Na última semana, Halsey trouxe para o Brasil a turnê hopeless fountain kingdom, que divulga o álbum de mesmo nome. Os shows, que aconteceram em São Paulo (6/5) e no Rio de Janeiro (7/5), tiveram a participação especial da ex-integrante do grupo Fifth Harmony: Lauren Jauregui

Tanto Halsey quanto Lauren possuem uma grande fã-base no Brasil, o que fez esses dois shows ainda mais especiais. Confira o que rolou:

Estreia solo de Lauren

Lauren Jauregui fez em São Paulo o primeiro show de sua carreira solo. Com grandes expectativas, o público foi surpreendido com a primeira canção sendo a inédita “Toy”, trazendo Lauren em uma versão mais rockeirinha. Logo em seguida, cantou versões exclusivas das suas parcerias lançadas enquanto estava no Fifth Harmony: “Back To Me”, “All Night” e “In Your Phone”.  Todas foram muito cantadas em alto e bom som.

O show também conta com covers, sendo eles “Imagine”, de John Lennon” e “Ojos así”, da Shakira, com Lauren cantando espanhol e esbanjando a sua latinidade.

O fim do show é marcado por mais duas músicas inéditas: “Inside” e “Expectations”. Em São Paulo, os fãs já tentavam arriscar as letras das novas músicas, mas no Rio de Janeiro – um dia depois -, a plateia já conseguia cantar, especialmente “Expectations”, a música que mais agradou não só as pessoas que foram aos shows, mas também os fãs online.

Uma publicação compartilhada por laurenjauregui (@laurenjauregui) em

A estreia solo de Lauren mostrou a cantora mais solta no palco, podendo dançar como bem queria, sem ficar presa a coreografias. Também deu espaço para que ela mostrasse a sua potencia vocal, sem uso playback e base em nenhum momento. A apresentação contou com uma banda formada por 4 mulheres. A recepção foi tão positiva que ficava nítida a alegria de Lauren com a reação do público a cada faixa, proporcionando momentos em que ela agradecia em português com palavras como “obrigada” e “eu te amo muito”!

hopeless fountain kingdom

Apesar dos shows terem sido realizados em lugares que suportariam a estrutura da turnê atual de Halsey, nem mesmo o telão fez parte do palco. As apresentações da cantora são conhecidas pelos visuais e conceitos de palco e plateia. A hopeless fountain kingdom Tour conta com duas escadas de LED que, atualmente adaptadas com apenas um lance, exibem artes do álbum, consistentes em relações com o filme “Romeu + Julieta”, de Baz Luhrrman (o último álbum da cantora foi totalmente inspirado nesta obra). O Brasil, infelizmente, não pôde ver isso ao vivo; ao invés, escadas de metal preencheram o palco. Mas apesar disso, Halsey mostrou que nada era necessário para se fazer um show mais que memorável para os fãs.


Ashley e sua banda agitaram os públicos do Rio de Janeiro e São Paulo, tocando desde seus maiores hits como “Now Or Never”, “Bad At Love”, “Alone” e a parceria “Closer” até as músicas mais “esquecidas” como “Is There Somewhere” e “Hold Me Down”. Halsey também se desculpou ao Rio por não ter trazido sua primeira turnê do álbum “BADLANDS” para a cidade, quando veio para o Lollapalooza em São Paulo em 2016. Como pedido efetivo, tocou uma música pela primeira vez em toda a turnê: “Drive”, do álbum de estreia.

Como esperado, Lauren retornou ao palco para cantar “Strangers” com Halsey, levando a plateia à loucura com a performance que já havia se repetido algumas vezes em shows nos Estados Unidos.

O show principal das noites foram repletos de discursos de autoestima, aceitação e amor da parte de Halsey. “Se você faz parte da comunidade LGBT, ou é amigo orgulhoso de alguém que faz, digo que este é um local seguro para você, então é melhor você dançar”, disse a também compositora durante os primeiros momentos dos shows. A mesma também afirmou que “você não precisa de alguém para ser completo, você é autosuficiente”, logo antes de apresentar sua última música, “Hurricane”.

Não faltaram interlúdios no show, contando com os clássicos “The Prologue”, que dita o prólogo completo de “Romeu e Julieta” de William Shakespeare no álbum, e “Good Mourning”, ambos bastante conhecidos pelos fãs da cantora. Estes foram os momentos de descanso do público de performances quentes e energéticas, com muitos pulos e gritos. Halsey pulou a principal pausa da noite: a música “Hopeless”, parceria com o Cashmere Cat, na qual era exibido no telão (ausente no Brasil) vídeos de fãs em shows da cantora. Com isso, se foram as músicas “Don’t Play”, “Ghost” e “Lie”.

Halsey, no geral, entregou tudo aquilo que os fãs sempre esperavam de um show da própria: personalidade, energia e muita voz. A promessa de que voltará é o que ficou no ar enquanto Frangipane cantava “Drive”, dizendo que para sempre gostaria de se lembrar do Brasil como o responsável por essa canção.

 

Agora só nos resta ficar de olho nos próximos trabalhos de Halsey, agendados para daqui algumas semanas. E sempre esperaremos mais uma dobradinha Halsey + Lauren Jauregui, não é mesmo?

 

Colaborou: Thiago Cyrino / Fotos: Feliphe Marinhho

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.