23 de setembro de 2016 por Redação Tracklist.

Carisma com tom de simplicidade: assim podemos resumir o show da cantora Laura Pausini. Após duas apresentações lotadas na cidade de São Paulo na semana anterior, foi a vez da cidade maravilhosa receber a cantora Laura Pausini nesta última quarta (14) no Metropolitan, casa de shows da área nobre do Rio de Janeiro.

(Foto: Feliphe Marinho/Divulgação)

Embora fora de costume, o show marcado para às 21h teve um atraso de 40 minutos por problemas operacionais não comunicados. Mas nada que pudesse desanimar os fãs: assim que a italiana entrou no palco, os fãs foram a loucura! Eram altos painéis de LED com uma narração em português da cantora ao fundo.

Como já previsto pelos fãs, não houve mudanças graves na setlist. Porém, foram inúmeros medleys, acústicos e bastante interação com o público nos intervalos entre as canções. Totalizando 38 músicas no reportório da italiana.

Dentre os sucessos tocados pela artista, está “Lato Destro Del Cuore”, música que faz parte da trilha sonora da novela da Rede Globo Haja Coração.

Confira abaixo a setlist completa:

Simili
Enamorada
Strani Amori
Volvere Junto A Ti
Sono Solo Nuvole

Medley Acoustic
(It’s Not Goodbye, 200 Note, Seamisai)
Medley Venvenuto
(Con La Musica Alla Radio, Benvenuto, Io Canto, Per La Musica)
Medley Paola
(Celeste, È A Lei Che Devo L’amore)
Tra Te E Il Mare
Medley
(Quiero Decirte Que Te Amo, Incancellabile/Inolvidable, Las Cosas Que Vives, Il Nostro Amore Quotidiano, Sino A Ti)
Nella porta Acanto
Invece No

Medley
(Primavera In Anticipo, Gente, Un’emergenza, D’amore)
Medley Latino
(Tornero, Y Mi Banda Toca El Rock, Se Fue)
Vivimi

Medley
(Spaccacuore, Chiedilo El Cielo, Resta In Ascolto, Como Si No Nos Hubieramos Amado)
La Solitudine

Medley Dance
(Limpido, Suddender, Io Cero)
Lato Destro Del Cuore
Simili (reprise)

Embora as apresentações da Laura sejam marcadas por serem eventos com assentos numerados, os cariocas não mantinham o nervosismo e se levantavam de suas cadeiras toda vez que podiam durante os sucessos da cantora. Logo após, os seguranças tentavam manter a organização pedindo para que todos voltassem aos seus lugares.

(Foto: Feliphe Marinho/Divulgação)

Logo na terceira música do show, “Strani Amore”, alguns apaixonados pela Pausini correram próximo ao palco, aproveitando a oportunidade e entregando vários presentes para a morena. Laura, como sempre tão simpática, foi aos poucos recolhendo todos que podia. Dentre um dos agrados, havia um buquê de flores (rosas amarelas, suas preferidas).

A troca de figurino também foi intensa! Foram diversas vezes que Laura saiu do palco para trocar de roupa (5 no total!). Indo do verde à rosa, e do branco ao preto, cada roupa representava a troca de medleys e também uma fase que marcou sua vida.

(Foto: Feliphe Marinho/Divulgação)

Esbanjando simpatia, Pausini interagiu o tempo todo em nossa língua. Foram inúmeras piadas, e trocas de olhares com os brasileiros.

Sim, Laura parou o show diversas vezes para tirar ‘selfies’ com os fãs que se aproximavam da grade e pediam. Além de assumir ter sido carioca em outra vida e declarar que o Rio de Janeiro é sua cidade preferida no mundo, a italiana mostrou seu lado brasileiro mesmo ao usar gírias e bordões da internet: “brother”, “só que não”, “popozuda” e ainda “miga, sua louca”! Óbvio que depois dessa, o público não se conteve e morreu de rir com tanta simpatia da atração da noite.

(Foto: Feliphe Marinho/Divulgação)

Sua filhinha, Paola Carta (3), que acompanhou a mãe durante toda turnê, foi uma das homenageadas da noite. “Celeste” conta sobre um momento da vida em que Laura estava triste por haver perdido suas esperanças de ser mãe, porém, em um sonho, isso se tornou real. Foi então que ela disse que era mais que uma honra tocar essa música hoje para sua filha (que corria no meio da plateia) na sua cidade favorita do mundo.

Também homenageando a pequena Paola, foi cantada “È A Lei Che Devo L’amore” (é a ela que devo o amor). Música inicialmente composta pelo cantor Biagio Antonacci e adaptada por Laura para dedicá-la especialmente à sua filha.

Já em português, a italiana prestigiou grandes nomes ao cantar “Tristeza” e “Inesquecível”, clássicas da música brasileira.

Com bastante emoção, outra homenageada da noite foi a apresentadora brasileira Hebe Camargo, dita por Pausini como sua “mãe brasileira”.

A turnê Simili, traduzida como Similares, tem como fundamento a igualdade no amor. E isso foi bastante representado ao longo do show. Na canção “”Il Nostro Amore Quotidiano”, passavam casais de todos os tipos no telão: lésbico, gay e hétero. E ainda prezando pelo amor, Laura pediu para que um casal homossexual de fãs sentado na primeira fileira segurasse suas mãos para celebrar o amor.

final9

(Foto: Feliphe Marinho/Divulgação)

Já encerrando o show, os fãs são convidados para ficarem em pé próximo a grade para ficarem os últimos minutos mais próximos da italiana. E foi então que Laura chama uma fã ao palco para cantar “La Solitudine”, música que marcou sua carreira.

Sua passagem pelo Brasil foi incrível e memorável para todos aqueles que estiveram presentes em seus shows. Segundo fãs, essa é sem dúvida a melhor turnê da cantora.
Com um show de aproximadamente 2 horas de duração, Laura Pausini agitou a galera com seus sucessos e fechou com chave de ouro! Ou melhor, com uma chuva de papéis em formato de trevo de quatro folhas (símbolo de seu álbum Simili). Nos deixando com um gostinho de quero mais e na esperança de que volte em breve. Afinal, não há quem não se apaixone por Laura Pausini.

final2

(Foto: Feliphe Marinho/Divulgação)

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.