1 de setembro de 2019 por Giovana Bonfim Escudine.

No último sábado, 31, aconteceu em Belo Horizonte a quinta edição do Festival Sarará. Foi provavelmente a edição com mais visibilidade do festival, levando enormes atrações brasileiras atuais para a capital mineira. Com apresentações de nomes como Djonga, Letrux, Baco Exu do Blues, Duda Beat, Pabllo Vittar e Baiana System, o festival durou cerca de 12 horas na Esplanada do Mineirão.

Entre Djonga, Baco Exu do Blues, Baiana System e Gilberto Gil, pode se citar uma característica comum à todos os seus shows: todos eles com viés e críticas políticas.

Reunimos nesse post um resumo dos principais acontecimentos do festival. Confira!

Djonga

Em meio à pedido de casamento no palco, o show de Djonga foi bastante interessante. Além de contar com vaias ao atual presidente Jair Bolsonaro, ele deu um discurso sobre não adiantar nada mais fazer agora, mas ainda assim mostrando sua indignação contra o governo. Diz que o que pode ser feito é evitar uma reeleição.

Houve também uma participação especial de Mano Brown em seu show. Ele cantou 3 músicas. Tão importante ou até mais que Mano Brown, foram também a presença de dois indígenas que protestaram pela demarcação de terras e preservação da Amazônia.

Ver essa foto no Instagram

Encontro de gerações do rap: Djonga e Mano Brown dividiram palco no #FestivalSarara, neste sábado, no Mineirão. Evento reúne grande público com diversidade de shows e atrações. Foto: Alexandre Guzanshe/EM #BH #Rap #Djonga #sarara #festival

Uma publicação compartilhada por Estado de Minas (@estadodeminas) em

Duda Beat e Pabllo Vittar

Em mais um show sem defeitos, a cantora pernambucana contou com um plus no festival. Ela convidou ninguém menos que Pabllo Vittar para subir ao palco e cantarem algumas músicas juntas!

Ver essa foto no Instagram

Show time ✨✨❤️ Look exclusivo: @skazi Beleza: @showerofvibes Stylist: @leandroportos Unhas: @robertamunis

Uma publicação compartilhada por DUDA BEAT (@dudabeat) em

Ver essa foto no Instagram

O #FestivalSarará também teve Duda Beat, com participação especial de Pablo Vittar. Foto:Alexandre Guzanshe/EM #Sarara #BH #Musica #DuadaBeat

Uma publicação compartilhada por Estado de Minas (@estadodeminas) em

Por seu show, cantaram juntas músicas como “Seu Crime”, “Disk Me” e “Pro Mundo Ouvir”.

Mesmo com a participação de Pabllo, a drag também teve seu próprio show durante o festival, que animou todos que estavam assistindo.

Leia também: Entrevista: Duda Beat fala sobre show no Lolla e suas composições

Baco Exu do Blues

Como de costume, Baco utilizou sua visibilidade para mais uma vez mostrar opiniões políticas em seu show entre uma música e outra. “Presidente, você falar que não existe racismo no Brasil só mostra que você é inapto para o cargo. Eu não abaixo a cabeça para o opressor”, disse em um dos momentos.

Ver essa foto no Instagram

Baco Exu do Blues empolgou o público no Festival Sarará, neste sábado, na Esplanada do Mineirão. Evento teve ainda Djonga, Mano Brown, Lagum, Duda Beat, entre outras atrações. Gilberto Gil fechará a programação. Foto: Alexandre Guzanshe /EM #Sarara #Sarara2019 #FestivalSarara #musica #BH

Uma publicação compartilhada por Estado de Minas (@estadodeminas) em

Gilberto Gil

Gilberto Gil foi a última atração da noite, mostrando ainda sua enorme disposição mesmo aos 77 anos.

Ver essa foto no Instagram

Gilberto Gil encerrou a programação do Festival Sarará, realizado nesse sábado, na Esplanada do Mineirão. Em uma hora e quarenta minutos de show, o músico de 77 anos apresentou um repertório composto pelos principais sucessos de sua carreira. Foto: Alexandre Guzanshe / EM #FestivalSarara #Sarara #GilbertoGil #Music #MusicaBrasileira

Uma publicação compartilhada por Estado de Minas (@estadodeminas) em

Seu show não deixou de ter manifestações políticas tanto pelo público quanto por seu lado. Quando escutou gritos de “Lula Livre”, ele respondeu: “Tenho a impressão de que está chegando mais perto. O Brasil precisa de um líder como ele entre nós”.

Mesmo com alguns problemas de saúde durante os últimos anos, ele se mostrou disposto, animado e simpático com o público, que era por volta de 40 mil pessoas. O seu setlist contou com músicas de toda sua carreira e músicas de outros artistas, como “Is This Love”, “Aquele Abraço” e “Toda Menina Baiana”.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.