Entre as novidades da música nacional lançadas nesta sexta-feira, dia 6, o álbum de Jaloo tem destaque. “ft (pt. 1)”, primeiro disco do cantor em quatro anos, traz onze featurings com artistas de toda cena brasileira. Além disso, o título mesmo indica que o projeto pode ter uma sequência.

Karol Conká, Lia Clark e Mc Tha, por exemplo, são alguns dos nomes que estão na tracklist. O produtor Pedrowl (que já trabalhou ao lado de Jão) e Gaby Amarantos também aparecem. Confira o resultado logo abaixo:

O álbum mistura hip-hop, r&b, funk, ritmos da MPB e mais num trabalho totalmente único e cheio de identidade. O primeiro single vindo do disco foi a faixa “Céu Azul” com Mc Tha, lançada no ano passado. Nesse sentido, Jaloo também participou do disco de estreia da cantora, “Rito de Passá”.

De acordo com o próprio cantor numa conversa com o site Glamurama, “ft” é um trabalho maduro que carrega todas as lições das quais tirou do mundo da música. Ainda a respeito das parcerias, o artista disse sonhar em um dia gravar com Maria Bethânia: “é muito difícil conseguir isso”.

Cansei de estar dentro de mim mesmo o tempo todo; percebi que o quanto mais saia da minha cabeça, mais feliz ficava. Quando passei a ouvir o que os outros artistas e produtores tinham a dizer, minhas ideias começaram a fluir melhor”.

Jaloo para o site Popline

Jaloo e sua parceria com Duda Beat

Há alguns meses, Jaloo surpreendeu o público ao lançar a canção Chega”, collab com Duda Beat e Mateus Carrilho. A união dos três foi anteriormente apresentada no Lollapalooza Brasil 2019, durante o show de Duda no festival.

Pelo Instagram, a cantora tem postado fotos do encontro sempre que possível, e ainda confirmou que “Chega” terá um videoclipe.

Ver essa foto no Instagram

Oh meu vaqueiro meu peão, conquistou meu ❤️, na pista da paixão e valeu 🐂 ✨ @jaloomusic @mateuscarrilho Foto: @itaspato Só digo uma coisa: CHEGA tem clipe siam!!!

Uma publicação compartilhada por DUDA BEAT (@dudabeat) em

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.