in ,

Machine Gun Kelly: o que esperar do álbum “Mainstream Sellout”?

Listamos vários spoilers que Machine Gun Kelly deu sobre “Mainstream Sellout”

rosto machine gun kelly ilustrativa artigo álbum Mainstream Sellout
Foto: Reprodução/Instagram

Mainstream Sellout já tem história para contar. Para começar, ele seria originalmente chamado Born With Horns. Machine Gun Kelly e Travis Barker, seu colaborador no disco, chegaram a tatuar o título.

Mas a mudança aconteceu, e logo o material ganhou um single de divulgação com WILLOW.

O álbum tem lançamento marcado para 25 de março, e será apenas o primeiro de MGK em 2022. O cantor prometeu dois discos para este ano.

Por ser uma colaboração com Barker e pelos singles já lançados, os fãs já sabem que o disco será semelhante ao punk que levou Kelly ao seu primeiro N.1 no Billboard 200.

Mas o que mais esperar do material? 

5 coisas para esperar do Mainstream Sellout

Machine Gun Kelly tem falado bastante sobre seu sexto álbum, e ficou mais simples entender o que está por vir. Listamos cinco pontos a seguir!

1. Guitarras mais pesadas

Em entrevistas recentes, Machine Gun Kelly falou sobre a sonoridade do álbum e o que os fãs devem ouvir nele.

Uma das novidades é que as guitarras vão estar ainda mais presentes nas faixas. Será diferente de Tickets to My Downfall, já que no disco as baterias disputaram a atenção com os riffs.

“papercuts”, primeiro single do novo álbum, é uma amostra desse desenvolvimento na sonoridade. 

2. Mais canções inspiradas em Megan Fox

Megan Fox e Machine Gun Kelly são um casal desde 2020, e no mesmo ano o cantor lançou o álbum Tickets to My Downfall. Dele, faixas como “bloody valentine”, “banyan tree” e “hangover cure” fazem referência à atriz.

Mainstream Sellout vai seguir com a mesma musa inspiradora. Em “Emo Girl”, por exemplo, Kelly faz referência à personagem de Megan em Garota Infernal, filme de 2009.

“Ela está maquiada no espelho do quarto dela / Meias arrastão na altura da coxa e umas botas pretas / Nariz perfurado, com perfume de cigarro / Meio morta, mas ela ainda parece tão fofa”, ele canta, fazendo referência à roupa que Megan usa quando Jennifer (sua personagem no filme) se transforma em um monstro. 

3. Canções liricamente mais ricas

O próprio Machine Gun Kelly classifica seu novo material como liricamente mais profundo.

Liricamente, Tickets to My Downfall era metaforicamente o ensino médio, então Mainstream Sellout é a faculdade.

Para o cantor, a ideia de ensino médio é que “você realmente não tem um senso de responsabilidade, e então você quer explodir e usar toda essa energia”, disse à Variety

E aí vem a faculdade, que é esse álbum, e você tem consciência da responsabilidade e ainda sabe se divertir, mas você entende que tem um certo dever. Você entende que precisa fazer algo com a sua vida.

4. Um Machine Gun Kelly mais destemido

Kelly ficou famoso por fazer rap, mas sempre mostrou sua veia pop punk. Porém, quando partiu totalmente para as guitarras em Tickets to My Downfall, ele foi bastante criticado. Por muitos fãs do rap, que não gostaram da mudança; e pelos fãs do pop punk, como se ele fosse um forasteiro.

À Variety e à NME, ele lembrou que tocou na Warped Tour (um dos maiores festivais emo/punk dos Estados Unidos) por anos, e que sempre fez covers de músicas de várias bandas.

Isso não é um salto aleatório — eu estava ficando confortável comigo mesmo. Não estou mais com medo. Não há nada que me impeça de ser meu verdadeiro eu — e meu verdadeiro eu não pode ser silenciado.

5. 16 faixas de Mainstream Sellout

Machine Gun Kelly ainda não revelou a tracklist do novo álbum, nem as demais parcerias que trouxe para o disco.

Porém, “Emo Girl” já foi lançada; “papercuts” é apontada como o primeiro single do disco; e “born with horns” é a faixa 1 do material, como ele contou em seu Twitter.

Já no talk show do apresentador James Corden, Kelly apresentou a prévia de duas canções: “Ay” e “Maybe”.

Na pré-venda do disco na Apple Music, ele aparece com 16 canções e uma capa ainda não oficial.

Mainstream Sellout já está disponível para pre-save no Spotify e Deezer, e será lançado em 25 de março. Ansioso(a) para o disco?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

    Loading…

    0