simon cowell exposed

Simon Cowell: 4 exposeds do executivo ex-1D, Little Mix, 5H e mais

A dupla Jedward, participante do ‘X Factor UK’ 2009, publicou uma série de tweets acusando Simon Cowell de exploração

Por em 7 de abril de 2021

A dupla Jedward, participante do X Factor UK 2009, publicou em sua página do Twitter, nesta segunda-feira (5/4), uma série de mensagens acusando o empresário Simon Cowell, sua gravadora Syco e até mesmo o programa musical de exploração. Ao longo dos anos, Simon Cowell colecionou exposeds na internet feitos por fãs ou até mesmo por artistas, mas nunca de forma tão direta e intensa.

Série de tweets

A sequência de mensagens começou com uma publicação onde a dupla afirmou que os participantes do X Factor eram escravos do programa. “Cada candidato no X Factor era um escravo do programa e não recebia nada enquanto eles faturavam milhões”, escreveram.

A dupla também chegou a atacar o empresário diretamente, dizendo que “Simon Cowell acha que é o chefe da máfia da indústria musical quando na verdade ele não é nada além de uma péssima plástica de rosto”.

Além de falar da própria experiência, Jedward chegou a mencionar, ao longo dos exposeds, outros artistas que sofreram nas mãos de Simon Cowell, mas complementaram dizendo que essa não era a história deles para contar.

“Há uma razão para a Syco ser chamada de Psycho [psicopata, em tradução ao português]! O One Direction e o Little Mix são legalmente ferrados em contratos e nunca poderão falar sobre isso, então nós estamos falando!”.
“Não há nada de MODESTO [referência à empresa de gestão de Simon Cowell] em seus antigos empresários ditando cada passo deles, desde relacionamentos até em como eles vivem suas próprias vidas! Justiça para One Direction e Little Mix”.
https://twitter.com/planetjedward/status/1379170080471273472
“Essa não é nossa história para contar! É um entendimento de como a indústria da música é! Estamos mandando coragem e força para todos os artistas que estão sendo ferrados! Isso acaba agora”.

Apesar da grande repercussão que os exposeds tomaram, Simon Cowell e suas empresas ainda não se pronunciaram sobre o assunto.

Foto: Reprodução/Instagram @simoncowell

Aproveitando a série de tweets feita por Jedward, relembramos mais 4 exposeds de Simon Cowell, feitos pelos próprios artistas ou por fãs, pela exploração praticada por suas empresas Syco e Modest Management.

4 exposeds de Simon Cowell

1. One Direction

Rotina da banda

A banda One Direction definitivamente foi o grupo mais bem sucedido criado por Simon Cowell no X Factor e, consequentemente, o mais explorado. Durante os cinco anos em que o conjunto esteve na ativa, eles lançaram cinco álbuns, que, na maioria das vezes, eram gravados simultaneamente com as turnês mundiais que eram feitas.

Além dos álbuns e turnês, o grupo fez inúmeras entrevistas, gravou filme e DVD e participou de diversas publicidades. Isso tudo sem descanso algum. No documentário This Is Us, Anne Twist, mãe de Harry Styles, relevou que chegava a passar dez meses sem ver o filho. Inclusive, a dupla Jedward chegou a dizer no Twitter que as empresas costumam isolar os artistas das próprias famílias.

“Eles sempre isolam os artistas das próprias famílias e fazem eles dependerem de falsos amigos da indústria que não apoiam eles!”.

Falta de liberdade

Os integrantes também tinham pouca ou quase nenhuma liberdade criativa em vários âmbitos da carreira. Inclusive, esse foi um dos motivos da saída de Zayn Malik da banda, segundo o próprio cantor. Em entrevista, Malik contou: “Sempre que eu sugeria algo, era como se não combinasse com a gente. Havia uma concepção geral que a gestão já sabia o que eles queriam da banda, e eu apenas não estava convencido com o que estávamos vendendo”.

“A música era dada para nós e nos falávamos que isso era o que nós iríamos vender para as pessoas. Por mais que nós fôssemos a maior e mais famosa boyband no mundo, era estranho. Nos falávamos para estarmos felizes sobre algo que nós não estávamos felizes”, finalizou.

