O evento virtual “Dear Class of 2020”, organizado pelo casal Obama e transmitido pelo YouTube, enfim aconteceu no último domingo, dia 7 de junho. Nesse sentido, Beyoncé foi uma dos artistas convidados para discursar às classes de estudantes norte-americanos, que tiveram suas formaturas online.

Com palavras de motivação e entusiasmo aos formandos de 2020, confira abaixo algumas lições que a cantora deu em seu discurso, de aproximadamente dez minutos de duração.

Beyoncé e suas palavras ao “Dear Class”

O valor da educação

Logo de início, Beyoncé falou sobre o tipo de educação que recebeu da família e mentores durante a juventude. Diferente dos formandos, a cantora não passou por uma experiência universitária comum; mas pôde receber lições importantes para a vida.

Em suas palavras, a diva diz que, ao longo da carreira, conseguiu aprender a ser “autêntica em suas ações e celebrar sua individualidade”. Além disso, a “importância de investir em si mesma” também é um dos fatores principais para seu sucesso desde a época do Destiny’s Child.

Combater as injustiças com seu trabalho

No discurso, a artista usou um pouco de sua vida pessoal e carreira como exemplos de superação. No caso, Beyoncé pontuou o sexismo presente na indústria do entretenimento, e como foi primordial usar de sua voz como combate:

“Como mulher, eu não via ‘role-models’ femininos o suficiente com as mesmas oportunidades que tive para fazer o que eu devia fazer”.

Beyoncé

Ao longo da carreira, a cantora criou e desenvolveu sua identidade como um porta-voz da figura feminina negra na música; e organizou sua própria equipe criativa em seus trabalhos. Um exemplo disso está presente no documentário “Homecoming”, em que Beyoncé convidou apenas músicos e performers negros para seu show no Coachella.

O senso de “comunidade”

Outro ponto bastante citado durante o discurso foi a movimentação social recente envolvendo a violência policial nos Estados Unidos, principalmente no que diz respeito ao caso George Floyd. Aqui, Beyoncé destaca a importância de apoiar uma comunidade, um grupo social, ainda mais se o indivíduo faz parte dele:

“Se você faz parte de um grupo que é chamado de ‘o outro’, um grupo que não tem a chance de estar no palco principal; construa seu próprio palco. Seja autenticamente você”.

A artista aponta a repercussão dos últimos dias na web e no mundo, e diz que todos devem dar suporte à vozes que muitas vezes não são ouvidas.

Transformar críticas em motivação

De acordo com a estrela, “há mais falhas do que vitórias”. Beyoncé considera-se um “trabalho em progresso” constante, em amadurecimento, e que usa de críticas sobre seu trabalho e imagem para sempre melhorar. Para exemplificar, comentou o fato de ter vencido 24 Grammys até hoje, mas perdido 46 outras vezes.

Com isso, fala que há beleza em amadurecer: “transforme essas críticas em combustível e motivação para se transformar num ser lindo. Continue trabalhando muito”.

A cerimônia completa do “Dear Class of 2020” está disponível na íntegra no Youtube.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.