23 de agosto de 2019 por Leonardo Fernandes.

Após dois anos do disco “Lust for Life”, Lana Del Rey estará voltando com tudo no próximo dia 30. No caso, a cantora enfim lançará o tão aguardado álbum “Norman Fucking Rockwell”. Com um conceito totalmente novo, a cantora talvez surpreenda o público na semana que vem.

Para aumentar ainda mais a expectativa dos fãs, Lana liberou na última quinta-feira, dia 22, um clipe duplo. O vídeo contém os dois singles “Fuck It I Love You” e “The Greatest”, e foi dirigido pelo americano Rich Lee.

Com novidades na produção e na direção dos videoclipes, confira abaixo quatro pontos interessantes a serem encontrados no novo trabalho de Lana Del Rey.

1. O estilo praiano e paradisíaco das músicas

Desde as primeiras imagens promocionais do álbum, foi possível notar o estilo praiano estampado no release logo de cara. No trailer do disco por exemplo, Lana aparece num tipo de propaganda de surf, mesclada à cenas do litoral californiano.

Além disso, a vibe paradisíaca do folk e do ska já foi apresentada aos fãs em músicas como “Doin’ Time” e “Venice Bitch”. Esses dois gêneros foram bem encaixados ao estilo próprio de Lana, com seu indie pop e o piano sempre presentes.

Assim, esse disco pode vir a ser o trabalho mais “relaxante” e “bucólico” da cantora em muito tempo. Se compararmos os singles do disco anterior com seus refrões marcantes, como “Love” e “Lust for Life”, as faixas dessa era são mais intimistas.

2. O trabalho de Chuck Grant

Além de Rich Lee como diretor dos clipes, a irmã de Lana também emprestou seu talento para o trabalho. Nesse sentido, a fotógrafa Chuck Grant não apenas produziu os vídeos, mas também fotografou a capa e ensaio do álbum.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Lana Del Rey (@lanadelrey) em

Chuck é fotógrafa da irmã há muito tempo, desde antes da artista adotar o nome “Lana Del Rey” para a carreira. Grant foi a responsável pelo photoshoot de muitos singles e clipes, e de praticamente todos os encartes dos releases de Lana. Assim sendo, essa parceria não poderia ficar de fora.

3. A produção inédita de Jack Antonoff

Jack Antonoff é um nome mais do que conhecido no mundo da música. O cantor e produtor já trabalhou com Lorde e Taylor Swift, por exemplo. Dessa forma, o toque do música no novo disco de Lana trouxe uma certa novidade.

Ver essa foto no Instagram

Jack is so demanding in the studio.

Uma publicação compartilhada por Lana Del Rey (@lanadelrey) em

Ambos os artistas começaram a trabalhar juntos no começo de 2018, e os primeiros resultados logo saíram no fim do ano. De acordo com a cantora, a colaboração foi uma boa coincidência:

“Foi um feliz acidente para mim; eu conheci Jack há sete anos quando nós dois estávamos gravando discos ao mesmo tempo com Emile Haynie (produtor). Mas eu realmente não entrei em contato com ele até janeiro de 2018, quando ele disse “nós definitivamente deveríamos nos unir e só começar a gravar coisas”.

Além disso, Jack foi o responsável por gravar a faixa “Looking for America”, compartilhada pela cantora recentemente nas redes sociais.

4. Lana Del Rey e o conceito de Norman Rockwell

Como todo álbum da artista traz uma ideia por trás, esse não poderia ficar de fora. “Norman Fucking Rockwell” faz clara referência ao ilustrador americano Norman Rockwell, famoso pelas suas capas feitas à revistas famosas nos Estados Unidos.

Para Del Rey, o nome do disco veio facilmente à sua mente: “é sobre um homem que é um artista genial, que se acha o cara e não para de falar sobre isso. Com frequência eu acabei lidando com esse tipo criativo – ou não, não sei – e eles só falam sobre si“.

Portanto, é provável que a própria faixa que carrega esse nome no CD fale sobre esses tópicos: a vaidade, a genialidade e a vida de um artista. Talvez o novo álbum seja um trabalho de reflexão, sobre a maneira de Lana se ver como cantora na indústria.

Como dito anteriormente, “Norman Fucking Rockwell” será lançado na próxima sexta-feira, dia 30 de agosto.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.