24 de maio de 2019 por karen Costa.

Já faz oito meses que o Paramore entrou em pausa. Encerrando a Era “After Laughter” em setembro de 2018 (com seu próprio festival, o Art+Friends), o grupo avisou que precisava parar e cuidar da sua saúde mental, e também um dos outros.

O encerramento tão rápido de uma Era (já que o disco “After Laughter” tinha sido lançado em maio de 2017) também foi um modo de a banda finalizar um ciclo sem grandes “dramas”. Desde 2010, a fase de cada álbum foi encerrada com uma ruptura:

  • Na Era do álbum “Brand New Eyes”, o ciclo terminou com a saída de Josh e Zac Farro da banda;

O anúncio da pausa é compreensível, mas deixou os fãs “órfãos”. A banda não chegou nem mesmo a realizar shows no Brasil, como vinha fazendo a cada nova Era desde 2008. Então, vem a dúvida: quanto tempo esse “hiato” vai durar? Nossas apostas? Mais do que gostaríamos.

O Paramore não deve lançar nada em 2019. Nada indica, também, que eles vêm preparando qualquer lançamento para o próximo ano. Mas essas não são só suposições. A seguir, nós apresentamos 4 indícios de que a pausa da banda pode ser longa.

1. Justin York no Paramore

Justin York, guitarrista de turnê do Paramore, andou “pedindo emprego” nas suas redes sociais. Em uma postagem, o músico disse estar disponível para tocar em outras turnês; bastava que os artistas entrassem em contato com ele.

Se o Paramore tivesse mesmo a intenção de “voltar” em breve, Justin não precisaria buscar outra função, não é mesmo? Até porque, ele vem sendo guitarrista de turnê desde 2011, e ainda é irmão do guitarrista Taylor York. Dificilmente sua vaga cativa vai mudar no palco do Paramore.

“Quer que eu toque em sua música ou em sua turnê com a sua banda? Me envie um e-mail. Vamos fazer música juntos!”.

Legenda na publicação:
“Não importa onde você esteja localizado no mundo, apenas me envie suas músicas, eu tocarei guitarra e/ou cantarei nelas e lhe enviarei os arquivos. Fácil”.

P.S.: “Eu amo o Paramore, mas não estamos em turnê no momento, e eu só quero trabalhar em música com alguém que precise de mim”.

2. goodDYEyoung

A goodDYEyoung é a empresa de tintas de cabelo da vocalista Hayley Williams. Nos últimos meses, a cantora e seu sócio e melhor amigo, Brian O’Connor, têm investido muito na marca. No começo do ano, por exemplo, eles estabeleceram uma parceria com a Sephora, uma das principais lojas de produtos de beleza no mundo. Essa semana, a dupla e parte da sua equipe também participou de um evento mundial da distribuidora.

É muito provável que o tempo investido na empresa só aumente. A marca de tintas de cabelo era um sonho de Hayley Williams há anos, já que ela sempre foi adepta dos cabelos coloridos. Pouco a pouco, a companhia vem expandindo o seu alcance e catálogo. Talvez, ela exija dedicação exclusiva neste momento.

3. HALFNOISE

A HALFNOISE é a banda do baterista Zac Farro. Ela já atuava desde a saída do músico do Paramore em 2010, e permaneceu como um projeto paralelo quando ele voltou à formação, em 2017. Com a pausa do Paramore, a HALFNOISE voltou a ser o ponto central da vida de Farro, e já tem shows marcados até o final de junho.

Pensando que o Paramore sempre precisa de um tempo em estúdio, e embarca em shows e ações de divulgação após um álbum, dificilmente algo vai acontecer enquanto Zac se dedica à sua banda.

4. Aniversário do “After Laughter”

O álbum “After Laughter” fez dois anos no dia 12 de maio e, como era de se esperar, a banda publicou algumas mensagens comemorando a data. Hayley Williams, por exemplo, desejou um Feliz Dia das Mães para si mesma, já que o disco é como um filho para ela.

Mas nenhuma das mensagens trouxe esperanças de um futuro próximo. Nenhuma dica, nenhuma mensagem sobre eles estarem “ansiosos pelo que está por vir”. NADA. Só mesmo a aflição dos fãs.

O Paramore chegou ao fim?

Apesar de tudo o que você leu até aqui, não há motivos para “pânico”. O retorno do Paramore pode demorar mais alguns meses, talvez alguns anos. Mas nada indica que a banda chegou a um fim definitivo.

No último show da Era “After Laughter”, por exemplo, o grupo disse que não tocaria mais “Misery Business” em seus próximos shows. Especialmente por causa de uma mensagem que coloca mulheres umas contra as outras, da qual Hayley Williams já disse não se orgulhar (“Pessoas nunca mudam / Uma vez vagab**da, você não é mais nada“). Por que o grupo falaria sobre “próximos shows”, se não tivesse a pretensão de realizá-los?

Em entrevista recente, a vocalista também falou sobre a possibilidade de um fim para a banda.

“Eu nunca quero ter que soltar um comunicado de imprensa dizendo que acabamos, que eu tenha desistido ou que estamos em hiato. Isso é essencialmente uma jogada de marketing nos dias de hoje. Eu prefiro apenas ser. Eu estou em uma banda com eles desde os 12 anos; eu não acho que a banda esteja indo a lugar algum. Enquanto somos amigos, a banda simplesmente existe”.

Ela completou: ‘‘Somos todos amigos e fazemos música em diferentes funções, mas juntos. Então, eu sinto que sim, eu quero estar no Paramore”, disse à revista L’Odet.

Ou seja, o Paramore deve voltar à ativa, assim que sentir que tem boas músicas para entregar ao público. Até lá, resta esperarmos (ansiosamente!).

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.