Problemas pessoais

Durante os anos que a banda esteve na ativa, os integrantes também passaram por dificuldades pessoais que foram resultado de toda a exploração. Após o hiato do grupo, Liam Payne revelou que chegou a ter pensamentos suicidas e Zayn contou que, quando estava na banda, sofria de crises de ansiedade e distúrbios alimentares.

“Todas as áreas da minha vida eram regradas e controladas, e essa área [alimentícia] era a única que eu podia dizer ‘Não, eu não vou comer isso'”, disse Malik em entrevista. Na sua autobiografia intitulada Z, o cantor também comentou que só hoje percebe que estava doente. “Quando eu olho as minhas imagens de novembro de 2014, antes do fim da turnê, eu consigo perceber o quão doente eu estava”, relembrou.

O artista já afirmou que conseguiu se curar dos transtornos de ansiedade após sua saída do grupo. “Hoje, eu não tenho mais problemas com ansiedade. É algo que eu lidava quando estava na banda”, compartilhou. Possivelmente inspirados pelo episódio, Jedward também comentou como os artistas sofrem com esses tipos de distúrbios.

“Distúrbios alimentares e depressão são muito comuns na indústria musical, porque ninguém liga para a saúde mental dos artistas, só ligam para o dinheiro”.

Saída de Louis Tomlinson da Syco

O último integrante do 1D a sair da Syco, gravadora de Simon Cowell, foi Louis Tomlinson, no ano passado. O cantor utilizou seu Twitter para fazer o anúncio, o que resultou em muita comemoração dos fãs, que acreditam que agora, após o fim do contrato, o artista finalmente poderá ser livre criativamente e musicalmente.

Silêncio por parte dos membros

Os fãs acreditam que o motivo dos membros nunca terem comentado diretamente sobre as dificuldades passadas com o ex-empresário Simon Cowell é que eles são legalmente proibidos. Há alguns anos, um contrato que protegia Cowell de ser difamado por qualquer um dos participantes do X Factor chegou a ser vazado. O assunto também foi tratado por Jedward na série de tweets.

“Acordos de não-divulgação são predominantes na indústria musical, resultando com que ninguém fale sobre o abuso e as coisas que acontecem”.
“Nós temos o contrato do 1D que foi mandado para nós por engano, porque nós tínhamos a mesma gravadora! Mesmo gerenciamento! Mesma segurança e contadores!”.
“Legalmente, postar contratos online terminará no tribunal, mas nós sabemos da situação há muitos anos! Niall! Liam! Louis! Zayn! Harry! Vocês são sobreviventes”.

A própria dupla também publicou um suposto print mostrando que Tomlinson contatou eles após os exposeds. “Vocês devem estar chapados”, brincou Louis. A dupla, por sua vez, respondeu “Louis, nós estamos muito bem”.

2. Fifth Harmony

O Fifth Harmony também é criação do empresário Simon Cowell, feita no X Factor USA 2012. A banda teve uma trajetória muito parecida com a do One Direction: assim como Zayn, Camila Cabello decidiu sair da banda e, algum tempo depois, o grupo entrou em hiato.

Sexualização das integrantes

Um dos motivos pelos quais Camila decidiu sair do grupo foi por se sentir desconfortável pelo fato de ser tão sexualizada. A cantora, inclusive, mudava os versos “Eu não gosto de muita delicadeza / Sou um pouco selvagem / Não muito, mas talvez só o necessário” para “Mas garanto que eu faço valer a pena / Estou acho que vou te desafiar / Venha logo, estou te esperando aqui na frente” nas apresentações ao vivo de seu solo na música Worth It por este motivo.

Insatisfação da banda

Apesar das integrantes nunca terem criticado publicamente Simon Cowell, um dos momentos mais marcantes da exploração sofrida pelas meninas foi quando um áudio de uma conversa entre Lauren Jauregui e Ally Brooke foi vazado na internet. Na gravação, Lauren fala sobre a exaustão que elas sofriam devido à empresa delas, Syco, as escravizarem.

