Cheio de atrativos, público animado e grandes nomes da música nacional e internacional, a comemoração de 30 anos de Rock in Rio no Brasil teve início nesta sexta (18).

O show de abertura do Palco Mundo foi um mix de atrações nacionais que cantavam cerca de duas músicas cada, representadas por artistas que já haviam feito sua passagem pelo Rock in Rio nos anos anteriores. Nomes como Frejat, Ney Matogrosso, Ivete Sangalo, Erasmo Carlos, Paralamas do Sucesso, Jota Quest, Skank, Capital Inicial e outros, foram responsáveis pela comemoração do evento, que contou ainda com fogos ao som instrumental de “Bohemian Raphsody”, uma das músicas mais famosas da atração principal da noite, Queen.

30anos

Entre um show e outro, o público podia se divertir vendo o resultado de uma votação realizada através do Twitter sobre expectativa de melhor show (com Queen e One Republic liderando), ver fotos postadas no dia com a hashtag #RockInRio e também brincar de Angry Birds coletivo onde a performance do pássaro se dava através dos que estavam ali presentes.

script rock in rio

Uma das três bandas e a primeira a se apresentar foi The Script, liderada por Danny O’Donogue. A banda de origem Irlandesa fez a sua primeira passagem pelo Brasil com grande estilo, simpatia e momentos emotivos.

Não apenas Danny, mas toda a banda chamou atenção pela grande presença de palco e por segurar audiência de um festival grande como o Rock in Rio interagindo constantemente com o público. Sem sombra de dúvidas, foi a banda da noite que mais desceu a passarela para ter contato com os fãs, além de ser a única que não regulou jogar palhetas ao público. Eles também pediram para que os fãs acendessem a lanterna dos seus celulares para fazer uma constelação, criando um momento pra ser lembrado por muito tempo.

Se a banda ainda não havia vindo para o Brasil por falta de interesse das produtoras, não há motivo para os fãs esperarem um longo tempo para seu retorno. Eles realmente representaram e fizeram jus ao convite para os 30 anos de Rock in Rio e se emocionaram ao ver um público tão grande os recebendo bem e cantando suas músicas.

onerepublic rock in rio

One Republic se apresentou na sequência com cerca de 15 músicas no setlist, entre elas o cover de “Seven Nation Army” do White Stripes e “Stay With Me” do Sam Smith, artista que também se apresentará no festival na mesma noite da cantora Rihanna (26/09).

Logo de início, Ryan brincou com uns arranjos vocais e acabou não se saindo tão bem assim. Após perceber que havia desafinado levemente, riu e continuou a performance atingindo notas altas sem nenhum problema durante o restante da apresentação.

A banda, que tem show marcado em São Paulo no próximo domingo (19), cantou grandes sucessos como “Secrets”, “Counting Stars” e “If I Lose Myself”. Anunciando o show seguinte e mais esperado da noite, One Republic entregou o Palco Mundo no horário esperado para troca de instrumentos que, mesmo assim, causou um atraso de 30 minutos para entrada do tão aguardado Queen.

queen rock in rio

Os fundadores e membros originais do Queen, Brian May e Roger Taylor, aceitaram o convite do Rock in Rio para a comemoração dos 30 anos, já que a banda havia se apresentado na primeira edição em 85. Diferente do passado, quem assumiu os vocais foi Adam Lambert, vice-vencedor do reality show American Idol USA, em 2009.

Os shows do Queen + Adam Lambert, que também tem datas em São Paulo e Porto Alegre, deixam bem claro que além do “+” a proposta da banda e de Adam não é ocupar o lugar do consagrado Freddie Mercury e muito menos que sejam feita comparações, muitas vezes inevitáveis, mas sim prestar uma homenagem ao legado que Freddie deixou.

Apesar de um pequeno problema que ocorreu no início, em que a bandeira com o logotipo do Queen não se estendeu completamente, o público demonstrava energia e apoio para que um membro do staff subisse nos aparatos do palco para resolver o problema antes do show ter início e, que quando foi realizado, recebeu aplausos e gritos de contentação.

Ao entrarem no palco, sem sombra de dúvidas, eles foram ovacionados. Adam Lambert com seu vocal potente não precisou de muito tempo para conquistar o carinho dos fãs, que mais tarde passaram a gritar seu nome e até o aplaudiram após apresentação de sua nova música de trabalho, intitulada “Ghost Town”.

Com pelo menos cinco trocas de roupas, gestos obscenos e agindo como uma completa diva, seja deitado no divã ou usando um leque para se abanar, Adam não demonstrou nervosismo frente ao público a qual cantava. Mesmo estando em tour com Brian e Roger há algum tempo, era evidente a sintonia entre eles e o carinho que os membros originais demonstravam por ele.

É dispensável comentar as músicas que compunham o show, mas ao mesmo tempo é inevitável deixar de mencionar o quão ativo a dupla original ainda é em palco. Mesmo sem o fôlego de antigamente, Brian May emociona e se emociona ao tocar e cantar “Love Of My Life” que recebe Freddie em telão para participar do show, não apenas nesse momento, mas também em “Bohemian  Rhapsody”.

Após 2h30min de show, o término do primeiro dia do evento é encerrado ao som da música tema do Rock in Rio e com queima de fogos. Aos que ainda vão participar do evento, vale mencionar que além do Palco Mundo, diversas atrações estão presentes na Cidade do Rock e se você pretende conferir algum dos brinquedos é bom chegar cedo já que as vagas haviam se esgotados em menos de 15 minutos.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.