1 de junho de 2017 por Leonardo Martins.

Ela começou subindo nos palcos da Furacão 2000 há 6 anos atrás. Em 2011, a Mc Anitta nem imaginava que se tornaria Anitta, a segunda brasileira a performar em um programa de TV americano. Se isso já não basta, imagine que em 2013 a Larissinha queria ser cantora, apresentadora, queria ser artista – foi o que disse para um vídeo gravado pela Riachuelo.

Ainda na Furacão 2000, a conhecida como Mc Anitta cantava pelos bailes do Rio de Janeiro e já mostrava todo rebolado que conhecemos hoje. A canção mais conhecida da época era “Fica só olhando”. Além disso, já tinha coreografias marcantes nas canções com alguns dançarinos que estão com ela até hoje.

Com “Meiga e Abusada”, deixou o título de “Mc” de lado

Linda e perfumada, Anitta chegou chegando quando lançou “Meiga e Abusada” em 2012. Em seu primeiro videoclipe, a cantora já demonstrava as cores vivas e um pouco das grandiosas produções de seus clipes atuais. Hoje o videoclipe já possui quase 85 milhões de visualizações no Youtube e a canção ainda é lembrada por muitos como a pioneira da era “Anitta”.

A era “Meiga e Abusada” se consolidou com o lançamento de “Show das Poderosas”, canção que estourou nas rádios brasileiras. Na época, Anitta foi quem dominou o topo do iTunes Brasil durante o ano de 2013 inteiro e levou para a casa o prêmio de artista do ano.

O ritmo realmente foi perfeito e Anitta hitou na estreia de “Ritmo Perfeito”

Com seu segundo álbum de estúdio, “Ritmo Perfeito”, Anitta atingiu 45 mil cópias nas primeiras semanas. Acompanhando o disco, o álbum ao vivo, “Meu Lugar”, debutou em #1 no iTunes na primeira semana. O show foi gravado no Rio de Janeiro em uma arena com 10 mil pessoas. “Meu Lugar” deu à Anitta o disco de platina com mais de 100 mil cópias vendidas.

A era do “Ritmo Perfeito” trouxe singles como “Na Batida”, a parceria com Projota em “Cobertor”, “No Meu Talento” com Mc Guimê e alguns outros hits. Anitta levou o disco de ouro para casa pelas mais de 50 mil cópias vendidas do álbum.

O tiro foi certo ao lançar “Bang”

O outubro de 2015 recebeu o álbum “Bang”, terceiro álbum de estúdio de Anitta. Nos primeiros meses, o disco vendeu mais de 160 mil cópias e ficou nas primeiras posições como um dos mais vendidos no Brasil. Além disso, se tornou o álbum mais vendido da cantora. A era “Bang” trouxe um marco histórico para a cantora que ganhou o prêmio “MTV EMA Worldwide Act Latin American” e se tornou a primeira brasileira a vencer.

O single “Bang” foi uma produção gigantesca e recebeu a direção de arte do Giovanni Bianco, que trabalhou com Madonna. A faixa alcançou o topo do iTunes Brasil e hoje possui mais de 295 milhões de visualizações. Logo depois, “Deixa Ele Sofrer”, “Essa Mina é Louca” e “Cravo e Canela” foram lançados como singles do “Bang”.

Anitta se apresenta para a maior audiência do planeta

Já querendo pisar nos palcos internacionais, Anitta recebeu o convite para cantar na abertura das Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016.

Ao lado de Caetano Veloso e Gilberto Gil, a diva brasileira performou a canção “Sandália de Prata” e foi aclamada pela imprensa internacional; o The New York Times comparou a brasileira com a Beyoncé: “Anitta, uma performer que mistura samba, funk e o pop global, com uma pegada de artistas como Beyoncé, dançou com eles”. Já o E! News destacou: “Ela é uma estrela em ascensão que já está fazendo seu nome nos Estados Unidos”.

Anitta da início à carreira internacional 

A parceria com o colombiano Maluma no single “Sim ou não” deu muito certo. Anitta lançou a canção em português e pelo sucesso que foi relançou em espanhol. Esse foi o primeiro indício de que a carreira internacional da artista estava muito perto de acontecer.

Os meses foram passando e os fãs mal esperavam por um lançamento para o exterior vindo de Anitta. Eis que então o mês de maio trouxe a estreia da parceria com a Iggy Azalea na canção “Switch”. Iggy Azalea contou em entrevista que precisava da pessoa perfeita e achou Anitta para colaborar com ela. A parceria foi fruto de um contrato da brasileira com a agência que também cuida da carreira de Iggy.

Com “Switch”, Anitta foi a segunda brasileira a se apresentar na TV americana. A cantora performou o single ao lado da rapper no programa do Jimmy Fallon. A apresentação foi a mais assistida da semana.

Depois de dar esse pulo enorme na carreira, Anitta lançou “Paradinha”, primeiro single solo em espanhol. O videoclipe da canção já bateu recorde e ultrapassou os 4 milhões que “Sim ou não” obteve em 24 horas. A direção do clipe é de Giovanni Bianco, que já trabalhou em outros projetos com a diva.

E quem achou que Anitta pararia em “Paradinha” estava enganado. A cantora se juntou com Pabllo Vittar em uma música do Major Lazer produzida pelo Diplo. Nas primeiras horas após o lançamento, a canção já tinha mais visualizações que a parceria de Major Lazer com Camila Cabello.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.