Durante uma entrevista, Lauren chegou a falar das frustrações que passava com a grande demanda de trabalho que tinha. “Eles vendem para você este presente de arco-íris e borboletas, e como uma garota de 16 anos foi isso que eu comprei. É por isso que eu fiz o X Factor e terminei no grupo. Mas, depois, você está trabalhando tanto, tão nova… [Enquanto isso] meus amigos estão na faculdade, me contando sobre os dias deles e o que eles estão estudando. Você está tendo que botar um sorriso no rosto em um tapete vermelho. É tipo, ‘Quem sou eu? Eu sou para mim mesma ou para isso?'”, relembrou a cantora.

Já Dinah Jane compartilhou que, apesar de amar estar em turnê, os cronogramas que o grupo tinha que seguir a traumatizaram. “Eu estava tipo, ‘Que tipo de trabalho nós estamos fazendo?’. Eu assisti minha bisavó ser enterrada no FaceTime”, relevou a cantora.

3. Little Mix

O grupo Little Mix foi o grande ganhador do X Factor UK 2011. Após sete anos, a banda decidiu sair da gravadora Syco, onde foram contratadas logo após o fim do programa.

Desgaste entre Little Mix, Simon Cowell e Syco

Aparentemente, o problema começou com a falta de reconhecimento no single Woman Like Me. As integrantes do grupo queriam receber créditos por terem composto a faixa ao lado de Ed Sheeran, Jess Glynne e Steve Mac, apesar de não pedirem dinheiro por isso. Cowell eventualmente chegou a dar os créditos, mas, até o momento do reconhecimento, a relação entre o grupo e o empresário já havia sido muito desgastada.

Apesar do quarteto nunca ter confirmado, fontes afirmam que as integrantes do Little Mix colecionavam um grande número de frustrações com a gravadora, até mesmo antes da saída. Mesmo após tentarem solucionar a situação, a Syco decidiu deixar de ser a gravadora da banda.

Na época do acontecimento, Simon Cowell afirmou que o Little Mix foi o conjunto de garotas mais difícil com que ele já trabalhou, entretanto reiterou que não tem diferenças com as meninas.

Not a Pop Song

No primeiro álbum do grupo fora da Syco, Confetti, o quarteto incluiu a música Not a Pop Song, faixa que foi interpretada como uma indireta a Simon Cowell. No dia de aniversário de Cowell, a banda utilizou as redes sociais para anunciar que a canção seria lançada em dois dias.

Na letra, as meninas cantam: “Eu não faço o que o Simon diz / Entenda o recado, porque foi dado / É a vida, ela nunca joga limpo / Disseram para seguir qualquer sonho / Seja um fantoche na mão de alguém / Funciona para você, mas eu não sou assim”

Os versos não são explicitamente direcionados para o ex-empresário, porque “Do what Simon says” (faça o que Simon diz, em tradução ao português) é um jogo de imitação popular nos Estados Unidos. No entanto, pelo contexto da mensagem, é bem plausível acreditar que a música foi feita para alfinetar Cowell.

4. Exposeds de Simon Cowell feitos por Cher Lloyd

A cantora Cher Lloyd, que ficou em 4° lugar na edição de 2010 do X Factor UK, também se pronunciou algumas vezes sobre sua experiência trabalhando com Cowell.

Cher foi contratada pela Syco logo após sua saída do programa e, em 2013, anunciou sua decisão de sair da gravadora. Na época, a cantora disse que não se sentia confortável por não ter nenhum controle sobre a própria carreira e que Simon era obcecado por comandar. A artista ainda completou dizendo que saiu da Syco, porque não aguentava o nível de domínio que eles queriam ter sobre ela.

Recentemente, Cher Lloyd usou seu TikTok para mandar novas ‘indiretas’ ao Simon e sua experiência no X Factor. No vídeo, Cher canta uma música com a seguinte letra “Como eu pude ser tão ingênua? / Eles me venderam o sonho só para me explorar / Disseram “querida, você irá longe se balançar essa bunda e namorar uma estrela” / E se o álbum estourar nós pegaremos o dinheiro”.

Anteriormente, a artista já havia falado sobre a pressão que sofreu para entrar em falsos relacionamentos. Em entrevista ao The Sun, a cantora disse que a equipe dela chegou a sugerir alguns nomes de celebridades que ela poderia namorar, mas que era algo muito absurdo a se pedir. “Eu nunca serei essa garota, eu nunca seria essa garota”, finalizou.


Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!