2 de janeiro de 2020 por Fernando Marques.

por Fernando Marques e Gabriel Haguiô

Mais uma quinta-feira e mais um especial do Lolla aqui no Tracklist. Dessa vez, os artistas são: MC Tha, Boombox Cartel, Wallows, Jetlag, Two Feet e Masego. Sem mais delongas, vamos lá.

WALLOWS

Obcecados por música e melhores amigos desde os 11 anos, Braeden Lemasters, Cole Preston e Dylan Minnette formam o Wallows. Um deles, Dylan, é uma face que pode não ser estranha a você, uma vez que ele é ator e já esteve em grandes produções de Hollywood. Mas estamos aqui para falar de música, e do conjunto da obra, que conta com Braeden e Cole. 

O trio é um sucesso há pouco mais de dois anos, conquistando cada vez mais espaço no mundo da música. Com uma pegada indie retrô, o Wallows é uma das nossas apostas para os próximos anos. Inclusive, como parte do nosso primeiro post especial sobre o festival, com 7 artistas que você não pode perder no Lolla 2020. 

TWO FEET

Bill Dess. Two Feet. Multi-instrumentista que teremos a honra de ver ao vivo no palco do Lolla Brasil. Se você nunca escutou, damos a garantia de que irá gostar. “Go Fuck Yourself” e “I Feel Like I’m Drowning” são seus maiores hits, e a chance de você já ter escutado uma dessas duas músicas é altíssima. 

Bill é um dos poucos artistas que escreve, produz, canta e performa todas as suas músicas sozinho. As gravações são feitas em um estúdio em sua casa e tem uma pegada mais crua. Os críticos classificam sua música como hipnotizante, sensual e pesada, no sentido de carga emocional.

Bill, que superou sérios problemas relacionados a saúde mental, é um dos grandes artistas que farão um espetáculo à parte no palco do Lolla. Se você é daqueles que gosta daqueles shows mais íntimos e excepcionais, Two Feet é a pedida da vez.

MASEGO

Aqui temos um artista que não vemos todo dia. Cantor, Comediante, Rapper, Saxofonista e DJ. Não é pra qualquer um, temos que concordar. O mais interessante é que Masego faz tudo com maestria. Aquela história de que quando se faz muito, algo fica mal feito, é puro papo furado nesse caso. 

Masego passou boa parte da sua vida se mudando por conta do trabalho de seu pai. Hoje, já é um nome muito conhecido em Los Angeles, onde conheceu suas maiores inspirações, como Kendrick Lamar, Tyler, The Creator e Childish Gambino. Seu maior hit é Tadow, que conta com mais de 100 milhões apenas no Spotify. Com toques de Jazz, a canção é uma bela peça de arte.

MC THA

MC Tha é um dos mais claros exemplos da miscigenação musical brasileira. A cantora de 26 anos deixou a Cidade Tiradentes, um dos bairros mais pobres de São Paulo, para conquistar territórios pouco desbravados na indústria ao mesclar o ritmo marcante das periferias com temáticas oriundas da umbanda, dando origem a uma nova vertente dentro do funk nacional que conquista cada vez mais adeptos.

Thais da Silva mantém relações próximas com a música desde cedo, quando passou a frequentar os primeiros bailes funk na capital paulista ainda na adolescência. Entre diversos projetos avulsos e shows improvisados, a MC se consolidou aos poucos como uma das mais promissoras artistas femininas do gênero, ganhando destaque imediato ao abordar a religião e a ancestralidade de forma inédita e inovadora. A fusão de ambos os mundos marca a direção de seu álbum de estreia, “Rito de Passá”, que atraiu a visibilidade do cenário e a lançou como uma das grandes revelações nacionais.

Conhecida por parcerias com Jaloo e Emicida, MC Tha receberá todos os holofotes para si durante o evento, que coroa a ascensão de sua carreira e ressalta a chegada do funk aos grandes festivais. Unindo os bailes aos terreiros, a paulistana promete celebrar a mistura de culturas e estilos que é marca registrada de nossa música e do Lollapalooza brasileiro. Abram-se os caminhos.

BOOMBOX CARTEL

Se você gosta de Skrillex, Yellow Claw, ou qualquer um dos grandes nomes da bass music mundial, a última coisa que você pode fazer no Lollapalooza 2020 é perder o show do Boombox Cartel. Formado por Americo Garcia, podemos dizer que é a bass music com influência latina que você precisava em sua vida.

Se na edição de 2019 tivemos o GTA – que agora se chama Good Times Ahead – a bass music está muito bem representada por Boombox Cartel. O mexicano, que coloca suas raízes em suas produções, está em constante turnê desde 2017. Fazendo shows nos maiores festivais do mundo, como Lollapalooza, EDC, Electric Zoo, entre outros.

JETLAG

Formado pelos brasileiros Paulo e Thiago, o duo Jetlag é um dos representantes brasileiros no palco Perry. Formado em 2012, o primeiro grande sucesso veio apenas em 2016, com Oração. A canção foi a primeira da dupla a ser lançada em português, e o resultado foi quase que imediato.

Já em 2017, a dupla foi responsável por remixarem o hit de Ana Vilela, Trem-Bala. A canção viralizou nas redes sociais e foi uma das mais tocadas naquele ano em todas as plataformas de Streaming e nos grandes festivais do Brasil, no que se trata de música eletrônica.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.