Nesta sexta-feira (29/11), foi divulgado o disco Nibiru, de Ozuna. Este é o terceiro álbum de estúdio do cantor porto-riquenho, sucedendo o Aura, lançado no ano passado.

Em entrevista ao Entertainment Tonight, Ozuna explicou o motivo do nome do álbum. “Havia muitas razões pelas quais eu decidi nomear o álbum Nibiru . É pensado de uma maneira mitológica, mas estou conceituando-o de uma maneira que me permita conectar-me com diferentes públicos”, diz.

Ele ainda pontua que acha que isso o ajudará a compartilhar uma experiência musical única, onde não estamos apenas vendo um cantor de reggaeton no palco, mas uma conexão a todas as músicas porque elas representam vários momentos da vida. “Também permitirá que os fãs vejam um Ozuna diferente”, explica o cantor.

Ouça o álbum a seguir:

Entrevista de Ozuna à Entertainment Online

Em entrevista, Ozuna contou qual era a sua música favoritado álbum, que é “Temporal”. “É uma música que me tira do gênero reggaeton e me coloca em um musical”, diz o cantor. “É uma música que me ensinou muito e uma experiência que mudou minha percepção e visão para a música. ‘Temporal’ é minha música favorita no álbum. Não é reggaeton, não é armadilha e acho que vai causar muito impacto nas pessoas”.

Ele ainda rasgou elogios à Alex Quiles, seu colaborador e amigo que ajudou na criação da música “Amor Genuino”. “Adoro trabalhar com Alex porque ele não faz as coisas pelo dinheiro. Ele faz as coisas por amor e tem um gosto incrível pela música”.

Ozuna conta que quando escrevera “Amor Genuino”, era originalmente uma música de reggaeton, escrita com um ritmo específico em mente, mas então decidiram fazer uma balada. “Existe uma audiência no mundo que não apenas ouve reggaeton e, por isso, eu queria que eles ouvissem minha música em uma faceta diferente”

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.