11 de julho de 2018 por karen Costa.

Autodidata e criativo: essas são duas características que definem bastante bem o produtor polonês Pham . Com apenas 24 anos, o DJ oferece um estilo mesclado em suas músicas, em que inclui o eletrônico, R&B, indie e hip hop alternativo.

Dawid Pham Ngoc é de origem vietnamita-polonesa. Até hoje, ele possui apenas um EP com 7 músicas e alguns outros singles – mas o suficiente para conquistar quase 600 mil ouvintes mensais no Spotify.

Se você ainda não conhece o trabalho do músico, essa é sua oportunidade. Afinal, listamos 5 coisas para te apresentar a essa promessa do eletrônico. Acompanhe!

1. Começou a fazer música por uma paixão da adolescência

Em algumas entrevistas, Pham já narrou que crescer numa pequena vila da Polônia foi um pouco limitante. Com apenas 300 habitantes, o local tinha uma cena musical quase inexistente! Então, sua infância foi marcada por músicas de DJ’s locais, de que ele não era muito fã.

Na adolescência, contudo, o DJ ganhou um exemplar do software de música Fruity Loops. E aí, seu horizonte se abriu. Com uma interface relativamente simples, o programa é um sequenciador de música utilizado por muitos DJ’s, como Afrojack e Martin Garrix.

Com o software disponível, ele resolveu produzir “a melhor música do mundo” para sua paixonite do colégio, quando tinha entre 15 e 16 anos. Rapidamente, contudo, sua paixão pelo programa ultrapassou seu desejo pela garota em questão, e fazer música se tornou seu hobby favorito.

2. Sua carreira começou por acaso

Depois de muita coisa criada por diversão, alguém apresentou à Pham o SoundCloud. Ainda por diversão, ele produziu e publicou um remix de “Stay”, de Henry Krinkle. Henry gostou do resultado e republicou a faixa.

Pham, então, recebeu grande atenção do público do portal, e resolveu produzir e divulgar canções uma atrás da outra. Ainda fazendo-as no tempo livre. Seu pequeno sucesso se agigantou com “Movements”.

3. Seu maior sucesso é “Movements”

Para o polonês, “Movements” era apenas uma faixa com uma batida engraçada. Ela permaneceu por muito tempo em sua pasta de experimentações. Após lançá-la como instrumental, ele recebeu um e-mail de um rapper que havia criado algo mais para a faixa.

Segundo Pham, a nova versão tinha algumas falhas de mixagem, mas o fluxo e a letra eram realmente incríveis. Ele perguntou a Yung Fusion se podia utilizar o material. Mixada e lançada, a faixa já alcançou mais de 35 milhões de reproduções no Spotify.

4. Fez remixes de grandes nomes

Além de suas próprias faixas, o produtor polonês vem construindo sua reputação com a produção de bons remixes. Entre as mais famosas, ele entregou versões de “Fuck You All The Time”, de Jeremih; “Chasing Time”, de Azealia Banks; e “Home We’ll Go”, de Steve Aoki.

5. É pioneiro da música polonesa

Pham pode ser ainda ser considerado um pioneiro. Ele foi o primeiro produtor polonês a fazer uma colaboração com um produtor estrangeiro. A faixa “Squaad” foi lançada em 2016 com o sueco Filip.

Está esperando o que para ouvir as faixas de Pham?

Leia também: 5 coisas para conhecer: You Me At Six

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.