O Tracklist entrevistou na tarde de ontem (10), por chamada de vídeo, a cantora argentina Tini. Ao lado de seu público fiel que a acompanha desde o início da carreira, Martina Stoessel foi inserida no mundo das telinhas desde muito cedo, quando estrelou na novela “Violetta“, produção original do Disney Channel.

Desde então, aos seus 23 anos, a atriz, cantora e compositora comprova que veio para ficar. São mais de 24 milhões de seguidores por suas redes sociais e 3 bilhões de streams em diversas faixas.

No bate-papo, Tini falou sobre a sua nova música, “Bésame (I Need You)”, o documentário da turnê “Quiero Volver Tour” e até mesmo sobre Anitta e Pabllo Vittar! Saiba mais a seguir.

Entrevista com Tini Stoessel

Boa noite Tini, como você está?

Muito bem, e você? Muito obrigada pelo seu tempo.

Nós que te agradecemos. Vamos falar da sua última vez que esteve por aqui em nosso país, que já faz quase 2 anos, né?

Sim, quase isso mesmo.

Então, daquela vez você veio numa visita promocional, mas infelizmente não deu pra passar por aqui com a turnê “Quiero Volver” (quero voltar, em português). Então, queríamos saber de você, Tini – você quer voltar ao Brasil? (risos)

A verdade é que para mim seria um sonho. Sempre venho sempre falando durante esse tempo nas entrevistas do amor que vocês me passam pelas redes sociais, e também têm os que viajam do Brasil só para me ver nos shows da Argentina…

Sim, é tão lindo! Amamos ver essa energia.

E se isso te alegra tanto, imagina para mim. Porque às vezes não cabe a gente (escolher datas e locais) e não podemos ir a certos lugares, mas a verdade é que para mim seria um sonho. Mesmo que fosse só para divulgar a minha música, mas me encantaria poder voltar a me encontrar com todos os fãs daí.

No mês passado, foi lançada no Youtube a primeira parte do documentário da sua turnê “Quiero Volver Tour”, que passou por toda América Latina. Como foi esse processo de gravação dos seus shows? Foi uma grande realização de um sonho para você, né?

Foi lindo demais tudo que se viveu com a Quiero Volver Tour. Eu juro pra você! Cada noite antes de dormir eu assistia aos vídeos e ficava muito emocionada. Porque tudo o que passamos, não só eu mas também a minha equipe, fizemos com tanta inocência e sem esperar pelo que aconteceria. Por isso resolvemos a compartilhar tudo nesse documentário, com o material que gravamos nesse momento, e também como uma forma de poder agradecer o que se viveu e agora falta… acredito que nesse fim de semana, vamos lançar a segunda parte do documentário, com tudo que aconteceu na Europa e o que significou pra gente.

Estamos passando por um momento muito difícil para a saúde mundial com o COVID-19 e infelizmente todos estamos sendo afetados por isso. Como todo esse processo da quarentena afetou sua carreira e seus lançamentos? Vimos que algumas datas da sua turnê pela Europa foram canceladas e alguns planos mudaram.

Eu creio que ninguém esperava que isso ia acontecer e todos os planos que tínhamos seriam cancelados de um dia para o outro. Aqui na Argentina seguimos em quarentena. Não sei no Brasil se seguem assim também ou como estão as coisas por aí, mas já faz um tempo que tentamos melhorar as coisas dentro das circunstâncias, né?
Mas sim, tinha até pensado em gravar uma série, voltar a atuar… passei quase três meses na Colombia assinando contratos, e também tinha que encerrar a Quiero Volver Tour por aqui na Argentina, pensar num novo álbum, e acabou que um monte de coisas acabou se atrasando. Aliás, ainda estamos vendo o que vai acontecer com a série. Mas sim, também emocionalmente tenho sentido uma angústia muito grande com tudo que tá passando pelo mundo e tendo que ficar em casa. Tenho meus dias e semanas que me sinto melhor que outras, de verdade, mas feliz porque pelo menos tenho a companhia aqui do meu pai, meu irmão… todas as pessoas que amo. E claro, também gravando música, terminando várias ideias, e óbvio que sendo o mais produtiva que posso mesmo em casa.

Entendo perfeitamente. É um tempo para se reconectar com o que já não fazíamos há um tempo, né? Sempre estamos tão ocupados fazendo outras coisas mas agora temos mais tempo livre para se conectar com os fãs, com a família…

Sim! E também é um tempo para se reconectar consigo próprio. E também para se encontrar com coisas e pensamentos que se vai entendendo aos poucos… conhecendo sua própria personalidade. Eu mesma me conheci bastante nesse tempo, sinto que cresci bastante como pessoa mesmo com o quão angustiante tudo isso possa ser. Temos que sempre ver pelo lado positivo e tomara que todos possamos virar pessoas melhores depois de viver tudo isso em casa e vermos o que está passando mundo a fora.

Na semana passada foi lançada sua nova música Bésame (I Need You) com o DJ R3HAB e a banda mexicana Reik, dois artistas de nacionalidades e estilos diferentes. O que acha dessas colaborações com artistas de outros países? Você pensa em colaborar com algum brasileiro?

Venho falado bastante nessas entrevistas na possibilidade que me encantaria fazer algo com a Pabllo Vittar ou com a Anitta. São artistas muito grandes também aqui na Argentina e seria incrível. Tomara que role a oportunidade de colaborar com um artista brasileiro e gravarmos uma música juntos, seria lindo demais. Sempre gostei bastante de colaborações com outros artistas, mulheres ou homens, de diferentes países e lugares e me encanta imaginar essa oportunidade de fazermos o que mais amamos fazer juntos. Então sim, seria bem interessante.

Tini, perguntamos em nosso Twitter e recebemos mais de mil perguntas dos seus fãs. Tinistas de todo mundo ficaram loucos para saber sobre uma possível colaboração com a Pabllo! Vocês começaram a se seguir pelo Instagram também, não foi?

Sim! Começamos a nos seguir recentemente, mas sempre gostei muito de seu trabalho. Eu a conheci quando gravou uma música com uma artista argentina chamada Lali e então pensei “que irado”! Porque como eu te disse, eu amo essas colaborações que só geram mais música boa na indústria.

Também tive a oportunidade de conhecer a Anitta no ano passado, com Sebastián Yatra e Fito Páez… cantamos juntas e fiquei encantada em poder ter esse tempinho ao lado dela. Hoje também me encantaria a possibilidade de em algum momento conhecer artistas de diferentes países. Mas bem, ainda sobre a Pabllo – ela é um amor comigo e sim, eu também ia amar essa nossa colaboração.

Vamos lá! Não temos muito tempo então vamos para a última pergunta, de uma fã do Twitter. Qual é o país que você ainda não se apresentou, ou que já faz tempo que não foi lá, e amaria voltar em breve?

Bem, eu amaria voltar ao Brasil. Porque fui aí com minha primeira tour há um tempo, mas agora que eu realmente to entrando no mundo da música e ainda não tive essa oportunidade. E eu amaria voltar aí porque é um dos países que mais sinto falta e também porque quando fui, eu ainda era muito novinha. Vocês têm uma maneira muito única de mostrar seu amor pelas coisas.

Ai, me desculpa. Consegue me ouvir? Minha avó acabou de me mandar uma mensagem aqui e travou tudo. (risos)

Sim, consigo te ouvir sem problemas. Muito obrigado pelo seu carinho de sempre Tini! Estamos torcendo para que tudo se melhore e que possamos te ver aqui muito em breve. Foi um prazer!

Um grande beijo, Tracklist. Foi um prazer. Muito obrigada!

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.