in ,

Entrevista: Lia Clark fala sobre “LIA (pt. 2)”, ascensão do funk e mais

Cantora foi atração do Festival da Diversidade, em Brasília

Lia Clark - Foto: Divulgação
Lia Clark - Foto: Divulgação

Entre os dias 16 e 17 de julho, Brasília recebeu o Festival da Diversidade, evento LGBTQIAP+ que celebrou Dia Internacional da Drag Queen. Além de artistas locais, o mega festival contou com shows de Lia Clark, Pabllo Vittar, Grag Queen e o trio PITAYAS.

Considerada uma importante forma de expressão de cultura LGBTQIAP+, a arte drag tem ganhado cada vez mais espaço no cenário musical mundial, tendo suas representantes brasileiras conquistado espaços até então nunca alcançados – entre elas, Lia Clark.

Em uma conversa exclusiva enquanto se preparava para subir ao palco, Lia Clark contou como tem sido rodar o país com a sua nova turnê e claro, sobre o “LIA (pt. 2)”, segunda parte do seu mais recente disco.

Entrevista com Lia Clark

Tracklist: Como é para você estar nos palcos no Dia Internacional da Drag Queen. sendo você sendo uma representante desse movimento aqui no país?

Lia Clark: Ai eu fico tão feliz, gente! Eu sempre falo isso nas entrevistas, eu comecei tão assim, despretensiosa, para brincar com as minhas amigas, e agora perceber que a cultura drag ficou tão gigante, e no meio musical a gente estar conseguindo aos pouquinhos pegar nosso espaço, e eu estar conseguindo fazer parte disso. No futuro eu vou olhar para trás e ver tudo isso que aconteceu comigo, coisas que eu vou levar para o resto da minha vida, fico muito feliz. Que a gente esteja inspirando mais pessoas a se soltarem, a se montarem e serem quem elas querem ser mesmo, porque a vida é pra isso.

Tracklist: Você sabe que durante a pandemia muito artistas sofreram com essa questão de shows. Você voltou agora, está rodando o país com a “Lia Clark On Tour”, e eu queria saber se nessa volta teve algum momento que te marcou nesses shows.

Lia Clark: Olha, muitos, viu! Mas eu acho que uma das primeiras vezes que eu comecei, eu não lembro que show foi, mas que eu cantei as músicas do novo álbum, porque quando começou a pandemia a gente ficou sem saber o que ia acontecer, se precisava lançar música, mas aonde vai tocar música? E agora ter passado por isso, ter lançado meu álbum e ter visto que as pessoas escutaram o álbum, e tão vindo no meu show e sabem as músicas novas, isso marcou muito pra mim, que as coisas estão andando, enfim, que estou no lugar certo.

Tracklist: Você é uma drag do segmento funk e eu queria o que você tem escutado dessa galera.

Lia Clark: Olha, eu tenho escutado muito funk do TikTok, não vou mentir. Eu amo os funks do TikTok, tipo “Ai Preto[L7NNON part. Bianca e DJ Biel do Furduncinho], é… qual que é o outro? Não vou saber agora…

Tracklist: Mas você costuma fazer as dancinhas?

Lia Clark: Às vezes! Não destravei esse meu personagem TikToker. Eu ainda consigo, ainda faço algumas com meus dançarinos, mas eu sozinha, assim na minha casa, igual a maioria da galera que faz TikTok, ainda não, ainda não veio aí!

Tracklist: Você lançou o “LIA (pt. 1)”. Ele é incrível, mas eu gostaria de saber quando vem o “LIA (pt.2), e se você pode dar algum spoiler pro pessoal do Tracklist!

Lia Clark: Olha, o que eu posso falar pra vocês é que a gente já tá fervorosamente na pré-produção, e a gente tem os feats. confirmados já, que obviamente não vou falar né, para deixar aqui… Mas vai ter feat. vamos ter feats. grandes, vai ter babado, vai ser bafo, vai vir bem bonito!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

    Loading…

    0