in , ,

5 coisas para saber sobre “House of the Dragon”, o spin-off de “Game of Thrones”

A série acompanha a guerra civil dos Targaryen e estreia no dia 21 de agosto na HBO Max

house of the dragons
Foto: Divulgação/HBO

Mais de três anos após o fim de “Game of Thrones”, os fãs finalmente terão o que celebrar. Depois de um desfecho polêmico para a série e rodeado por controvérsias entre o público, o universo de Westeros volta para a televisão em agosto com uma nova história, novos personagens e um novo clima com “House of the Dragon”.

A primeira obra derivada de “Game of Thrones” estreia no dia 21 de agosto na HBO Max cercada por grandes expectativas. Com a oportunidade de retornar a Westeros, os fãs esperam reviver os melhores momentos da série com o spin-off e acompanhar uma das grandes tramas do universo de “As Crônicas de Gelo e Fogo”.

Para se preparar para o lançamento da série, o Tracklist listou alguns pontos que você precisa ter em mente para assistir a “House of the Dragon”, uma das séries mais aguardadas do ano e que promete ser uma das grandes produções de 2022.

Leia também: Spin-off de “Game of Thrones” sobre Jon Snow é confirmado; saiba mais

5 coisas para saber sobre “House of the Dragon”

1) Qual é a história de “House of the Dragon”?

“House of the Dragon” se passa aproximadamente 300 anos antes de “Game of Thrones”, e será focada na guerra civil dos Targaryen durante a sua dinastia em Westeros. A série acompanha a luta pelo poder poder dentro da família após a morte do rei Viserys I, dividindo-os entre os que apoiam sua filha, Rhaenyra, para assumir o Trono de Ferro, e quem a reprova.

Apesar de ser a primeira na linha de sucessão ao trono e a preferida pelo próprio Viserys, Rhaenyra sofre grande resistência entre os Targaryen por ser mulher. Entre outros nomes envolvidos na discussão, estão o de Daemon Targaryen, irmão de Viserys, e o de Aegon Targaryen, seu filho mais novo com sua segunda esposa, Alicent Hightower. Com o trono vazio, o conflito se estende à uma grande guerra civil, que ficou conhecida como a Dança dos Dragões.

O roteiro tem como base o livro “Fogo & Sangue”, escrito por George R. R. Martin e lançado em 2018. Antes de publicar a obra, o autor já havia apresentado um esboço da história a HBO anos antes, explicando quais seriam suas ideias para um eventual spin-off de “Game of Thrones” no futuro, percorrendo a ascensão e a queda dos Targaryen. O escritor também é creditado como o co-criador da série, ou seja, grande parte de suas ideias certamente foram determinantes na produção, desde a aprovação dos textos até a escalação dos atores.

Além da luta de sucessão ao Trono de Ferro, espera-se que a série também acompanhe o reinado dos Targaryen em Westeros, algo muito pouco explorado em “Game of Thrones”, no qual a única conexão com a sua história parte de Daenerys. “House of the Dragon” será a primeira oportunidade que teremos de ver a casa em seu auge, na era de ouro dos dragões e com importantes personagens da saga.

Viserys, Rhaenyra e Daemon Targaryen (Foto: Entertainment Weekly)

2) Quem são os principais personagens?

Como a série se concentra na luta de sucessão ao Trono de Ferro, os principais personagens de “House of the Dragon” serão não só os herdeiros em potencial, mas também as peças do jogo político de Westeros. Tal como em “Game of Thrones”, a trama deve acompanhar vários enredos relacionados entre si ao mesmo tempo, principalmente levando em conta a complexidade da história.

O elenco é formado por nomes como Emma D’Arcy (“Truth Seekers” e “Wanderlust”), Matt Smith (“Doctor Who”), Paddy Considine (“Journeyman”), Olivia Cooke (“Jogador Nº 1” e “Bates Motel”), entre outros.

