É inevitável dizer que, a cada dia que passa, a cantora Pabllo Vittar ganha cada vez mais espaço na mídia. Dona de hits como “Open Bar”, “Todo Dia”, “Nega” e “K.O”, seu novo trabalho, a drag queen é admirada pela sua irreverência e conquista fãs de todas as esferas.

Neste ano, Pabllo lançou seu primeiro álbum, intitulado “Vai Passar Mal”. Com apenas 10 faixas, a cantora já lançou três clipes e pretende lançar ainda mais dois.

O Tracklist bateu um papo exclusivo com a drag. Entre sete perguntas, conversamos sobre a parceria com Anitta e Lia Clark e sobre seus próximos clipes. Leia a seguir:

Foto: Rodrigo Magalhães

Tracklist: Pabllo, você é um ícone no mundo LGBT. Várias pessoas gostam do seu estilo, música e personalidade. Recentemente, você fez um show na Casa 1, em São Paulo. Este espaço abriga LGBTs expulsos pelas famílias e oferecem todo tipo de assistência para que os jovens alcancem sua independência. O que você acha sobre este trabalho? Qual recado você daria para os jovens que querem se assumir para a família, mas têm medo?
Pabllo:
Conheci o projeto da Casa1 um pouco antes dele tomar forma. No dia em que fiz um pocket show pros moradores de lá, foi também o dia em que pude conhecer o lugar e o Iran (Giusti), cabeça e coração por trás desse projeto maravilhoso. Hoje temos muitos LGBTs expulsos de casa e não têm pra onde ir, então a Casa1 os recebe com todo amor do mundo. É muito ruim você ter que esconder quem você realmente é. Eu tive uma família excepcional, mas sei que muitos não têm esse suporte. Então, o que eu posso dizer aqui é: seja você, lute pelo seu espaço e preze pela sua segurança sempre.

O carnaval de 2017 foi um sucesso para você. “Todo Dia” não saia da boca das pessoas e diversas personalidades do mundo da música cantaram seu hit. Fora isso, você participou do trio elétrico da Anitta e da Daniela Mercury. Como foram todas essas experiências para você?
Até hoje, com certeza, foi a melhor experiência que tive na minha vida! Cantar com dois ídolos meus, estar presente no carnaval de Salvador, do Rio e de São Paulo e ainda escutar uma música minha sendo cantada por todo mundo é surreal.

Recentemente, você bateu o recorde como a drag queen mais vista no Youtube, ganhando até mesmo da RuPaul. Qual foi sua reação ao ver que todos seus clipes são bem vistos mundialmente? Você imaginava algum dia atingir esta meta?
É muito bom ver seu trabalho ser reconhecido dessa maneira! Mas temos que pensar certo, né? RuPaul é a dona do mundo e eu ainda estou muito longe de conquistar o que ela conquistou, mas estou caminhando e buscando meu espaço todo dia.

Foto: Marlon Brambilla

O Diplo confirmou o feat entre ele, você a Anitta. Pode adiantar alguma coisa para gente?
Que tá confirmado, gente! (risos)

A Lia Clark lançou um remix da música “TOME CUrtindo” com sua participação. Vocês pensaram em alguma possibilidade de lançar um clipe?
Menino, é uma música da Lia, né? Vamos botar pressão pra ter um clipe? Eu quero muito!

O álbum “Vai Passar Mal” ainda não está disponível nas lojas e os fãs estão loucos para adquiri-lo. Tem alguma previsão de quando chegar nas lojas ou não terá venda física?
Ainda não (temos previsão)!

Depois do sucesso dos clipes “Todo Dia”e “K.O”, você pretende lançar mais um clipe ainda este ano? Pode nos contar qual será a música?
Sim! Esse ano tem ainda o clipe de “Corpo Sensual” e “Ele é o Tal”.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.