love again dua lipa

“Love Again”: 3 curiosidades ditas por Dua Lipa sobre a criação da música

Nesta terça-feira (15), a Netflix lançou o volume 2 da série documental original “Por Trás Daquele […]

Por em 15 de dezembro de 2020

Nesta terça-feira (15), a Netflix lançou o volume 2 da série documental original “Por Trás Daquele Som” (“Song Exploder”). Em seu primeiro episódio, Dua Lipa conta um pouco sobre a história que desencadeou a canção “Love Again”, bem como o processo de construção dela. A música faz parte do seu segundo álbum de estúdio, “Future Nostalgia”

Já falamos aqui que Dua Lipa teve um ano difícil, mas bastante proveitoso.

No início de 2020, seu álbum estava prestes a ser lançado, mas vazou antes do tempo e isso fez com que a cantora inglesa adiantasse a data de estreia do disco. Ainda assim, o vazamento não foi suficiente para enfraquecer o poder de “Future Nostalgia”.

Embalado com uma pegada pegada futurística, mas olhando também para o passado, o álbum é uma mistura muito bem sucedida de ritmos, sendo considerado por muitos um dos melhores de 2020.

love again dua lipa
Foto: Divulgação

Uma das músicas favoritas dos fãs é “Love Again”, que traz uma letra marcante e uma batida forte sobre alguém que se apaixonou novamente após o término de um relacionamento nada saudável. 

Nesse post, listamos algumas curiosidades que Dua Lipa compartilhou no documentário “Por Trás Daquele Som”.

1. Dua Lipa sempre compõe sobre algo que sente

Ok, isso não necessariamente é uma curiosidade sobre a música, mas Dua Lipa abre o documentário de forma muito bonita com mensagem honesta retratando os sentimentos que coloca em todas as canções que compõe.

A cantora afirma que em todas as suas músicas há muita verdade em tudo que expressa, por escrever sobre coisas que sentiu ou que já vivenciou de alguma forma.

Dua afirma ainda que essa foi a fórmula que encontrou para se comunicar com seu público, o que aconteceu com “Love Again”.

“Talvez em algum ponto da minha carreira, eu consiga interpretar personagens e criar cenários que aludam a minha vida mas não sejam totalmente reais. Mas preciso compor sobre o que conheço, da forma como eu conseguir me expressar, criando uma música que seja sincera e real. Então, enquanto eu tiver histórias para contar, eu as contarei.”

2. “Love Again” surgiu de um término

Perguntada sobre como começou a escrever “Love Again”, Dua respondeu que estava passando por problemas pessoais. Depois de se decepcionar com alguém bastante desonesto, a cantora se viu presa, como se tivesse perdido o “poder” de se apaixonar após a frustração.

Foto: Divulgação

Contudo, Dua viu que era hora de virar a página. No documentário, ela afirma: “Eu estava em um relacionamento com alguém fazia bastante tempo, alguém que era desonesto comigo. Então pensei: ‘Preciso me livrar disso, isso não me faz bem.'”

Coffee, um amigo de longa data da cantora, encorajou-a dizendo: “Talvez seja interessante transformar isso em música.” Foi quando surgiu a canção.

Com a música totalmente feita, a cantora reflete sobre como a canção mudou o que estava sentindo:

“’Você fez eu me apaixonar de novo quando eu nem me sentia eu mesma.’ Eu não sabia se estava falando comigo mesma ou com outra pessoa, mas soava como um convite. Criar aquela música poderia atrair aquilo.” 

3. A música tem raízes em vários clássicos

Em todo o episódio de “Por Trás Daquele Som” podemos ver o processo de criação da música, além de toda equipe envolvida. “Love Again” está repleta de influências musicais enraizadas em bandas como Jamiroquai e Blondie, além do cantor Prince.

Videoclipe de “The Tide is High” de Blondie

No documentário, Dua Lipa mostra como queria que seu álbum soasse:

“Eu queria brincar com esse sentimento e criar algo com um toque moderno. Queria tentar criar músicas baseadas naquelas memórias e fizessem as pessoas se sentirem como eu me sinto ao ouvir ‘Cosmic Girl’ da banda Jamiroquai.”

Conta pra gente quantas referências desse videoclipe você encontrou em todo o “Future Nostalgia”.

Além disso, o trecho inicial da música é um sample datado dos anos 30, retirado da canção “My Woman” de Al Bowlly com Lew Stone e The Monseigneur Band. Ouça abaixo:

Conseguiu identificar?

Outras curiosidades sobre Dua Lipa

Além de compartilhar bastidores do processo de criação de “Love Again”, Dua Lipa conta um pouco sobre sua história, suas influências musicais e apresenta sua equipe.

Durante o episódio, podemos ver que todos eles são muito próximos. A cantora se sente muito bem perto daquelas pessoas.

Em um certo trecho, ela diz: “Eu amo aquela energia de quando você se sente confortável com aquelas pessoas podendo ser sincera e falar sobre coisas muito pessoais. Sabendo que não sairá dali, a não ser que seja na forma de uma música.”

Dua também conta que em sua infância e adolescência, sofria bullying pela voz grave que tinha.

“Quando eu tinha uns nove anos, ia à escola e artes todo sábado. Minha professora de canto disse: “Sua voz é bem baixa.” Quando eu era criança, às vezes me provocavam, por causa da “voz de homem”. Mas não tinha problema, aquilo me fortaleceu. 

Dua Lipa finaliza o episódio expressando seus sentimentos de realização e gratidão pela canção: “‘Love Again’ é uma declaração da força e da energia que eu sentia que tinha perdido e precisava recuperar. E sou muito grata por isso.” 


É fã da Dua Lipa? Qual sua música favorita do “Future Nostalgia”? Comenta com a gente lá no nosso Twitter.


Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!