in

”If I Can’t Have Love, I Want Power”: veja tracklist do novo álbum de Halsey

Nesta terça-feira (10), a cantora estadunidense Halsey divulgou a tracklist do seu novo álbum If I Can’t Have Love, I Want Power”, que será lançado em 27 de agosto. O novo álbum da artista contará com 13 faixas e, até o momento, ainda não há a confirmação de nenhum feat.

Saiba mais sobre a divulgação e a tracklist do novo álbum de Halsey

Na divulgação de seu novo projeto, Halsey se utilizou uma forma criativa: a Alexa, inteligência artificial da Amazon. Ao perguntar à Alexa sobre o novo álbum da Halsey, a assistente fala sobre a data de lançamento e a tracklist do mesmo.

O novo projeto de Halsey tem proporções estrondosas. No primeiro momento, a cantora utilizou as instalações do Metropolitan Museum of Art em Nova York para os cliques do ensaio do álbum. Além disso, o projeto contará com uma produção cinematográfica.

Nesse primeiro momento, a estreia nos cinemas estará disponível em poucos países. Somente Austrália, Canadá, Alemanha, Irlanda, México, Holanda, Nova Zelândia, Reino Unido e Estados Unidos poderão assistir ao filme nos cinemas. O lançamento da produção não se dará simultaneamente ao álbum e nos países e contará com 53 minutos.

Leia também: Halsey divulga segundo trailer de novo álbum, com prévia de música

”If I Can’t Have Love, I Want Power”: uma homenagem à figura feminina e à gravidez

De acordo com Halsey em postagem publicada em julho, seu novo álbum busca retratar uma homenagem à figura feminina, principalmente durante o período da gravidez. A primeira reflexão já começa a partir da capa do álbum pois, segundo Halsey, “celebra a gravidez e os corpos pós-parto como algo lindo para ser admirado. Nós temos um longo caminho para acabar com o estigma social dos corpos e amamentação. Eu espero que isso dê um passo a frente nessa jornada.”

Ainda de acordo com Halsey, “este álbum é um álbum conceitual sobre as alegrias e horrores da gravidez e do parto. Era muito importante para mim que a arte da capa transmitisse o sentimento da minha jornada nos últimos meses. A dictomia da Madonna e da Prostituta. A ideia de que eu, como ser sexual e meu corpo como um recipiente e um presente para o meu filho são dois conceitos que podem coexistir de forma pacífica e poderosa.”

Foto: Reprodução/Instagram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

    Loading…

    0