Mariah Carey deveria ter visitado a América Latina em novembro de 2016, para uma série  de shows da “The Sweet Sweet Fantasy Tour”. A turnê, que incluía o Brasil, foi cancelada pouco antes do início, devido à “negligência de sua produção” – negligência esta que parece ter sido mais séria do que o divulgado, já que Mariah resolveu processar a produtora.

O alvo do processo é produtora chilena Fenix Entertainment Group, que não honrou o contrato firmado e não fez o pagamento pré-shows à artista, combinado para as semanas anteriores das apresentações. Segundo o “The Hollywood Reporter”, no dia 25 de outubro, três dias antes de sua primeira performance na América do Sul (no dia 28, na Argentina), Mariah não havia recebido nenhum valor.

A  ação judicial corre no Tribunal Superior de Los Angeles, mas a produtora chilena alega que o cancelamento foi causado pelas produtoras brasileiras Stage e Lens, sem especificar quais problemas levaram à tal.

Para Bryan Freedman, advogado da cantora, a empresa deve o pagamento integral da turnê à Mariah, direito garantido em contrato. “Na indústria da música todo mundo conhece a história familiar dos produtores enganadores que prometem pagar, mas não cumprem. Este processo serve também para alertar a comunidade artística quanto a essa produtora”, disse.

A “The Sweet Sweet Fantasy Tour” deveria ter realizado shows no Brasil, Argentina, Chile e México.

 

 

 

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.