8 de dezembro de 2019 por Larissa Rhouse Santos Silva.

Em 2018, o mundo disse adeus a Avicii, um dos mais conceituados DJs da atualidade. Agora, em 2019, seu legado foi oficialmente eternizado e irá ajudar muitos jovens ao redor do mundo. Promovido pela Tim Bergling Foundation, o “Avicii Tribute Concert” arrecadou fundos para conscientização e apoio a assuntos relacionados a saúde mental.

Confira o evento na integra:

Sediado na cidade de Estocolmo, capital da Suécia, o festival recebeu mais de 58 mil pessoas na Friends Arena. O espetáculo, em suma, durou pouco mais de duas horas e contou com a participação de diversos artistas. Entre os destaques, Rita Ora, Adam Lambert, Aloe Blacc, Nicky Romero, David Guetta, Dimitri Vegas, Audra Mae, Andreas Moe, Kygo e Sandro Cavazza.

Além dos grandes nomes da música, o evento levou ao palco uma orquestra instrumentista. A equipe, composta por 30 músicos, foi responsável por apresentar diversos hits de Avicii de forma emocionante.

“Avicii Tribute Concert” em vídeos

Confira, a seguir, algumas performances especiais que aconteceram durante o “Avicii Tribute Concert”:

Álbum “Tim”

Antes de o “Avicii Tribute Concert” ser idealizado, outro fato relacionado ao DJ já havia plantado sementes no quesito conscientização da saúde mental. Em junho, o álbum “Tim”, batizado em homenagem ao verdadeiro nome de Avicii, foi disponibilizado. A produção póstuma contou com 12 faixas, sendo que boa parte já havia sido concluída pelo artista antes de seu falecimento.

Confira:

Assim como a verba arrecadada no festival, o lucro das vendas e streams do álbum também foram destinadas a Tim Bergling Foundation. Criada em março por Klas e Anki Bergling, pais de Avicii, a fundação tem como objetivo principal defender o reconhecimento do suicídio com uma emergência de saúde mental.

Em carta publicada no site oficial da fundação, o casal revela que a ideia por trás da “Tim Bergling Foundation” é justamente dar continuidade aos desejos do DJ:

“Tim era um buscador e uma pessoa tímida e sensível que queria saber a verdade, estava interessado na psique humana e em encontrar caminhos para uma calma interior. Ele reagiu às injustiças do mundo e se preocupou profundamente com o planeta. No entanto, foi na música que ele se expressou, de forma honesta e aberta, e foi o que mais lhe deu alegria (…) sentimos que deveríamos fazer algo para garantir que o legado de Tim fosse usado para ajudar, para que fosse eterno de maneiras que, esperamos, possam fazer a diferença real em algumas áreas importantes”.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.