Nessa sexta-feira, dia 22 de março, Bebe Rexha lançou seu primeiro álbum de estúdio, “Expectations”. O disco contém 14 faixas, com a presença do inesperado Hit, extraído de seu terceiro EP “All Your Fault Part. 2”, “Meant To Be”. A parceria com a dupla country Florida Georgina Line, alcançou o #2 na Billboard Hot 100, estabelecendo um dos seus maiores sucessos de sua carreira até agora. Também está presente outra música de grande impacto, “I Got You”, extraído do seu segundo EP “All Your Fault Part 1”. Essa é uma música que ficou muito popular aqui no Brasil, principalmente pela repercussão da versão de forró “Só Da Tu”.

A cantora e compositora ajudou a compor a famosa parceria entre Rihanna e Eminem, intitulada “The Monster”. A música chegou ao topo da parada Billboard Hot 100. Anos depois, a parceria entre Bebe Rexha, David Guetta Nicki Minaj, “Hey Mama”, chegou ao Top 10 na Billboard Hot 100. Já em 2015, Bebe participou de mais uma parceira de sucesso com a música “Me, Myself and I” com o rapper G-Easy. Além dessas, a cantora também participou da faixa com o DJ Martin Garrix em “In the Name of Love”, da parceria com o antigo integrante do One Direction, Louis Tomlinson, na faixa “Back to You”. E sua mais recente colaboração com Rita Ora, Charli XCX e Cardi B no single Girls.

 

Bebe Rexha, em seus dois últimos EPs lançados All Your Fault Part. 1 e Part2 trouxe algo Pop, mas com muita influência do Hip-Hop e R&B. Porém, agora com seu álbum de estreia, “Expectations”, Bebe optou por um caminho diferente. A cantora quis experimentar com sonoridades diferentes e algo bem pessoal. Suas grandes inspirações para esse álbum foram em seus ídolos: No Doubt, Alanis Morissette e Lauryn Hill.

Destaques do álbum

– “Shinning Star”: Nessa faixa, a letra é escrita de forma bem descritiva, com personagens e uma história, o que facilita visualizar em nossas mentes todo o enredo. Nela ela fala sobre alguém amar ela mesmo com todos os seus defeitos e imperfeições. Aqui a música tem uma produção simples e inteira levada com acordes de violão e com batidas que deixa um clima latino evidente na faixa.

“Self Control”: Chegamos então na música que com certeza grita para ser o próximo single do álbum! De cara é a faixa mais comercial e que combina com o que está tocando nas rádios, em especial agora no clima de verão, devido às batidas fortes durante a música, deixando tudo mais dançante. A letra fala sobre como ela se sente fortemente atraída por alguém, e que essa pessoa acaba mexendo muito com suas vontades e desejos , e como é algo que ela não tem controle algum. Mesmo com algo parecido com as músicas da rádio, Bebe não perde sua personalidade.

-“Mine”: Chegamos então, no que pra mim, é um dos pontos mais fortes do projeto e minha favorita! A música tem uma produção bem inspirada no R&B dos anos 90. As rimas nas letras fluem muito bem e deixa o refrão bem fácil de repetir logo após as primeiras ouvidas. O grande destaque da produção são os vocais de Bebe Rexha! Ela nos entrega vocais que ainda não tinha ouvido dela, algo com um tom mais contido e com efeitos vocais que funcionaram muito bem, em especial no refrão! Na letra ela basicamente está toda confiante e mostra que essa pessoa que ela se relacionou não para de pensar e querer amar ela. É uma faixa que inova dentro do álbum, é bem diferente em seus vocais e com uma letra bem pegajosa e inteligente, pronto para ser o próximo Hit! VOCÊS PRECISAM OUVIR!

-“Don’t Get Any Closer”: Outra favorita do álbum, nessa faixa a produção é bem simples, basicamente só com os acordes da guitarra, mas junto às melodias e efeitos vocais, a música vai crescendo e cria uma atmosfera misteriosa e dramática. Assim que ouvi, logo imaginei em algo que facilmente estaria com trilha sonora de algum filme! A letra é bem sincera, e Bebe descreve seus medos de ser vulnerável e mostrar todas suas imperfeições e o que pensa para alguém.

-“Grace”: Essa é com certeza a faixa mais emocional do disco. É uma balada inteira no piano, com melodias cantadas rápidas, e que deixa em evidência a grande potência vocal de Bebe Rexha, deixando-a brilhar ainda mais. É uma música que vai crescendo, principalmente com a presença dos violinos no decorrer da faixa, deixando tudo muito mais sentimental. Vemos um lado muito mais pessoal e vulnerável dela. Na letra, a cantora é bem sincera sobre uma relação amorosa em que ela era amada e tinha tudo para dar certo, mas não conseguir sentir o mesmo por esse homem, mostrando todas as dificuldades e tristeza de deixar essa pessoa.

 

Acompanhando a sua carreira, uma das características marcantes são suas melodias criativas, que infelizmente não estavam tão presente durante esse projeto. No entanto, a espera foi longa, mas com certeza valeu apena. Bebe Rexha nos mostra um projeto mais eclético e seu lado mais vulnerável em Expectations, nos provando que é uma estrela Pop com diferencial e muito talento, que está apenas no início dessa jornada e ainda tem muita coisa para nos oferecer.

Portanto, Bebe Rexha em seu álbum de estreia consegue nos mostrar as influências do Rock/Pop dos anos 90, com a grande presença dos acordes de guitarra, junto a sua influência do Hip Hop/R&B, resultando em um Pop diferente do que se encontra nas rádios. Por isso, mostra que Bebe não optou pelo caminho mais fácil, de aproveitar todo o sucesso que o seu Hit country “Meant To Be” forneceu, e criou algo autêntico e de ótima qualidade, para assim mostrar sua necessidade de mudar e não fazer mais do mesmo.

Nota: 8/10

Ouça o álbum completo no Spotify:

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.