harry styles capa vogue

Harry Styles estampa capa da Vogue. Por que isso é tão importante?

Na última sexta-feira (13), foi divulgada a capa da edição de dezembro da Vogue, que dá […]

Por em 16 de novembro de 2020

Na última sexta-feira (13), foi divulgada a capa da edição de dezembro da Vogue, que dá destaque a ninguém mais, ninguém menos, que Harry Styles. O cantor, que fez uma sessão de fotos e foi entrevistado, tornou-se o primeiro homem a estampar sozinho a capa da revista, em 128 anos. 

Em todas as fotografias, o artista mistura e combina roupas de todo o espectro dos gêneros. Suas fotos foram tiradas por Tyler Mitchell, o primeiro fotógrafo negro da Vogue a fotografar para a capa da revista em 2018. 

De adolescente dos anos 2010 a roqueiro dos anos 1970

Em entrevista, Styles contou como seu guarda-roupa evoluiu completamente desde o hiato da One Direction, sua antiga boyband.

harry styles
Foto: Reprodução/Eva Rinaldi

Enquanto estava na banda, a moda de Harry evoluiu de um típico adolescente, jeans skinny, camisetas soltas e moletons, para ternos estampados, botas brilhantes com saltos e gravatas.

Ao passo em que ele encontrou seu próprio estilo como artista solo, começou também a sair de sua zona de conforto, optando por uma série de estilos sem gênero, incluindo esmaltes, roupas extravagantes e joias.

“Quando criança, eu gostava muito de vestidos elegantes”, diz ele. “Eu era muito jovem e usava meia-calça [para peças teatrais]. Lembro que era uma loucura usar meia-calça. E foi talvez aí que tudo começou!”, falou o cantor sobre seu amor por vestidos.

harry styles capa vogue
Foto: Reprodução/Tyler Mitchell

“Roupas existem para se divertir, experimentar e brincar”, disse ele. “É muito prazeroso brincar com as roupas. Nunca pensei muito sobre o que isso significa, apenas se tornou parte estendida da criação de algo”, continuou.

Um grande momento da moda para a voz de “Sign of The Times” foi quando ele apareceu no Met Gala 2019 vestindo uma blusa preta transparente com um laço e um brinco de pérola. “É sobre prazer e diversão”, disse Harry. “Acho que a moda deve ser divertida. E acho que é um bom momento para que isso aconteça”.

harry styles capa vogue
Foto: Reprodução/Tyler Mitchell

A importância de Harry Styles na capa da Vogue

Nos tempos de hoje, ser um sucesso da música pop e ícone da moda não são os únicos requisitos para ser relevante. Harry Styles também é conhecido por falar abertamente em nome da comunidade LGBTQI+, Black Lives Matter e outras questões sociais.

“Quero fazer as pessoas se sentirem confortáveis sendo quem quiserem”, explicou ele em uma entrevista à Rolling Stone. “Talvez em um show você possa ter um momento para saber que não está sozinho. Sei que, como homem branco, não passo pelas mesmas coisas que muitas pessoas que vêm aos shows. Não posso afirmar que sei como é, porque não sei. Não estou tentando dizer: ‘Entendo como é’. Só estou tentando fazer as pessoas se sentirem incluídas e vistas”.

Após a divulgação da capa e das fotos de Harry Styles para a capa da Vogue, fãs do mundo inteiro fizeram questão de demonstrar a importância disso para o mundo.

Embora Styles não seja, de forma alguma, o primeiro homem a desafiar os estereótipos de gênero nas roupas, assim como fizeram Mick Jagger, Freddie Mercury e Bowie, ele se tornou um dos poucos artistas do amplo mercado pop a fazer isso.

“O que as mulheres vestem. O que os homens vestem. Para mim, não é sobre isso”, disse o cantor ao jornal The Guardian no ano passado. “Se eu vir uma camisa bonita e ouvirem: ‘Mas é para mulheres’. Eu penso: ‘Okaaaay?’ Mas não me faz querer usar menos. Acho que no momento em que você se sente mais confortável consigo mesmo, tudo se torna muito mais fácil.”

A voz que inspira outras

Não há dúvidas de que artistas do mundo todo inspiram e encorajam seus fãs. Isso não é diferente com Harry Styles. Durante um show em 2018 na Califórnia, o cantor ajudou uma fã a se assumir lésbica para sua mãe depois que ela fez um cartaz dizendo que iria se assumir por causa dele.

Além disso, durante todos os shows da sua turnê com o segundo álbum, ele carregava consigo a bandeira do Orgulho LGBTQI+ e vendeu camisetas com a frase “Trate Pessoas com Bondade” (fazendo referência à sua música Treat People with Kindness) e doou o valor arrecadado para a GLSEN, uma ONG americana que trabalha para acabar com a discriminação, assédio e bullying com base na orientação sexual, identidade de gênero nas escolas. 

Harry Styles ainda apoiou a campanha #HeForShe (movimento de solidariedade pela igualdade de gênero), levantou fundos para a Stonewall Gay Rights Charity e participou de eventos com o Projeto Lalela (uma organização sediada na Cidade do Cabo que ensina educação artística para jovens em risco).

Ele também aborda questões sobre igualdade, principalmente a de gênero.

“O feminismo acredita que homens e mulheres devem ser iguais, certo? As pessoas pensam que se você disser ‘Eu sou feminista’, significa que os homens deveriam queimar no inferno e as mulheres deveriam pisar em seus pescoços.”, disse o cantor em entrevista à revista Rolling Stone.

“Eu cresci com minha mãe e minha irmã, e quando você cresce perto de mulheres, sua influência feminina é apenas maior. É claro que homens e mulheres devem ser iguais. Eu não quero muito crédito por ser feminista. É muito simples: acho que os ideais do feminismo são bastante justos”.

Harry Styles e Black Lives Matter

Em maio, após o assassinato de George Floyd, Harry usou seu Instagram para escrever uma declaração sobre os protestos Black Lives Matter, expressando sua solidariedade para com todos aqueles que marcham.

Ele também saiu às ruas em protesto, ao lado de outras pessoas falando contra a injustiça racial e a brutalidade policial. O cantor também doou dinheiro para ajudar a pagar a fiança dos organizadores que foram presos.

Harry Styles é o artista em que todos os outros deveriam se inspirar. Em um mundo repleto de ódio, preconceito e julgamento, tomar frente e falar para multidões, encorajando-as a serem quem quiserem, é de extrema importância. Styles, mais uma vez, faz história e se torna um marco no mercado fonográfico pop mundial.

Leia também: Harry Styles doará lucro de novo merch para luta contra Covid-19


Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!