6 motivos para ver Kylie Minogue no festival GRLS! mesmo não sendo fã

Por: Tarcisio Boquady

Perto de completar 35 anos de carreira musical, a diva australiana Kylie Minogue foi a primeira atração confirmada para o festival GRLS! – que acontece no fim de semana do Dia Internacional da Mulher, 7 e 8 de março de 2020, em São Paulo.

Kylie alcançou o número 1 no Reino Unido e Australia em 1987 com o single “Locomotion”. Em 2002, lançou seu single mais estourado mundialmente “Can’t Get You Out Of My Head” e em 2019 bateu recorde realizando o show que teve maior audiência na história do Glastonbury Festival. Comemorando seus 50 anos de idade, Kylie lançou o álbum de inéditas Golden, que simplesmente foi o vinil e o K7 mais vendido do Reino Unido em 2018, e ano passado lançou a coletânea “Step Back in Time” que elevou de maneira astronômica o número de ouvintes nas plataformas de streaming. 

A vinda de Kylie ao Brasil num momento tão aquecido e celebrativo de sua carreira é a oportunidade perfeita para conhecer ou reconhecer a dona de clássicos e hits que embalaram muito as pistas de dança nos últimos anos. Kylie sempre teve muita precisão e criatividade, sendo uma das grandes responsáveis pela inserção da música eletrônica na música pop, influenciando cantoras como Madonna, Beyoncé, Britney Spears, Ariana Grande e até Ivete Sangalo. Mesmo que você não seja fã da cantora, vamos listar 6 motivos para ir ao show dessa deusa do pop sem nenhuma culpa.  

1 – Can’t Get You Out Of My Head 

Em 2002, Kylie Minogue lançou o grande hit icônico e atemporal unanimemente reconhecido pelo LA LA LA. Foi uma explosão em sua carreira que impulsionou a profusão da sua imagem para todo o mundo. Kylie até então só era de fato famosa na Europa e Oceania. O trabalho retro futurista, minimalista, tanto da música quanto do clipe com a icônica coreografia, marcou o início do novo milênio num momento em que o pop começava a flertar com a música eletrônica e invadir as pistas de dança dos clubes do mundo inteiro. Foi literalmente uma febre. Além desse hino, o álbum “Fever” trouxe outros hits clássicos como “Come Into My World”, que ganhou um Grammy por melhor gravação Dance, “Love at First Sight” e “In Your Eyes”. Kylie Minogue fez história e emplacou uma das 20 músicas mais tocadas do milênio.  

2 – Música Eletrônica 

Kylie Minogue sempre buscou grandes produtores para suas gravações e apresentou remixes oficiais de DJs consagrados, alavancando a carreira de alguns como Calvin Harris e Nervo. Na lista entram Chemical BrothersDeadMau5CerroneSebastian IngrossoFischerspoonerVanilla AceMSTRKRFTTowa Tei , Riton, entre outros. Realizou o álbum “Aphrodite” com Stuart Price, produtor de “Confessions On a Dance Floor” da Madonna e dois EPs com Fernando Garibay, produtor de vários sucessos da Lady Gaga. 

3 – Madonna é fã declarada de Kylie Minogue  

Quando Madonna apareceu vestindo uma camisa escrita “Kylie Minogue” para a performance de “Music” no EMA 2000, o mundo começou a prestar atenção em Kylie e foi um belo gesto de Madonna para dizer que apoia outras mulheres da indústria musical, assumindo assim sua até então enrustida admiração por Kylie. E isso foi antes do lançamento de “Can’t Get You Out Of My Head”, ou seja, Madonna fez uma previsão bombástica para a década que se iniciava.  

Madonna chegou a enviar uma carta de apoio quando Kylie enfrentou o câncer de mama. Recuperada e de volta aos palcos em 2006, Kylie cantou um trecho de “Vogue” como agradecimento na tour pós-câncer “Showgirl Homecoming” e ainda gravou “Alone Again” uma música escrita por Madonna para o documentário “White Diamond”, que mostra os bastidores dessa tour.  

4 – Cinema e Televisão 

A carreira de Kylie Minogue começou como atriz na TV australiana e o sucesso veio quando interpretou Charlene na novela Neighbours nos anos 80, que fez muito sucesso também no Reino Unido.  Apesar do seu principal foco ser a música, Kylie atuou e ainda atua em diversas produções televisivas e cinematográficas. Destacamos alguns papéis como a Cammy em “Street Fighter”, a Fada Verde em “Moulin Rouge”, Kaye Hall em “Swinging Safari”, de Stephan Elliott, o mesmo diretor de “Priscila: A Rainha do Deserto”; passando por um episódio especial da série “Dr. Who“, chegando a ir ao festival de Cannes com o filme “Holy Motors”, dirigido por Leos Carax.  

5 – Moda  

Desde o início de sua carreira, Kylie sempre teve uma preocupação com moda tanto que um de seus diretores criativos, seu melhor amigo, era stylist de moda, William Baker e sempre realizava ensaios e editoriais com a Kylie. Nomes como Jean Paul GaultierDolce & GabannaJohn Galliano já assinaram figurinos de suas turnês. O livro “Kylie Fashion” foi lançado justamente para detalhar a infinidades de encontros fashion que Kylie já teve. Sem dúvidas, Kylie Minogue também é um ícone da moda. 

6 – Feats. e parcerias  

Kylie de fato é uma pessoa que sabe circular. Já gravou com o pai do italo disco Giorgio Moroder, já cantou com Bono Vox do U2, gravou com ColdplayLaura PausiniIggy PopChryssie Hynde (do The Pretenders), Petshop BoysRobbie WilliamsGente de ZonaHenrique IglesiasTove Lo, entre outros. Namorou o Michael Hutchence do INXS (que escreveu “Suicide Blonde” inspirado nela), é uma das melhores amigas do Jake Shears do Scissor Sisters e já cantou com Paul MacCartney, Justin Timberlake e Ricky Martin em programas de TV. Porém, o encontro musical de Kylie que mais surpreendeu o público e acabou se tornando um dos feats. mais marcantes do mundo pop foi com Nick Cave and The BadSeeds em “Where the Wild Roses Grow”. Na época, era inimaginável pensar a princesa do pop andando com um cara cult e experimental. 

EXTRA – Kylie ama o Brasil.  

Uma das primeiras cantoras pops internacionais a gravar clipe em terras brasileiras, nos início dos anos 90, além disso, Kylie declarou abertamente que o show que realizou em 2008 em São Paulo foi um dos emocionantes de sua carreira.  


Sendo ou não fã da Kylie, é notável seu brilho e resistência dentro dessa indústria por mais de 30 anos. A participação dela vem a somar muito num festival que discute a atuação da mulher na música, pois certamente Kylie possui uma grande bagagem por, no decorrer dos anos, ter enfrentado e superado muitas questões e subjugamentos. Ela se tornou esse ícone forte e respeitado, sem abdicar da feminilidade que tanto embala suas performances, acumulando prêmios e momentos épicos. Hoje, o mundo percebe que Kylie fez história na música. Então, essa é uma oportunidade única para conferir a força e potência dessa mulher de apenas 1,52 metros que conquistou o mundo e é cada vez mais reconhecida como uma grande realizadora dentro desse mercado tão competitivo.  

Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.