BTS: o impacto das armys no apoio em ações sociais

Os fãs do BTS realizam atos solidários que impactam e arrecadam em prol do bem maior.

Por em 18 de janeiro de 2021

O fandom do grupo coreano BTS destaca-se no engajamento de ações sociais e na promoção de arrecadamento. Reunindo forças para o bem, as armys são atualmente uma inspiração de coletividade, que fortalecido de amor pelo grupo coreano, resulta em atos filantrópicos.

Desde doações a boicotes políticos, as armys se comprometem em estabelecer uma corrente solidária contra qualquer situação instável que esteja acontecendo ao redor do mundo. Isso apenas utilizando as redes sociais e as mobilizações conjuntas nos fã clubes.

A ajuda realizada pela fã base ao adquirir suprimentos e doações para o estado do Amazonas que enfrenta drasticamente a pandemia tomou conta das redes.

Mas você conhece outras causas sociais apoiadas pelas armys? Vem que a gente te mostra!

Foto: Divulgação

1. Armys contra o racismo

No ano de 2020, em meio a luta antirracista que surgiu nos Estados Unidos, os fãs do BTS se propuseram a combater qualquer ataque racista que emergiam nas redes sociais. Com a hashtag #BlackLivesMatter (vidas negras importam) em alta, muitos grupos racistas iniciaram um motim e levantaram a tag #WhiteLivesMatter (vidas branca importam).

Dessa forma, os fãs do grupo BTS e juntamente com os do Monsta X, entre outros, começaram a postar vídeos de seus cantores favoritos (chamados de “fancams”) usando a marcação, com o intuito de ocultar as postagens racistas, sumindo então com as manifestações contra o movimento.

Além disso, as armys também já haviam derrubado um app feito para denunciar supostos atos “violentos” em protestos ocorridos na cidade de Dallas (EUA). A polícia da cidade divulgou o aplicativo no Twitter:

“Se você tem vídeos de atividades ilegais em protestos e quer compartilhá-los com a polícia, você pode baixar o nosso aplicativo iWatch Dallas. Você pode permanecer anônimo em sua denúncia”. Assim como feita na hashtag, os fãs de k-pop utilizaram das “fancams” para afogar a rede, ao invés de mandar vídeos dos protestos.

Logo, com o massivo envio de shows, idols do gênero, a polícia de Dallas anunciava a retirada do aplicativo do ar. “Devido a dificuldades técnicas, o nosso aplicativo iWatch Dallas ficará fora do ar temporariamente“, disseram no Twitter.

https://twitter.com/nggaisvmn/status/1267343205378461696?s=20

2. Ações sociais a favor do Pantanal e da Amazônia

Com o objetivo de conscientizar e discutir a respeito da preservação da Amazônia, o fandom do BTS em 2019 criou a hashtag #ARMYHelpThePlanet (Army ajude o Planeta), trazendo a importância de proteger a floresta amazônica, que naquele ano encontrava-se em constante destruição.

A campanha criada por jovens brasileiros e divulgada no perfil @ARMY_HTP, visava movimentar as redes sociais em função de medidas ambientalistas e sustentáveis.

A gente quer organizar doações para ONGs ambientalistas e mutirões para plantações e recolhimento de lixo nas ruas. Estamos procurando especialistas para nos orientarem sobre a questão do impacto ambiental que as ações podem causar para não colocarmos as sementes em locais inapropriados, por exemplo.

Explicou Isadora Morais, uma das organizadoras do projeto.

https://twitter.com/ARMY_HTP/status/1167271513109798912?s=20

Enquanto isso, a mesma rede solidária criada para a Amazônia esteve ativa no combate a destruição do Pantanal no ano passado. Assim, com focos de incêndios em todo o bioma e centenas de vidas de animais ceifadas, o grupo de fãs do Bangtan entraram em mais uma união filantrópica.

Afinal, a fanbase se une pela paixão do grupo criando então uma corrente de ajuda. Portanto, lançando uma campanha de financiamento coletivo pelo site Benfeitoria, as armys arrecadaram mais de R$ 52 mil reais para ajudar no combate aos incêndios que assolavam a região.

De acordo com o fandom, o destino da arrecadação foi para o Instituto Homem Pantaneiro (IHP), uma organização sem fins lucrativos, responsável por proteger o Pantanal no Mato Grosso do Sul.

3. Fãs do BTS boicotam comício de Donald Trump

Com a popularidade caindo durante a pandemia e o democrata Joe Biden à frente das pesquisas, o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump necessitava resgatar sua força, e apenas o povo estadunidense poderia dar isso a ele.

Assim, em Tulsa, no estado de Oklahoma, o comício realizado para a campanha do republicano não obteve sucesso, já que segundo a equipe de Trump era esperado um evento lotado de apoiadores, na arena da cidade com capacidade para 19 mil pessoas.

A questão é que milhares de fãs do grupo coreano teriam reservado ingressos on-line, porém, não comparecem. Logo, o plano orquestrado pelas armys resultou na presença de apenas 6.2000 eleitores.

comicio de trump
bts army ações sociais
Foto: NICHOLAS KAMM / AFP

4. Fã clube brasileiro do BTS arrecada dinheiro no Dia das Crianças

Idealizado pela jovem Mariana Morbeck, 19, e sua mãe Juliana, 36, o projeto “Brazil Loves BTS” (Brasil ama bts) revestiu o dinheiro das venda de colares em homenagem às Armys em verba destinada à compra e distribuição de brinquedos.

Como resultado, o trabalho solidário ajudou mais de 100 crianças na cidade Jandira. É comum as fãs do BTS celebrarem datas de aniversário dos integrantes fazendo boas ações.

“Nós começamos o projeto com a iniciativa de comemorar o aniversário do Jimin juntamente com alguma campanha social para trazer alegria para outras pessoas”, disse Mari. Assim, a contribuição das armys nas compras dos acessórios causou mais uma atitude filantrópica.

Foto: reprodução/ Instagram

Contudo, o grupo composto por 7 integrantes inspiram e emanam sempre o apoio e amor ao redor do mundo, refletindo e transformando esses atos em grandes exemplos a seus fãs, que retribuem da mesma forma.

Obrigada e continuem sempre fazendo o bem, Armys!


Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!