17 de setembro de 2017 por Luciana Lino.

Com 26 anos de carreira, o Skank provou, na noite de sábado (16), que o tempo consagrado faz jus à qualidade de seu trabalho. A banda mineira abriu o Palco Mundo do Rock in Rio e apostou em um repertório composto por hits – além de um um forte teor político.

Sendo uma das bandas nacionais de maior prestígio do público, a sua terceira apresentação no festival contou com vários momentos que levantaram a plateia no segundo dia. Veja aqui 3 fatos marcantes do show do Skank:

Foto: I Hate Flash / Diego Padilha

1. Muita interação

Um ponto alto das apresentações do Skank é que o vocalista Samuel Rosa não deixa ninguém parado. Ele conversou com o público, foi até ao meio da galera, elogiou os presentes – proclamando um bonito “Vocês não sabem o que significa para o Skank tocar diante de tanta gente” – e promoveu ainda mais interação entre banda e público. Durante a apresentação da música “Ainda Gosto Dela”, Samuel brincou e disse que queria ouvir o coro do público como se estivessem cantando a música “Love Of My Life”, do Queen, que esteve na edição de 1985 do Rock in Rio. A brincadeira deu certo – o “ôôô” da canção do Skank foi entoado a plenos pulmões.

2. Teor político

Antes da apresentação da música “In(dig)nação” – lá do primeiro álbum da banda, em 1991 -, Samuel Rosa aproveitou para falar sobre a situação política do Brasil. Sem citar nomes, ele criticou políticos e foi complementado pelo forte coro de “Fora, Temer” vindo da plateia, que se identificou com os dizeres do vocalista. O baile seguiu, com ainda mais empolgação do público.

Foto: I Hate Flash / Diego Padilha

3. Chuva de hits

Todo mundo sabe cantar pelo menos uma música do Skank. Uma não – na verdade, várias! E todas elas fizeram parte do repertório da apresentação. “Uma Partida de Futebol”, “Ainda Gosto Dela”, “Acima do Sol”, “Garota Nacional” e as super famosas “Vou Deixar” e “Vamos Fugir” foram só alguns dos hits que foram fortemente entoados, provando que o Skank é uma banda atemporal e sempre motivada pelo carinho do público, de todas as idades.

Só temos duas críticas a fazer: faltou “Sutilmente” no setlist e o tempo de show não foi suficiente. Mas tudo bem; nós perdoamos porque já estamos na espera do próximo!

 

Do Mesmo Jeito

É uma partida de futebol

É proibido fumar

Saideira

Canção noturna

Ainda gosto dela

In(dig)nação

Jackie Tequila

Acima do sol

Três lados

Vou deixar

Garota nacional

Vamos fugir

 

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.