*Post atualizado às 16h50 de 05/12/19 com a data de lançamento oficial do documentário

Taylor Swift não para nunca! Nesta quarta-feira (04/12), a Netflix dos Estados Unidos anunciou o lançamento do documentário da cantora, intitulado de “Taylor Swift: Miss Americana”.

O lançamento ficou marcado para ocorrer no Festival de Cinema de Sundance, que acontece no dia 23 de janeiro de 2020. A sinopse do projeto foi descrita como “um olhar cru e emocionalmente revelador”.

Dirigido por Lana Wilson, a produção tem assinatura da Netflix. E a sua estreia deve ocorrer na plataforma logo depois do festival. Até o momento, não há uma data divulgada.

“TAYLOR SWIFT: MISS AMERICANA – Um olhar cru e emocionalmente revelador para uma das artistas mais icônicas de nosso tempo, enquanto ela aprende a abraçar seu papel não apenas como compositora e intérprete, mas como uma mulher que utiliza todo o poder de sua voz”.

Material antigo de Taylor no documentário

Outra novidade é que, de acordo com a Variety, todo o material antigo de Taylor foi liberado pela sua antiga gravadora – a Big Machine, para a utilização no documentário. A história da proibição do uso das suas músicas havia sido explicado pela própria cantora, que fez um post em suas redes sociais pedindo por ajuda.

Leia Também: Taylor Swift: entenda porque Scott Borchetta proibiu show no AMAs

Entrevista para a Revista People

Taylor Swift foi uma das capas da Revista People na edição de “Pessoas do Ano”, e além disso, ela concedeu uma entrevista na qual abriu o coração sobre a sua música.

“Esta é a primeira vez que pude lançar músicas que sinto que estão conectando com as pessoas. Revendo tudo o que fiz, sinto um sentimento silencioso de orgulho. Tenho orgulho das coisas que resisti e consegui criar uma vida para mim”, disse ela.

A cantora ainda comentou sobre os direitos autorais de suas faixas, depois da polêmica com Scooter Braun. “Felizmente, estou em posição de falar. No contrato de gravação com a Universal Music Group, eles concordaram em pagar a seus artistas uma parcela significante quando venderem suas ações do Spotify. É uma coisa extremamente importante para mim como artista, porque acho que esse é o nosso plano de aposentadoria e é isso que devemos deixar para os nossos filhos”.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.