14 de março de 2017 por Luana Mestre.

Com a proximidade do Lollapalooza, que será nos próximos dias 25 e 26, é sempre bom se programar e ter tempo de ver o máximo de bandas possível – claro, se você não tiver interesse em pegar grade de algum headliner, sendo mais flexível. Essa dica é pra aqueles que já se sentem “tios” e não se sentem mais confortáveis com o agito das primeiras fileiras.

Então, o que ver? Quais as atrações pra ficar de olho? Confira nossas sugestões:

The 1975

Resolvi começar essa lista com uma das bandas indies mais pop do momento. O álbum “I like it when you sleep, for you are so beautiful yet so unaware of it” entrou, inclusive, na nossa lista de melhores discos de 2016. Composições bem trabalhadas e passagens instrumentais de tirar o fôlego revelam o amadurecimento do grupo e a busca pela inovação. Com uma temática variada, o disco transita entre o indie rock, pop, dance, R&B e o house.

Mas, é claro que as antigas não devem ficar de fora do setlist da banda de Matt Healy! Canções como Girls, Robbers e Sex costumam ser tocadas na nova turnê.

Pra quem está preocupado em perder Tegan and Sara (no mesmo horário, no dia 25 ), é bom lembrar que The 1975 também vai se apresentar na segunda-feira, 27, no Audio Club.

Glass Animals 

No sábado, 25, a banda promete agitar o palco Onix (um pouco antes de the 1975) com sua psicodelia pop, misturada com R&B e hip&hop. Direto de Oxford, Inglaterra, o grupo liderado por Dave Bayley faz um som que lembra bastante Alt-J (que também já se apresentou no festival).

O primeiro álbum da banda, “Zaba”, vendeu mais de 500 mil cópias. O segundo, “How To Be A Human Being”, foi bem avaliado pela crítica e manteve o êxito nas vendas.

Além do Lolla, a banda se apresenta no Cine Joia no dia 27, ao lado de MØ. O ingresso pode ser comprado aqui.

Cage The Elephant

Pela terceira vez no Lollapalooza Brasil, Cage The Elephant incorpora os elementos necessários para ser novamente escolhida: trata-se de uma banda enérgica, com experiência de festival e sabe agitar um grande público como o do Lolla. Também é importante ressaltar que o último disco do grupo foi bem avaliado pela crítica e concedeu aos integrantes o Grammy de Melhor Disco do Rock.

A sonoridade da banda passa pelo punk, o rock alternativo, garage rock e o rock psicodélico. São quatro discos: Cage The Elephant (2006), Thank You Happy Birthday (2006), Melophobia ( 2013) e Tell Me I’m Pretty (2015).

Se programe! O show da banda começa cinco minutos depois do show do Glass Animals, no dia 25, e no Palco Skol (Veja os mapas do festival pra não se perder e poder ver as duas bandas!).

The Outs

A banda brasileira nasceu na cena underground carioca e você DEVE com certeza prestar atenção! Último nome no line-up do Lolla, o grupo tem uma sonoridade que parece uma mistura de Oasis com a psicodelia de Tame Impala. Inclusive, ganhou elogio do ídolo Noel Gallagher.

Mas, chegue cedo: a banda começa a tocar às 1h10 no palco Ônix no dia 25!

Two Door Cinema Club 

Ok, essa banda já esteve aqui antes, mas faz um tempo… Quem não perde uma edição do festival, já deve conhecer Two Door Cinema Club. Mas, se você ainda não teve essa oportunidade, nunca é tarde pra começar a ouvir o som da banda e se preparar para ver a apresentação no dia 26! O estilo musical se parece bastante com Passion Pit e Vampire Weekend (que também já esteve no festival), já que o gênero transita entre indie pop, indie rock e dance rock.

Músicas do novo álbum “Gameshow”, como “Are We Ready? (Wreck)”, Bad Decisions e Lavender devem fazer parte do setlist. No entanto, prepare-se pra ouvir as mais antigas: “Something Good Can Work”, “Next Year”, “Sleep Alone” e “Cigarettes in the Theatre”.

Não está convencido (a)? Que tal conferir o show da banda liderada por Alex Trimble no Lolla de 2013?

Catfish and the Bottlemen

Uma das bandas mais alternativas dessa lista, Catfish and the Bottlemen reúne um pequeno fã clube brasileiro no Facebook, que não atinge mil pessoas. Mas, não se engane pela baixa popularidade e conhecimento sobre o grupo em terras tupiniquins até o momento: eles têm FORÇA e PESO pra agitar um festival grande. Inclusive, no Reino Unido, o grupo liderado por Van McCann recebeu o Brit Awards de Melhor Banda no Reino Unido e também foi premiado no BBC Music Awards de 2014.

A sonoridade? Lembra bastante The Vaccines, por carregar bastante a influência do indie rock alternativo e do post-punk revival.

Catfish and The Bottlemen toca no Lolla no dia 26, no palco Ônix.

Vance Joy  

Pra ver Vance Joy no festival, você provavelmente perderia Catfish and the Bottlemen (a não ser que prefira ver um pouco de cada, é claro). O estilo do artista é diferente da banda: ele toca indie folk e já excursionou com Taylor Swift.

Você já deve ter escutado a música mais famosa dele, “Riptide”, lançada com o EP “God Loves You When You’re Dancing”. Com uma pegada pop, a canção ganhou certificado de platina nos Estados Unidos, Austrália, Canadá e outros países pelo mundo.

Tem interesse em saber mais? Nós, do Tracklist, realizamos uma entrevista exclusiva com o artista, que você pode conferir aqui.

Jimmy Eat World

Também programado para tocar no domingo, 26, está Jimmy Eat World. Formado em 1992, o grupo é bastante conhecido no mundo, muito embora aqui no Brasil esteja começando a ganhar popularidade.

O estilo musical do começo de carreira lembra bandas como Green Day e blink-182, mas hoje o grupo passa por uma fase mais experimental. No entanto, os integrantes não estão interessados em rótulos: querem fazer música e fugir sempre do lugar comum.

Zach Lind, baterista do Jimmy, concedeu entrevista ao Tracklist  recentemente e falou dessa nova fase, da expectativa de tocar no país e também de Taylor Swift (que ajudou a impulsionar as vendas da banda ao fazer um comercial com a canção “The Middle”).

Ainda não tem ingresso? Compre aqui.

Confira nossa playlist no Spotify: 

 

 

Comentários

Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.