, “amo”. O clipe é um compiladão de várias filmagens de show e em estúdio, lotado de edição bem psicodélica e algumas inserções de imagens 2D e 3D bem loucas que deixam a gente doidinho das ideia. Se perdeu no clipe? Então toma destaques:

– A galera agindo como se o Oliver não estivesse na frente deles em 0:47. Por mais que ele tenha combinado com a platéia, cê acha que aqui no Brasil daria certo gravar essa cena? NUNCA!
– O discurso INCRÍVEL que rola a partir do minuto 2:54 que fala sobre sexualidade e rótulos.
– Se ligar que as iniciais de “Sugar, Honey, Ice & Tea” não formam uma palavra tão doce e educada assim.


4. “Adore You” – Harry Styles

Um homem com seu peixinho não quer guerra com ninguém! Um clipe que se passa numa cidadezinha super triste aonde só Harry tem um sorriso e um peixe. Sei lá, é difícil de explicar esse clipe, tem que ver pra entender! Só entendi que o Harry se sente um peixe fora d’água heheheheheheh.
Apesar de estranho, a mensagem do clipe é linda e toca no coraçãozinho da gente. Vem na onda hehehehe dos highlights:

– Rosalía é quem narra a historinha do clipe. Dois ícones num clipe só!
– A energia meio antiguinha que os figurinos do clipe tem com suéters e suspensórios.


3. “Bad Guy” – Billie Eilish

Billie entrou no cenário musical recentemente, mas nunca deixa a desejar com seus clipes e com “Bad Guy” não foi diferente… Billie apesar de ser considerada muito dark trevas 666 etc (nem tanto né gente, calma lá) entregou um clipe coloridão e cheio de deboche, o que a gente ama, né? E quando eu falo que ela entregou é porque foi ela mesmo! Billie que editou o clipe… Cristal demais, né?


2. “Motivation” – Normani

A representatividade meu amooooooooor, nem me fala! Esse clipe é perfeito desde o começo, aonde uma menina aparece super motivada heheheh na frente da TV curtindo o clipe da Normani, que dança HORROREEEEES (no bom sentido) nesse clipe. Com direito a espacate revertido no meio da chuva, esse clipe dá um banho heheheh no quesito coreografia.

– NORMANI JOGANDO A BOLA DE BASQUETE, fazendo VÁRIAS PIRUETA & CATANDO A BOLA NA RABA. Sei lá, essa mulher deve ser brasileira e esconder a informação da gente viu.


1. “Kill This Love” – BLACKPINK

Videoclipe não né, pra você é MV! Achou que não ia ter KPOP, né?
Blackpink entregou um dos maiores hits do ano com um clipe PERFEITO, sério, não tem um fio de cabelo fora do lugar. O clipe se adapta a música, porém ao mesmo tempo trás conceito, principalmente toda a ideia de dualidade. É tanto ponto alto que eu tô até perdida, mas vamos lá:

– A cena muito louca da Rosé se atropelando com o teu próprio “ego”
– O “exército” entrando bem na parte da música aonde tem as trompetinha
– Absolutamente TODOS OS LOOKS E MAKES!!! É pedir muito pra ter um armário desse?


E chega ao final a nossa lista! Com muito conceito, polêmica, coisas fofas e coisas psicodélicas, o que importa de verdade é: o que você achou? Faltou alguma coisa? Alguém ganhou destaque e não deveria ter ganhado? Conta pra gente lá no Twitter!

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.