  • O rei Viserys I, interpretado por Paddy Considine, está no Trono de Ferro há duas décadas, e procura dar continuidade ao legado de seu avô, Jaehaerys. Respeitado por toda Westeros, o reinado de Viserys marcou a época mais poderosa da dinastia Targaryen na história, e era visto com bons olhos por grande parte da população. Entretanto, o rei morre durante um cochilo, provocando uma enorme crise na família para definir quem o sucederia.
  • Rhaenyra Targaryen, interpretada por Emma D’Arcy, será um dos maiores focos da trama, e uma das principais candidatas ao trono. De “sangue valiriano puro”, a princesa passou sua vida assistindo a seu pai governar e monta um dos dragões dos Targaryen, Syrax. Porém, após a morte de Viserys, a sucessão de Rhaenyra não está garantida em meio a conflitos políticos e de interesse dentro da família — e, principalmente, pela rejeição à ideia de uma mulher assumir o Trono de Ferro, apesar de ter sido treinada pelo próprio Viserys e escolhida por ele para sucedê-lo.
  • O príncipe Daemon Targaryen, vivido por Matt Smith, é o irmão mais novo de Viserys e tio de Rhaenrya e passa a ser considerado por muitos o provável sucessor ao Trono de Ferro, uma vez que foi decretado pelos próprios Targaryen no passado que uma mulher não poderia governar Westeros. Porém, a sucessão de Daemon sofre rejeição por parte de Otto Hightower, que defende que somente os filhos do rei poderiam assumir o trono.
Rhaenyra Targaryen e Alicent Hightower em “House of the Dragons” (Foto: Ollie Upton/HBO)
  • Otto Hightower, interpretado por Rhys Ifans, era a Mão do Rei de Viserys, atuando como o seu braço direito durante todo o seu reinado. Uma importante voz na política de Westeros, Otto vive uma rivalidade pessoal com Daemon, posicionando-se contra sua reinvindicação ao trono e convencendo-o a apoiar Rhaenyra como a sucessora. Contudo, Otto muda de ideia ao ouvir os planos de sua filha, Alicent, sobre quem deve se tornar o rei e passa a defendê-la.
  • Alicent Hightower, vivida por Olivia Cooke, também tem outros planos para a sucessão do Trono de Ferro. A segunda esposa de Viserys, a madrasta de Rhaenyra e rainha de Westeros pretende nomear o jovem príncipe Aegon Targaryen, um de seus filhos com o rei, ao trono. Entretanto, a ideia sofre resistência por parte do próprio Viserys, que pretende honrar a tradição e nomear sua filha mais velha, Rhaenyra, apesar de ter tido o filho homem que a família sempre esperou para ser seu sucessor.
  • Corlys Velaryon, interpretado por Steve Toussaint, é o senhor da casa Velaryon, que divide a linhagem do sangue valiriano com os Targaryen. Conhecido como a “Serpente do Mar” por ser um dos marinheiros mais temidos de Westeros, Corlys é casado com Rhaenys Targaryen e tem uma forte relação com sua família, tornando-o uma peça importante no jogo político de Westeros.
  • A princesa Rhaenys Targaryen, vivida por Eve Best, é prima de Viserys e foi preterida por duas vezes ao Trono de Ferro por ser mulher, apesar de ter uma reinvindicação melhor em ambas as votações — na última oportunidade, sendo vencida pelo próprio Viserys. Rhaenys passou a ser chamada pelos plebeus como “A Rainha Que Nunca Foi”, e teme que Rhaenyra possa vir a ter um destino semelhante ao seu.

3) Quem está por trás da produção de “House of the Dragon”?

Um dos maiores primores de “Game of Thrones” e um dos grandes motivos por trás de seu sucesso estava na equipe responsável por sua produção — não à toa, a obra se tornou referência para outras séries em diversos fatores, desde o roteiro e seu desenvolvimento até a sua gravação, que alcançou um nível cinematográfico ao longo dos anos.

Boa parte da equipe também trabalhou na primeira temporada de “House of the Dragon”, o que significa que o spin-off seguirá a excelência técnica. Os showrunners da série vão ser Ryan Condol e Miguel Sapochnik, conhecido por ter dirigido alguns dos principais episódios de “Game of Thrones”. Entre outros diretores já confirmados, estão Geeta Patel, Greg Yaitanes e Clare Kilner, além do próprio Sapochnik.

O roteiro da série também conta com nomes familiares para os fãs de “Game of Thrones”, como Ti Mikkel, que assinou alguns episódios da série. Autores como Claire Kiechel, Wes Tooke, Sara Lee Hess e Charmaine DeGraté também estão creditados em “House Of The Dragon”, além de Condal. Vale ressaltar que David Benioff e D. B. Weiss, os antigos escritores de “Game of Thrones”, não participaram do projeto.

Daemon Targaryen em “House of the Dragon” (Foto: Ollie Upton/HBO)

4) Quantos episódios terá a série? Onde consigo vê-la?

Ao todo, “House of the Dragon” tem apenas uma temporada de dez episódios confirmada até aqui, cada um com a duração média de uma hora. A série será exibida todos os domingos à noite na HBO, e os episódios serão disponibilizados ao mesmo tempo no HBO Max, serviço de streaming do canal, com início no dia 21 de agosto e fim no dia 23 de outubro.

Ainda não se sabe se a série será renovada para mais temporadas no futuro, mas é provável que a decisão dependa do sucesso comercial de seu primeiro ano. Além disso, o roteiro também será determinante, já que ainda não sabemos se a primeira temporada irá adaptar os eventos de “Fogo & Sangue” na íntegra ou apenas uma parte deles, abrindo assim o caminho para uma sequência.

5) Preciso ler ou ver algo antes de assistir “House of the Dragon”?

Por se passar 300 anos antes de “Game of Thrones”, não é preciso assistir à série para entender a história de “House of the Dragon”. Entretanto, pode ser um bom começo para quem é novo nas produções de “As Crônicas de Gelo e Fogo” e quer se habituar com o universo de Westeros.

Caso você queira conhecer a história da série antes de vê-la, você pode ler “Fogo & Sangue”, livro no qual o enredo foi inspirado. Além dele, George R. R. Martin também já declarou que outras de suas obras, como “O Príncipe de Westeros e Outras Histórias” e “Mulheres Perigosas”, também contam histórias da época em que se passa “House of the Dragon”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

    Loading…

    0