20 de julho de 2019 por Larissa Rhouse Santos Silva.

Saiu, na última quinta-feira (18), mais um vídeo dos bastidores de “You Need To Calm Down”, novo single da Taylor Swift. Dessa vez, o foco das cenas é o clima descontraído que havia no set de filmagem.

Assista:

Com pouco mais de três minutos de duração, o vídeo é o terceiro “behind the scenes” lançado para a música.

Abraçando a causa LGBTQI+, as coloridas cenas mostram o patinador artístico Adam Rippon, o modelo plus-size Dexter Mayfield, a comediante Hannah Hart e o cantor Todrick Hall se divertindo e trocando elogios durante a gravação.

No entanto, grandes nomes que participaram do clipe, como RuPaul, Ellen Degeneres e Katy Perry, não apareceram nas filmagens. Será que podemos esperar um “You Need To Calm Down Behind the Scenes: Friends and Neighbors 2.0”?

O impacto de “You Need To Calm Down” no movimento LGBTQI+

Lançada em junho, a música “You Need To Calm Down” concentra suas forças contra viés anti-LGBTQI+. A música ainda deu força para a campanha “Letter To My Senator” proposta por Taylor poucas semanas antes. Leia mais AQUI.

A faixa mostrou seu poder logo nas primeiras 24 horas! Segundo o site TMZ, as doações ao GLAAD – Gay & Lesbian Alliance Against Defamation – aumentaram significativamente após o lançamento.

Com uma letra poderosa, Taylor Swift manda um recado para as pessoas homofóbicas:

“Você só precisa se acalmar e então tentar restaurar a paz. Controlar seus impulsos de gritar sobre todas as pessoas que você odeia. Porque jogar indiretas nunca fez ninguém menos gay”.

Taylor Swift X Scooter Braun

No final do último mês, Taylor Swift movimentou o mundo da música ao comentar sobre um delicado assunto. Com uma extensa carta, a cantora revelou sua decepção com a venda de sua antiga gravadora, a Big Machine Label Group, para Scooter Braun.

“Por anos, eu pedi, implorei para ter a chance de ser dona do meu próprio trabalho. Ao invés disso, eu recebi a oportunidade de assinar de novo com a Big Machine Records e ‘merecer’ um álbum de cada vez, um para cada novo que eu entregasse. Eu não aceitei porque eu sabia que, assim que assinasse o contrato, Scott Borchetta venderia a gravadora, e assim, venderia eu e meu futuro. Eu tive que fazer a escolha excruciante de deixar para trás todo o meu passado. Músicas que eu escrevi no chão do meu quarto e vídeos com os quais eu sonhei e paguei com o dinheiro que ganhei tocando em bares, depois clubes, depois arenas, e então estádios.

Alguns fatos curiosos sobre as notícias de hoje: Eu soube da compra do meu trabalho por Scooter Braun conforme foi anunciado para o mundo. Tudo o que eu conseguia pensar era o bullying incessante e manipulador que eu recebi das mãos dele ao longo dos anos”. Leia a carta na integra em: Taylor Swift publica texto desapontada com a compra de sua ex gravadora.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.