Por: Thiago Cyrino

Anteontem (24), nós do Tracklist tivemos a chance de assistir em Paris, na França, o penúltimo show da turnê de “High As Hope“, da Florence + The Machine.

O álbum, que recebeu uma chuva de críticas positivas, passou por todo continente europeu e já tem datas para a América do Norte pelos próximos meses. Sem datas previstas para o Brasil, decidimos conferir o show na Cidade Luz para compartilhar um pouco de como foi a experiência dessa nova turnê.

O grupo, liderado pela intensa e carismática Florence Welch, fez sua última passagem pelo Brasil em 2016, com shows no Rio de Janeiro e no Lollapalooza em São Paulo. Brasil já está morrendo de saudade, né?!

A AccorHotels Arena, em Paris, que recebe grandes grupos e artistas todos os anos, se encheria de uma atmosfera de leveza que só ela, Florence, consegue trazer para o público.

Com repertório de quase 10 anos, a setlist fez jus e conseguiu compreender canções de todos os álbuns, incluindo majoritariamente o do último – por questões óbvias. Com tantas músicas intensas para um tempo limitado de show, grandes hits como Spectrum (Say My Name), Never Let Me Go e Sky Full of Song acabaram ficando de fora do espetáculo.

Setlist do show:

1- June
2- Hunger
3- Between two lungs
4- Only if for a Night
5- Queen of Peace
6- South London Forever
7- Patricia
8- Dog Days Are Over
9- Ship to Wreck
10- Moderation
11- 100 Years
12- The End of Love
13- Cosmic Love
14- Delilah
15- What Kind of Man
16- Big God
17- Shake it Out

Com os vocais afiadissimos, Florence, com sua leveza e dança, deixou a plateia em transe durante todo o espetáculo. Inclusive, durante Dog Days Are Over, eu consegui ver pela primeira vez na vida um artista conseguir de forma bem sucedida fazer todo o público guardar os seus celulares para curtir o momento da música: “Eu quero pedir uma coisa muito difícil para vocês, eu não sei se vocês vão conseguir” – brincou Florence no seu tom tímido e carismático de se expressar. No final do discurso, o público se entregou de corpo e alma para a música, tornando-se, de fato, o momento mais marcante do show.

Foto: Jean-Adrien Morandeau

Britânica de sangue e europeia de coração, Florence Welch aproveitou do momento para se pronunciar como ela se sente com toda a política do BREXIT ocorrendo no seu país: “Seremos para sempre uma banda europeia. Somos todos europeus!” – afirmava a cantora com o coro dos franceses. “Há muito mais coisa que nos unem do que separam“, completou a artista antes de prosseguir com o show.

Para completar, cantora ainda fez questão de criticar masculinidade tóxica e mandar uma mensagem aos homens: “Espero que em shows de Florence + The Machine não tenhamos isso“, referindo-se ao seu show como um espaço de amor e igualdade.

Agora, nos resta esperar e torcer para a vinda do grupo ao Brasil, já que a última vez já completou 3 anos.x

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.