5 curiosidades sobre a música “Irreplaceable”, de Beyoncé

Há 14 anos, Beyoncé lançava B’day, seu segundo álbum de estúdio, que contou em seu histórico […]

Por em 16 de dezembro de 2020

Há 14 anos, Beyoncé lançava B’day, seu segundo álbum de estúdio, que contou em seu histórico números de sucessos, como o hino atemporal Irreplaceable. Sendo o terceiro single do disco, a música se consagrou ao longo dos anos como um dos maiores hits da artista.

Tendo em vista a enorme aclamação por meio do álbum debut, Dangerously In Love, já imaginava-se que o seu sucessor também teria um grande impacto na discografia da cantora.

Assim, acometido pela balada da estrondosa Irreplaceable, Beyoncé fez, mais uma vez. história no mundo da música.

música irreplaceable de beyoncé
Foto por: Max Vadukul em 2006.

1. Topo dos charts

Em 2006, a terceira canção de trabalho do seu mais novo disco chegava às rádios e rapidamente já emplacava no topo da HOT 100. A faixa permaneceu no maior chart dos EUA por 10 semanas seguidas.

Na época, o single foi o mais bem sucedido da carreira solo de Beyoncé, com 3 milhões de cópias vendidas.

2. Composição de “Irreplaceable”, de Beyoncé

A faixa atemporal de Queen B foi composta por cantor Ne-Yo e pelos super-produtores noruegueses Stargate, tornando-se a canção de maior sucesso dos Estados Unidos.

Afinal, seu viciante verso “to the left, to the left“, acompanhando os movimentos dos dedos representados no clipe da canção, grudou na mente do público.

3. Prêmios e aclamação da faixa

Outra curiosidade sobre “Irreplaceable” é que ela foi eleita pela Rolling Stone como uma das 100 melhores músicas da década de 2000. Bem como levou para casa um Soul Train Music Award, um Kid’s Choice Award e uma nomeação a categoria de Canção do Ano no Grammy Awards.

beyoncé álbum irreplaceable
Foto: Divulgação

4. “Irreplaceable” quase foi country

Escrita por Ne-Yo e pelo duo Stargate, a bombástica faixa de Beyoncé teve seu primeiro destino para o gênero country, e não foi pensada inicialmente para a artista. Segundo Tor Hermansen, um dos integrantes do duo, a música soava tão diferente que jamais imaginou ser um hit.

Ninguém esperava que fosse o fenômeno que foi, surpreendeu a todos, Ultrapassou todas as fronteiras; foi do mix show da Hot 97, em Nova York, até estações country (devido a performance ao vivo em parceria ao grupo do gênero, Sugarland nos American Music Awards), e é uma música que todos os tipos de pessoas podem gostar.

Na verdade, no primeiro desenvolvimento da canção, pensou-se em uma execução masculina no vocal. Após isso, surgiu na mente do músico Ne-Yo as artistas Faith Hill e Shania Twain.

Entretanto, quando apresentada para Beyoncé, rapidamente a cantora gostou da música. De acordo com Hermansem,

Ela ouviu a música e fez seus próprios ajustes vocais, pediu para algumas mudanças serem feitas, algumas batidas diferentes, e ela cantou muito melhor que na demo.

Isto é, “Irreplaceable” soa como um rompimento amoroso e superável, no qual Beyoncé, por meio da letra da música e do clipe, ejeta seu parceiro infiel de sua vida. Diante o lançamento da canção, Bey contou ao MTV News:

Eu acho importante ter essas músicas. Tantas pessoas vieram chorando para mim e dizendo ‘Eu passei pelo meu primeiro rompimento. Se não fosse por essa música, eu não seria forte suficiente para aguentar. Eu não tinha ideia do quanto eu valia.’ Eu sou feliz por ser parte disso.

5. Versão em espanhol de “Irreplaceable”

Em 2007, o material obteve uma releitura totalmente em espanhol e adquiriu um remix por Rudy Pérez em Norteña, ritmo latino, todos presentes na edição Deluxe do B’day.

Afinal, “Irreplaceable” foi um ponto de virada na segunda era da texana, pois o disco que havia estreado em primeiro lugar com vendas de 541.000 de cópias, quase se viu saindo do TOP 20 em apenas 6 semanas de vendas. Porém, com o lançamento da canção, retornou ao TOP 10 três semanas depois.


O que você acha de “Irreplaceable”? A música marcou a sua vida? Conta para a gente no nosso Twitter!


Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!