Aclamação: “Anti”, de Rihanna, celebra 5 anos de lançamento

Comemore 5 anos do álbum que dividiu opiniões, mas se tornou o maior sucesso da discografia de Rihanna.

Por em 28 de janeiro de 2021

O oitavo álbum de estúdio da artista chegou nas plataformas há 5 anos e continua até hoje sendo aclamado pelo público. Durante esse período, o Anti atingiu marcos importantes na indústria e demonstrou ser mais um dos grandes sucessos da discografia de Rihanna.

Para celebrar o quinto aniversário do álbum, separamos algumas das conquistas que elevaram o poder da cantora e do material a um nível inatingível mesmo anos depois de seu lançamento.

Foto: divulgação

1. O sucesso do single “Work”

Lançado há cinco anos, o primeiro carro-chefe do Anti era inspirado nas raízes caribenhas da cantora, que nascida em Barbados, sempre se permitiu levar sua cultura mundo a fora. Sendo assim, “Work” conquistou o público e deu a Rihanna seu décimo quarto #1 na Bilboard Hot100. Logo onde permaneceu por nove semanas, além de ser considerada a maior faixa do gênero Dancehall de todos os tempos.

O clipe de “Work” ultrapassou mais de 1 bilhão de visualizações.

A canção que conta com a participação do rapper Drake já vendeu mais de 12 milhões de unidades em todo o mundo, sendo a música do Anti com o maior número de vendas digitais em território estadunidense, contabilizando 1.906.000 vendas. Quando lançada, a faixa atingiu o #1 no iTunes de 92 países e é 6 vezes certificado de Platina nos Estados Unidos.

2. “Love On The Brain” o hit inesperado

Lembra dessa? A música queridinha do público foi o quarto single da era a ser trabalhado, mas apesar do sucesso surpreendente e global, “Love On The Brain” nunca ganhou clipe e teve apenas duas perfomance, nas premiações Billboard Music Awards e MTV Video Music Awards 2016.

Embora a faixa fosse a única entre as demais (“Work”, “Kiss It Better” e “Needed Me”) a não receber um visual, seu desempenho foi satisfatório. A canção se posicionou em quinto na Billboard Hot100 e passou 31 semanas nas paradas. O sucesso quase chegou a se tornar o 15º nº #1 da BadGal.

De acordo com o MRC Data, a música é a segunda mais vendida do Anti nos EUA em formato digital, com 1.220.00 vendas e a terceira do disco que mais acumula streamings sob demanda no país, com 792.957.000 streams.

Apresentação no MTV Video Music Awards.

3. Anti: o lançamento de um álbum divisor de águas

E pensar que horas antes do seu lançamento o disco chegou a vazar podendo comprometer seu desempenho em vendas e streaming. Porém, assim como tudo que Riri toca, Anti foi um sucesso em pouco menos de 24 horas, recebendo certificação de Platina (por 1 milhão de cópias vendidas) um dia após ser lançado oficialmente. Hoje em dia, o álbum já vendeu mais de 8 milhões de cópias mundialmente.

Foto: divulgação

Dessa forma, o disco de Rihanna se mostrava além de tal sonoridade incomum encontrada na discografia da artista. Soando de forma natural e fluída, o Anti carrega consigo a leveza de um álbum com faixas curtas, mas memoráveis, que ao aterrissarem na era dos streamings souberam impactar e tornar de Rihanna um poder digital.

Assim, ele acarretou para si recordes indiscutíveis, sendo então o primeiro álbum feminino a ultrapassar 2 bilhões de streams nos Estados Unidos, atualmente, acumulando mais de 4 bilhões de streamings. Bem como, o segundo álbum de uma artista feminina a acumular 2 bilhões de streams no Spotify.

Ainda não satisfeita com a grandiosidade da sua chegada, em 2017, o disco teve as melhores posições em charts sobressaindo os lançamentos daquele ano. Assim como, foi o álbum feminino mais ouvido de 2017.

Afinal, saindo de sua zona de conforto, Rihanna almejou e alcançou até então o que podemos nomear de aclamação mundial, obtendo para si o significado de longevidade e relevância.

4. Rihanna: a artista negra com mais semanas na Billboard 200

Quando perguntada sobre o seu próximo álbum em 2015, ela deixou explícito o seu desejo de fazer história e soar como o desconhecido, não como a Rihanna que estávamos acostumados. “Queria canções que pudesse cantar daqui a 15 anos. Queria um álbum que pudesse apresentar daqui a 15 anos. Não qualquer canção que ficará saturada”.

No seu deslumbramento artístico, a cantora encarou o marco cultural do seu oitavo projeto, pois logo em sua estreia, Anti rapidamente debutava em #1 na parada musical dos EUA. E desse ranking nunca mais saiu.

Como resultado, o disco recebeu indicações em 5 categorias do Grammy Awards e foi reconhecido como o álbum de maior sucesso da cantora. No final de 2019, terminou no topo de muitas listas dos melhores álbuns da década de 2010 incluindo Billboard, onde terminou na 7ª posição.

Na crítica feita pela revista, eles classificam Anti como um projeto que ultrapassou a fronteira artística de Rihanna:

O álbum é Rihanna em sua forma mais confiante, revelando sua elasticidade musical – sua arte agora não conhece limites. 

Assim, após completar 100 semanas no chart de álbum mais importante da indústria, Anti deu mais um título a nova era de Rihanna, título esse que pertencia ao disco Good Girl Gone Bad da cantora, lançado em 2007. Afinal, o oitavo material da artista se tornava o álbum com mais tempo na Billboard Hot200.

Dando seguimento a esse registro histórico na parada, agora Anti detém o número de 252 semanas na lista desde o dia do seu lançamento há 5 anos, considerando então o projeto de uma artista negra que mais permaneceu dentro da parada e o quarto álbum feminino com longevidade na tabela.

rihanna 5 anos de lançamento do anti
Foto: divulgação

Não esqueça de nos contar sua faixa favorita do Anti nas nossas redes sociais!


Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!