Em 2014, quando o Fifth Harmony veio ao Brasil pelo primeira vez, o grupo não tinha lançado nem seu primeiro álbum e era atração de abertura do cantor Austin Mahone. Três anos depois, com uma integrante a menos e com um novo disco, a girl band agora formada apenas por Ally Brooke, Normani Kordei, Lauren Jauregui e Dinah Jane retorna para uma turnê de shows lotados e como atração principal do festival Villa Mix São Paulo.

Público

Os harmonizers – como são chamados os fãs das meninas – compareceram em peso ao evento e esperaram em baixo de chuva durante todo o dia, que também contou com shows de diversos estilos, do pop/eletrônico ao sertanejo. Eles estavam por todo canto e podiam ser identificados com camisetas, faixas e placas que tinham relação com bandeiras levantadas pelas meninas.

Quando o grupo subiu ao palco, aconteceu o que já era esperado: a histeria tomou conta do Estádio Morumbi lotado. Mesmo que não fossem a maioria ali, os fãs garantiram seu lugar na frente do palco e cantaram o mais alto que conseguiram durante todo o show. E até quem não fazia questão de ver o Fifth Harmony acabou se entregando pelas performances dançantes e pela beleza das meninas.

Conexão

A surpresa e a alegria da girl band ao ver o enorme público presente não foi disfarçada. Lauren foi logo arriscando algumas frases em português, como:

“Boa noite, Vocês estão prontos? Nós somos o Fifth Harmony. Obrigada!”

Isso porque a girl band não faz o tipo que performa suas músicas e vai embora. O carinho  é mútuo: elas respondem os gritos de “te amo”, elogiam a plateia e se emocionam junto com a energia da galera.

Performance

A estrutura de turnê do Fifth Harmony não é, de longe, das maiores, mas no Villa Mix elas se apresentaram no maior palco do mundo, o que deu ainda mais glamour para a performance. O repertório contou com os maiores hits da carreira, como “Worth It” e “Work From Home”. Elas, porém, não esconderam o ouro e entregaram para o público um setlist com todas as músicas do novo álbum homônimo, lançado em agosto deste ano.  “Deliver” – com início à capela -, “Lonely Night” – que contou um fã no palco -, “Angel” e  o encerramento com “Bridges”, trouxeram os melhores momentos do show.

Voz é algo a ser questionado quando falamos de Fifth Harmony, mas por algum motivo elas insistem em usar playback em algumas apresentações, o que felizmente não aconteceu no Villa Mix. Elas não utilizaram uma base alta sob as músicas e seguraram muito bem o fôlego enquanto dançavam. Ally e Dinah foram responsáveis pelas notas mais altas e assumiram as partes que eram de Camila Cabello – que saiu do grupo em dezembro de 2016 – nas músicas antigas.

As coreografias sensuais e cada vez mais elaboradas levaram a plateia à loucura. Além disso, vale destacar a excelente atuação da banda de apoio, principalmente pela guitarrista Liso Lee que arrasou em todos os solos.

Com uma despedida emocionante, o furacão Fifth Harmony – que também passou por Belo Horizonte e Rio de Janeiro – encerrou sua quarta passagem pelo país, e não deve demorar muito pra voltar, já que fizeram questão de reforçar que o Brasil é um dos seus lugares favoritos. É melhor não demorarem mesmo porque os “Come to Brazil” já  começaram…

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.