A banda de indie rock Vampire Weekend está de volta, depois de quase seis anos fora do mercado. O grupo, liderado pelo vocalista e produtor Ezra Koenig, divulgou nesta sexta-feira (03/05) o disco “Father of the Bride”.

Com 18 faixas, o álbum é o primeiro trabalho do grupo com a gravadora Columbia Records, selo da SONY Music. Além disso, “Father of the Bride” marca o retorno da banda sem o produtor e multi-instrumentista, Rostam Batmanglij, como membro. O disco levou dois anos para ficar pronto, produzido entre 2016 e 2018.

O trabalho inclui colaborações de diversos artistas, como por exemplo os produtores Mark Ronson e Bloodpop, e a vocalista da banda HAIM, Danielle Haim.

Até agora, o álbum vêm angariando críticas extremamente positivas. Revistas como a Rolling Stone e a NME, e o jornal The New York Times, já elogiaram o trabalho.

Vampire Weekend e seu disco anterior

Em 2013, a banda lançou o disco “Modern Vampire of the City”, que atingiu o topo das paradas de álbuns nos Estados Unidos. Assim, o Vampire Weekend conquistou prêmios importantes com o trabalho. Também foi incluso em diversas listas de melhores álbuns de 2013, e até da década. “Modern” também debutou em primeiro lugar na Billboard 200 e concedeu ao grupo um prêmio Grammy (“Melhor Álbum de Música Alternativa”).

Tanto “Father of the Bride”, quanto “Modern”, foram produzidos por Ariel Rechtshaid. Ariel é conhecido pelos seus trabalhos ao lado de Madonna, Adele e Charli XCX. O produtor também ganhou o Grammy de “Produtor do Ano”, em 2014, pelo disco do Vampire Weekend.

Rostam Batmanglij, apesar de não ser mais um membro recorrente, ajudou na produção do novo álbum. De fato, Ezra Koenig manteve contato com o ex-tecladista, mesmo após o fim da “Modern Vampires Tour“, em 2014.

O primeiro single duplo de “Father of the Bride” foi a canção “Harmony Hall”, com a b-side “2021”.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.