in

Jake Gyllenhaal e Taylor Swift: entenda possível história de “All Too Well”

Com o relançamento do “Red” um dos antigos relacionamentos da loirinha voltou a ser discutido nas redes sociais. Originalmente lançado em 2012, o álbum conta com uma faixa que gera bastante especulação entre os fãs da cantora: “All Too Well“. De acordo com eles, a música trata do curto relacionamento entre Taylor Swift e Jake Gyllenhaal, vivenciado no final de 2010.

Leia também: All Too Well: The Short Film”: 5 curiosidades + assista ao curta de Taylor Swift

Embora a especulação dos fãs nunca tenha sido confirmada oficialmente, a nova versão de “All Too Well” trouxe novas informações e dicas sobre o caso. A versão estendida de 10 minutos, presente no “Red (Taylor’s Version)“, conta com novos trechos da letra e veio acompanhada de um curta-metragem. A obra visual conta com direção e roteiro da própria loirinha.

Quais os pontos que ligam “All Too Well” ao relacionamento de Taylor e Gyllenhaal?

O cachecol

Um dos pontos que fazem os fãs acreditarem na relação entre “All Too Well” e o romance é a referência ao cachecol da Taylor. Pois, em um dos versos da canção, a loirinha canta: “Eu deixei meu cachecol lá na casa da sua irmã e você ainda está com ele na sua gaveta agora.”

O cachecol listrado em questão já foi fotografado tanto em Taylor como em Gyllenhaal. A peça teria sido esquecida pela loirinha em uma visita à casa da atriz Maggie Gyllenhaal, irmã de Jake. Aliás, a cena é retratada logo no início do curta-metragem de “All Too Well”.

Inclusive, o ator Andrew Burnap, amigo de Gyllenhaal, usou o Twitter na sexta-feira (12) para dizer que possivelmente estava com o famoso cachecol. Na publicação ele não citou os nomes de nenhum dos envolvidos, mas os fãs entenderam a referência.

“Isso vai parecer loucura e vocês definitivamente vão pensar que estou brincando, mas não estou – acho que estou de posse desse cachecol.” Depois ele acrescentou, “Provavelmente não é o cachecol, mas poderia ter sido e isso é o que realmente importa.”

https://twitter.com/McDrewBur/status/1459226961444683779?t=UhN6dqxaHIMVA2oMM4tb5A&s=08
https://twitter.com/McDrewBur/status/1459352025485901829?t=_vCQHEI-_eyZOhOH8_IlPA&s=08

Leia também: Review: Bruno Mars e Anderson .Paak declaram seu amor aos anos 70 em “An Evening With Silk Sonic”

A diferença de idade

O outro ponto levantado pelos fãs quando se trata da inspiração para “All Too Well” são as referências à diferença de idade. Na época em que Jake Gyllenhaal e Taylor Swift se relacionaram, ele tinha 30 anos enquanto ela havia acabado de completar 21 anos. Inclusive, esse fato foi mostrado no curta-metragem.

O curta de quase 15 minutos de duração conta com Sadie Sink e Dylan O’Brien no elenco principal. Os dois atores interpretam um casal em crise e com uma evidente diferença de idade. Contudo, no tocante a questão idade as maiores evidências sobre a relação da música com o romance estão nos novos versos.

“Você disse que se fossemos mais próximos de idade, talvez tudo ficaria bem, e isso me fez querer morrer.”

A frase acima demonstra que um dos fatores principais para o término do casal foi a diferença de idade entre os amantes. Aliás, esse fato também foi abordado em cenas do curta. Por fim, outro verso exclusivo da versão estendida pode ser uma indireta para Gyllenhaal.

“Eu vou envelhecer, mas seus amores continuam com a minha idade.”

O verso poderia fazer referência ao fato de que Jake Gyllenhaal costuma se relacionar com mulheres mais jovens. Atualmente, o ator, que tem 40 anos, está em um novo relacionamento  amoroso. Jeanne Cadieu, atual namorada de Jake, é modelo e tem 25 anos de idade.

Foto: Reprodução/Instagram

Gosta de cultura pop e entretenimento? Então, siga a gente no Twitter! Lá você terá todas as informações sobre seus artistas, séries e filmes favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

    Loading…

    0