“Dark Horse”: Katy Perry é considerada culpada por plágio em hit

Katy Perry esteve perante a justiça na semana passada após ter seu nome envolvido numa acusação […]

Por em 30 de julho de 2019

Katy Perry esteve perante a justiça na semana passada após ter seu nome envolvido numa acusação de plágio. Em suma, a cantora e sua equipe deverão indenizar o cantor Marcus Gray por infringirem direitos autorais. A música utilizada como prova foi o smash hit de 2013, “Dark Horse”.

Tudo começou quando Gray e seus advogados foram a juri, convictos de que “Dark Horse” assemelhava-se à sua canção “Joyful Noise”, de 2008. Marcus fez sua acusação baseada num trecho de 16 segundos das músicas.

Após uma análise comparativa, o tribunal de Los Angeles concluiu nesta segunda-feira, dia 30, que a música foi sim plagiada. Conforme foi considerada culpada, Katy agora espera por uma sessão em tribunal para saber o valor da indenização ao cantor.

De acordo com a Associated Press, os advogados de Perry rebateram Marcus e suas provas com o argumento de que os trechos e batidas analizados poderiam ser encontrados em qualquer música:

“Eles estão tentando se tornar donos de formas básicas de se construir uma música; o alfabeto da música que deveria estar disponível para todo mundo”.

Christine Lepera, advogada de Katy Perry

Além de Katy Perry, seus produtores também foram ouvidos

Na mesma sessão, outras pessoas que trabalharam na produção de “Dark Horse” foram ouvidas, como o rapper Juicy J. Os famosos produtores Max Martin e Dr. Luke por exemplo, e a compositora Sara Hudson também estiveram presentes.

Além disso, é provavel que a indenização para Marcus Gray seja alta, levando em conta que Katy performou o single dezenas de vezes nos últimos seis anos, como em sua apresentação no Super Bowl.

Apesar de estar envolvida nesse caso, a cantora está aproveitando o sucesso de seu último single, “Never Really Over”. Completando oito semanas no top 40 de singles estadunidenses, a canção conseguiu melhores colocações do que todas as faixas promocionais do álbum Witness, de 2017.


Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!