meduza

Entrevista: MEDUZA conta sobre o melhor momento de sua carreira

Em meio a tantos nomes que vão e vêm da música eletrônica com a mesma rapidez, […]

Por em 15 de janeiro de 2021

Em meio a tantos nomes que vão e vêm da música eletrônica com a mesma rapidez, o MEDUZA definitivamente veio para ficar. Com só três singles lançados, o trio italiano formado por Luca de Gregorio, Mattia Vitale e Simone Giani já acumula bilhões de audições nas plataformas de streaming e tem visto os números crescerem cada vez mais pelo mundo.

Com dois lançamentos de enorme sucesso em 2019, “Lose Control” e “Piece Of Your Heart” – esta que rendeu uma indicação ao Grammy de “Melhor Gravação Dance” -, o grupo atualmente promove sua mais nova parceria com Dermot Kennedy, “Paradise”, enquanto desfruta do melhor momento de sua carreira, ansiosos para retornar aos palcos com diversos projetos em mente.

O Tracklist conversou com o trio sobre como tem sido os últimos meses de sucesso durante o isolamento social e como serão os próximos passos de uma das grandes revelações da música eletrônica nos últimos anos. “Tem sido incrível e às vezes ainda não conseguimos acreditar, mas somos muitos felizes porque isso significa que demos às pessoas o que elas precisavam ouvir e somos gratos que elas amam o que nós mais amamos: nossa música”, contou o grupo.

Leia a entrevista completa na íntegra:

TRACKLIST: Gostaria de começar falando sobre o começo da carreira de vocês. É muito raro que artistas estourem com seu primeiro single, e vocês conseguiram. “Piece Of Your Heart” tem mais de 2 bilhões de audições em todas as plataformas de streaming, uma indicação ao Grammy e aclamação crítica. Como foi pra vocês ter esse tipo de reconhecimento?

MEDUZA: Olá e muito obrigado! O sucesso foi bem inesperado, quer dizer, nós sabíamos que era uma boa música mas não que fosse ser grande dessa forma. Tudo tem sido muito rápido, em 4 meses fomos de 0 a 10 viajando ao redor do mundo e escalando as paradas globais.  Tem sido incrível e às vezes ainda não conseguimos acreditar, mas somos muitos felizes porque isso significa que demos às pessoas o que elas precisavam ouvir e somos gratos que elas amam o que nós mais amamos: nossa música. A indicação ao Grammy veio em novembro e nós ficamos realmente empolgados e surpresos, é o objetivo da carreira de qualquer artista no mundo e no nosso país, a Itália, não é algo comum, nos sentimos muito orgulhosos e gratos por essa chance. Não foi só graças à nossa música, mas também a todo o trabalho duro de toda a nossa equipe, cada pessoa foi crucial para chegarmos a esse ponto.

TRACKLIST: Vocês se sentem pressionados pelo terceiro lançamento?

MEDUZA: Sim, um pouco. Você sabe como é difícil ter uma oportunidade, a segunda então é ainda mais difícil e a terceira também, todos estão sempre esperando por algo cada vez maior. Sem a pandemia, não estávamos prontos com um single forte como “Paradise”, não conseguíamos juntar os três no estúdio nos últimos dois anos porque nossas vidas mudaram muito por causa de “Piece Of Your Heart”. Com o lockdown, tivemos tempo para nos ajustar assim como antes de “Piece Of Your Heart, quando éramos três caras sem pressão e sem pressa no estúdio, só pensando sobre música e sendo inspirados por tudo que fizemos nos últimos dois anos, então fizemos “Paradise”.

TRACKLIST: “Lose Control” foi o segundo single, outro hit. Como foi trabalhar com Becky Hill e produzir outra música muito bem-sucedida?

MEDUZA: Becky é uma cantora muito talentosa, passamos literalmente só um dia no estúdio escrevendo e cantando a música, e nos lembramos quando ela estava gravando a parte dela, que ela estava deitada no sofá e a música já estava perfeita de primeira. Nós tínhamos a ideia para um drop com o Josh e criamos esse dueto de house music, que não é algo muito comum na nossa cena.

TRACKLIST: E agora com seu último single com o Dermot Kennedy, “Paradise”, como se deu essa colaboração entre vocês?

MEDUZA: Escrevemos “Paradise” durante a primeira onda da pandemia aqui na Itália em uma sessão remota com nossa equipe. Queríamos falar sobre a distância que temos entre si durante esses tempos difíceis que estamos vivendo hoje no mundo. Dermot foi nossa escolha principal, conhecemos ele no ano passado remixando “Power Over Me” e imediatamente notamos que a voz dele se encaixava perfeitamente no nosso som, então mostramos a ele a ideia de “Paradise” e ele amou. O resto é história.

TRACKLIST: Vocês planejam lançar um projeto completo, como um álbum? Seria muito legar ter um álbum completo do MEDUZA!

MEDUZA: Estamos trabalhando num quarto single para o meio do ano com uma parceria de pop e soul para as rádios e em várias faixas pra clubes colaborando com um artista que veio do underground e da cena house que amamos e respeitamos. Um álbum não é um dos nossos planos no momento, mas nós amaríamos trabalhar em um num futuro próximo em que possamos apresenta-lo às pessoas no show com equipamentos no palco e projeções visuais. Com esse plano artístico, faz mais sentido trabalhar em um álbum.

TRACKLIST: E como tem sido pra vocês trabalhar durante essa pandemia? Alguns artistas aproveitaram o tempo longe dos palcos para produzir, como vocês usaram esse tempo?

MEDUZA: Bem simples: em sessões, mas não presencialmente por causa da pandemia. Passamos tempo em casa com nossas famílias e amigos depois do lockdown. Tem sido um pouco diferente agora, mas nesse tempo sem turnês temos planejado os anos adiante com nossa equipe.

TRACKLIST: Esperamos ver vocês no Brasil em breve, especialmente para um show! Seria muito legal ter vocês aqui!

MEDUZA: Muito obrigado! Mal esperamos para voltar ao Brasil, é um lugar que amamos de verdade!


Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!